Hermano Morais é eleito o novo presidente do América

Hermano Morais é eleito o novo presidente do América

Deputado estadual vence Souza e assume o clube para o biênio 2024-2025

O deputado estadual Hermano Morais (PV) foi eleito o novo presidente do América Futebol Clube nesta quinta-feira (26.out.2023). Ele venceu o atual presidente e maior ídolo da história do clube, Souza, por 57 a 43 votos.

Dos 106 conselheiros aptos a votar, 100 compareceram ao pleito.

Morais comandará o clube no biênio 2024-2025. Ele terá o engenheiro Francisco Sobrinho como vice-presidente.

“Por 57 votos a 43, obtivemos a maioria e vamos juntos trabalhar incansavelmente para fazer do América Futebol Clube um clube ainda melhor. Convidamos todos os torcedores a se unirem a nós nessa jornada”, declarou o novo presidente.

Morais foi presidente do América-RN em 2011, ano em que conquistou o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. Na oportunidade, foram apenas sete meses de gestão. Em 2015, após a saída de Gustavo Carvalho, também foi responsável por liderar o clube no complemento da temporada.

O deputado estadual contou com o apoio dos ex-presidentes Jussier Santos, Clóvis Emídio, Beto Santos, Alex Padang, Eduardo Rocha, Leonardo Bezerra e Ricardo Valério.

Foto: Leandro Cunha

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês