Suspeito de rachadinha no gabinete de Carlos Bolsonaro atuava como tutor do filho do ex-presidente

Suspeito de rachadinha no gabinete de Carlos Bolsonaro atuava como tutor do filho do ex-presidente

As informações foram divulgadas pelo Estadão neste sábado (13)

Jorge Luiz Fernandes, suspeito de liderar um esquema de “rachadinha” no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro, foi nomeado por Jair Bolsonaro como tutor do filho na Câmara de Vereadores do Rio. As informações foram divulgadas pelo Estadão neste sábado (13.mai.2023).

Fernandes é investigado pelo Ministério Público por ter recebido depósitos no valor total de R$ 2 milhões de outros servidores do gabinete de Carlos Bolsonaro. A esposa de Fernandes também é suspeita de participar do esquema. De acordo com o Estadão, a escolha de Jorge foi de Jair Bolsonaro.

O Estadão procurou Fernandes e a assessoria de Carlos Bolsonaro para comentarem o assunto, mas não houve resposta. O próprio Carlos tem ignorado o tema em suas redes sociais. O vereador já foi alvo de outras investigações envolvendo a prática das rachadinhas, além de outros casos como o uso de verbas públicas para contratar uma empresa de comunicação que pertencia a ele próprio.

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês