Governo do RN atrasa pagamento a empresas que fornecem tornozeleiras eletrônicas

Governo do RN atrasa pagamento a empresas que fornecem tornozeleiras eletrônicas

Juiz de Execuções Penais alertou que a situação pode gerar problemas futuros

O governo do Rio Grande do Norte está com uma dívida de R$ 4,2 milhões com as empresas fornecedoras de tornozeleiras eletrônicas, resultando em atraso nos pagamentos há aproximadamente quatro meses. Isso tem causado problemas no cumprimento da progressão de regime para os presos que têm direito, uma vez que a lei determina que mesmo sem tornozeleiras disponíveis, o benefício deve ser concedido. O juiz de Execuções Penais, Henrique Baltazar, alertou que a situação pode gerar problemas futuros, uma vez que a polícia penal é obrigada a liberar os presos por falta de equipamentos, o que pode impactar o monitoramento adequado dos detentos.

Apesar de reconhecer a dívida, a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) negou que houve corte de sinal nas tornozeleiras eletrônicas e assegurou que os serviços de monitoramento não terão descontinuidade. O Rio Grande do Norte possui cerca de 3 mil presos monitorados por tornozeleiras eletrônicas, e a falta de equipamentos tem prejudicado o cumprimento das regras de progressão de regime e o acompanhamento do cumprimento de pena pelos presos. O juiz Baltazar destacou que a situação afeta não apenas o Poder Judiciário, mas também a sociedade como um todo, uma vez que o monitoramento eletrônico é fundamental para garantir a conformidade com as regras estabelecidas para os presos em regime semiaberto.

Foto: Tony Winston/Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês