Vacinação contra a gripe passa a ser para toda a população com mais de 6 meses a partir de hoje

Vacinação contra a gripe passa a ser para toda a população com mais de 6 meses a partir de hoje

Até o final de abril, foram confirmadas no Brasil pelo menos 253 mortes causadas pela gripe

Toda a população com mais de 6 meses pode receber a vacina contra a gripe a partir desta segunda-feira (15.mai.2023), de acordo com o Ministério da Saúde. Mais de 80 milhões de doses foram distribuídas em todo o país, e o objetivo é vacinar 90% da população.

A medida visa ampliar a cobertura vacinal antes do inverno, quando as infecções respiratórias costumam aumentar. A imunização é fundamental para reduzir a carga da doença e prevenir hospitalizações e mortes, especialmente em pessoas com problemas de saúde e idosos.

Até o final de abril, foram confirmadas no Brasil pelo menos 253 mortes causadas pela gripe. Até então, a vacina estava sendo aplicada apenas em grupos específicos, como idosos, gestantes, profissionais da saúde e da educação, entre outros. No entanto, atendendo a solicitações de estados e municípios, o Ministério da Saúde decidiu expandir o público-alvo e permitir que todas as pessoas com mais de 6 meses sejam vacinadas.

Foto: Myke Sena/MS

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês