Julgamento de Daniel Alves por agressão sexual começa em fevereiro

Julgamento de Daniel Alves por agressão sexual começa em fevereiro

Ex-lateral da seleção brasileira pode ser condenado a até 15 anos de prisão

O julgamento do ex-lateral da seleção brasileira Daniel Alves por agressão sexual começará em 5 de fevereiro, na Espanha. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (20.dez.2023) pelo tribunal superior da Catalunha.

Alves é acusado de estuprar uma mulher em uma boate de Barcelona em dezembro passado. Ele foi preso em 20 de janeiro e está detido em uma prisão nos arredores da cidade.

Se for considerado culpado, o brasileiro de 40 anos poderá ser condenado a uma pena de prisão de 4 a 15 anos. Ele afirma que teve relações sexuais consensuais com a acusadora.

O promotor espanhol responsável pelo caso está pedindo pena de nove anos de prisão para Alves. Ele também pediu ordens de restrição para o jogador e que ele pague uma indenização de 150.000 euros à vítima.

Daniel Alves é um dos jogadores mais vitoriosos da história do futebol, tendo conquistado mais de 40 troféus em sua carreira pela seleção brasileira e por clubes como Barcelona, Sevilla, Juventus e Paris Saint-Germain.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar