Prefeito de São José do Campestre foi assassinado por apoiar polícia no combate a facção criminosa

Prefeito de São José do Campestre foi assassinado por apoiar polícia no combate a facção criminosa

Polícia Civil divulga novas informações sobre o crime e pede ajuda da população para identificar o suspeito

O prefeito de São José do Campestre, no Agreste potiguar, Joseilson Borges da Costa, o Neném Borges, foi assassinado a tiros dentro de casa, em abril deste ano. A Polícia Civil divulgou novas informações sobre o crime nesta terça-feira (26.dez.2023).

Segundo a polícia, o autor do crime é chefe local de uma facção criminosa interestadual e teria decidido matar o prefeito por causa do apoio institucional de Neném Borges às ações policiais na cidade.

O delegado Wellington Guedes, responsável pelas investigações, afirmou que o mentor e executor do crime atribuía ao prefeito operações que vinham sendo realizadas contra o grupo.

“Houve um fato relevante que 15 dias antes da execução do prefeito, a Polícia Civil deflagrou uma operação em que foram apreendidos um colete balístico e uma arma de fogo desse suspeito, que teria sido usada em outro homicídio”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, foram colhidos depoimentos que apontam que o criminoso já havia falado que iria matar o prefeito.

“Existem depoimentos afirmando que ele havia dito que iria matar o prefeito, porque o prefeito estava pedindo a cabeça dele numa bandeja. Ou seja, para o suspeito, ele entendia que de fato o prefeito apoiava as forças de segurança pública de modo institucional, para que a cidade mantivesse a ordem e a tranquilidade”,

“O que apuramos de forma técnica, o que foi demonstrado nos autos, é que ele criou uma rixa pessoal com o prefeito Neném Borges, porque o prefeito demonstrava publicamente que apoiava as forças de segurança e sempre se colocou à disposição para que possíveis estruturas da prefeitura fossem utilizadas para o enfrentamento do crime organizado”, completou.

Ainda de acordo com os investigadores, o suspeito já respondeu por vários crimes e agiu com “profissionalismo” na execução, pelo que pôde ser observado nas imagens gravadas por câmeras de segurança instaladas na casa do prefeito.

“O indivíduo estava completamente coberto, não aparece nenhuma parte do corpo dele. Ele estava utilizando luvas cirúrgicas. Ele não toca na maçaneta, mesmo estando de luva. Ou seja, é uma pessoa extremamente experiente, que tomou todas as medidas possíveis”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil expediu um mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que segue foragido. A identidade dele não foi divulgada, segundo a polícia, porque o processo segue em segredo de justiça.

A população pode ajudar a polícia a identificar o suspeito por meio do Disque Denúncia (181).

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês