Haddad vira garoto propaganda e Alckmin é chamado de ‘guerreiro do povo brasileiro’ em feira do MST

Haddad vira garoto propaganda e Alckmin é chamado de 'guerreiro do povo brasileiro' em feira do MST

A feira acontece até este domingo (14), no Parque da Água Branca, região oeste de São Paulo

A 4ª Feira Nacional da Reforma Agrária, organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), tem o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, como garoto-propaganda de uma marca de fubá. O evento começou nesta sexta-feira (12.mai.2023) no Parque da Água Branca, região oeste de São Paulo.

Haddad elogiou os produtos feitos pelos sem terra em rede social, mesmo não comparecendo ao evento. “Tenho orgulho de ter participado da campanha publicitária destes produtos”, afirmou. Ele próprio compartilhou a foto de divulgação do produto em suas redes sociais. A feira acontece até domingo (14.mai).

Já o vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, esteve no evento elogiou o trabalho feito nos acampamentos e assentamentos do movimento e sugeriu não ser papel da Câmara dos Deputados investigar invasões de terra promovidas pelos sem terra, por meio uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

“O governo do presidente Lula, todos nós, defendemos a reforma agrária. Ela é importante. As pessoas têm a oportunidade de vir aqui, comprar produtos saudáveis e melhorar a renda de quem trabalha”, declarou.

Alckmin foi recebido no evento aos gritos de “guerreiro do povo brasileiro”. Ele circulou entre os stands, conferindo os produtos expostos e atendendo aos pedidos para tirar fotos com simpatizantes. O vice-presidente afirmou ainda que ‘sempre’ participa das feiras do MST.

“Eu sempre venho às feiras [do MST]. A primeira vez foi em 2013, quando eu era governador. Havia uma resistência quanto a eles [sem terra] usarem o Parque da Água Branca. Nós autorizamos e eu vim”, disse. Alckmin afirmou ainda que, quando governador de São Paulo, chegou a dizer que apoiaria a reforma agrária no estado, mas não a invasão de propriedades públicas ou privadas.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês