Secretaria de Saúde do Estado prepara barreira sanitária ortopédica para desafogar o Hospital Walfredo Gurgel

Secretaria de Saúde do Estado prepara barreira sanitária ortopédica para desafogar o Hospital Walfredo Gurgel

Pasta desenvolve iniciativa para desafogar hospital e focar em atendimentos de alta complexidade

Em busca de uma solução para otimizar o atendimento médico e direcionar pacientes conforme a complexidade de seus casos, a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) está empenhada na criação de uma inovadora Barreira Sanitária Ortopédica. A proposta visa aliviar a demanda de baixa e média complexidade no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), abrindo espaço para concentrar-se na assistência de alta complexidade, alinhada com sua especialidade.

A estratégia da Barreira Sanitária consiste na instalação de uma unidade hospitalar equipada e com equipe capacitada para atender pacientes ortopédicos de baixa e média complexidade. Esse serviço estará focado nos municípios próximos à cidade de Natal, excluindo a capital estadual. De acordo com a pasta, a iniciativa visa atender pacientes que, embora cheguem ao Walfredo Gurgel, não se encaixam no perfil da unidade, cuja expertise é em politraumatismos e casos de alta complexidade.

A decisão de implantar a Barreira Sanitária nas proximidades da capital tem base na constatação de que a maioria dos pacientes atendidos no HMWG é oriunda dessas áreas. A Sesap destaca que a pressão sobre o maior hospital estadual é significativa, especialmente em relação aos municípios como Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Extremoz, os quais demandam grande parte dos atendimentos de baixa e média complexidade.

A expectativa é que, ao aliviar essa demanda por meio da Barreira Sanitária, o HMWG possa focar-se adequadamente nas emergências de alta complexidade, melhorando a qualidade geral do atendimento e otimizando o fluxo de pacientes.

Com a finalidade de efetivamente direcionar pacientes ao atendimento adequado e “barrar” aqueles que não se enquadram no perfil do HMWG, a Barreira Sanitária será concretizada em colaboração com a Sesap, enquanto os municípios assumirão a manutenção do serviço de triagem médica prévia. Atualmente, essa triagem é realizada pelo principal hospital do estado, que encaminha pacientes para outras unidades, públicas e privadas, para tratamento de cirurgias ortopédicas de baixa complexidade.

Atualmente, o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel realiza cerca de cinco mil atendimentos mensais, mas a implantação da Barreira Sanitária poderia reduzir aproximadamente 3,5 mil procedimentos.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês