Mulher que teve 95% do corpo queimado no interior do RN morre após uma semana internada

Mulher que teve 95% do corpo queimado no interior do RN morre após uma semana internada

O principal suspeito do crime é o marido da vítima, que se entregou à polícia e foi preso

A mulher de 49 anos que teve 95% do corpo queimado com gasolina e fogo em Campo Grande, no interior do Rio Grande do Norte, morreu nesta sexta-feira (5.mai.2023). O principal suspeito do crime é o marido da vítima, que se entregou à polícia e foi preso. Ele será indiciado por feminicídio. A casa onde os dois moravam também foi incendiada.

O nome da mulher só foi divulgado após o óbito. Ela se chamava Maria da Conceição da Silva. A informação foi confirmada pela assessoria da unidade de saúde e pela sobrinha da vítima, Francisca Alves, que foi avisada pelo hospital na tarde da sexta (5) sobre a morte de Maria da Conceição. O enterro deverá acontecer na cidade de Messias Targino.

Segundo o delegado responsável pelo caso, uma testemunha confirmou que o homem teria ateado fogo na vítima. A mulher foi encontrada próxima a um açude, no Sítio Maravilha, após ter ligado para o hospital de Campo Grande.

Foto: Cedida

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês