Deputados e influenciadores iniciam campanha de doações a Bolsonaro para pagar multas

Deputados e influenciadores iniciam campanha de doações a Bolsonaro para pagar multas

A campanha ocorre em um momento em que Bolsonaro enfrenta uma série de investigações e processos judiciais

Deputados bolsonaristas e influenciadores políticos lançaram uma campanha polêmica na noite desta sexta-feira (23.jun.2023), visando arrecadar doações por meio do sistema de transferência instantânea Pix para Jair Bolsonaro, ex-presidente do Brasil.

Alegando que Bolsonaro é alvo de “assédio judicial” e que enfrenta multas resultantes de processos que consideram absurdos, os parlamentares envolvidos na iniciativa utilizaram suas redes sociais para solicitar contribuições financeiras em apoio ao líder político.

Entre os deputados federais que pediram doações em dinheiro estão Nikolas Ferreira (PL-MG), Mário Frias (PL-SP), Gustavo Gayer (PL-GO) e André Fernandes (PL-CE), além do deputado estadual Bruno Engler (PL-MG). Todos eles publicaram mensagens semelhantes no Twitter, ressaltando a necessidade de ajuda financeira para lidar com as múltiplas multas enfrentadas por Bolsonaro em diferentes processos judiciais.

O deputado Bruno Engler foi o primeiro a fazer o apelo por doações por meio do Pix, compartilhando a solicitação em sua conta no Twitter às 18h26. Além disso, Nikolas Ferreira e Gustavo Gayer publicaram vídeos no Instagram pedindo contribuições, com Gayer indo além ao mostrar um comprovante de transferência de R$ 500 que ele próprio realizou em favor do ex-presidente.

A iniciativa gerou intensos debates e controvérsias nas redes sociais, com opiniões divergentes sobre a legalidade e a ética dessa campanha de arrecadação de recursos. Enquanto apoiadores argumentam que a mobilização busca ajudar Bolsonaro a enfrentar o que consideram injustiças no âmbito judicial, críticos apontam possíveis irregularidades, levantando questionamentos sobre a utilização do cargo político para angariar recursos pessoais.

A campanha ocorre em um momento em que Bolsonaro enfrenta uma série de investigações e processos judiciais, incluindo acusações relacionadas à sua conduta durante a pandemia de covid-19 e a disseminação de desinformação.

Foto: Isac Nóbrega/PR/Ilustração/Arquivo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal