Sobe para 11 o número de mortos e 20 desaparecidos após ciclone no RS

Sobe para 11 o número de mortos e 20 desaparecidos após ciclone no RS

O temporal também causou sérios problemas de infraestrutura. Cerca de 120 mil pontos estão sem energia elétrica

Um forte temporal atingiu o Rio Grande do Sul, causando estragos, mortes e deixando um rastro de destruição. A Defesa Civil confirmou, até o momento, a morte de 11 pessoas e o desaparecimento de outras 20, em decorrência dos temporais provocados por um ciclone extratropical que assola o estado desde a madrugada de sexta-feira (16.jun.2023).

Uma pessoa morre e outras duas estão desaparecidas após passagem de ciclone no RS

Os municípios mais afetados foram Maquiné, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Esteio, Gravataí, Caraá e Bom Princípio. Em Maquiné, foram registradas três mortes, enquanto São Leopoldo e Novo Hamburgo tiveram duas vítimas cada. Outras cidades da mesma região também relataram óbitos, como Esteio e Gravataí, com uma morte em cada localidade. A cidade de Caraá, por sua vez, contabilizou uma vítima.

A situação é de preocupação, uma vez que ainda há 20 pessoas desaparecidas em Três Forquilhas e Caraá, ambos municípios do Litoral Norte. As equipes da Defesa Civil estão empenhadas nas buscas e trabalhando incansavelmente para localizar os desaparecidos e prestar o auxílio necessário às vítimas.

Além das perdas humanas, o temporal também causou sérios problemas de infraestrutura. Cerca de 120 mil pontos estão sem energia elétrica na área de concessão da Companhia Estadual de Geração de Energia Elétrica (CEEE). As regiões mais afetadas são a Metropolitana, com 100 mil clientes sem energia, e o Litoral Norte, com 20 mil pessoas também sem energia.

Diversos municípios estão enfrentando interrupções no fornecimento de eletricidade, entre eles Porto Alegre, Viamão, Alvorada, Tramandaí, Santo Antônio da Patrulha, Imbé e Capão da Canoa. A situação levou as prefeituras de 21 cidades a cancelarem as aulas nas escolas, como medida de precaução e segurança.

Diante do cenário de devastação, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), anunciou a realização de uma reunião de trabalho na próxima segunda-feira (19.jun), com o intuito de dimensionar e planejar as ações de emergência que deverão ser implementadas pelo governo estadual.

As autoridades locais estão em alerta máximo, buscando oferecer suporte às vítimas e restabelecer a normalidade nas áreas afetadas pelo temporal.

Foto: Maurício Tonetto/Secom

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal