Fernando Diniz é demitido da Seleção Brasileira

Fernando Diniz é demitido da Seleção Brasileira

Presidente da CBF afastou o técnico um dia após ser reconduzido ao cargo

Fernando Diniz não é mais técnico da Seleção Brasileira. A decisão foi tomada pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, um dia após ter sido reconduzido ao cargo após liminar do STF.

Ednaldo Rodrigues comunicou a decisão a Mario Bittencourt, presidente do Fluminense. O dirigente, então, informou ao profissional da demissão.

A passagem de Fernando Diniz pela seleção brasileira durou seis jogos, todos pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. O técnico conquistou duas vitórias, um empate e três derrotas.

A demissão de Diniz é uma surpresa, já que ele havia sido nomeado técnico interino da seleção após a saída de Tite, em novembro de 2023. O treinador chegou a ser elogiado por alguns jogadores, como Neymar e Vinicius Júnior.

No entanto, a demissão de Diniz pode ser interpretada como uma forma de Ednaldo Rodrigues mostrar sua força dentro da CBF. O presidente da entidade tem sido criticado por alguns dirigentes por sua gestão.

Ainda não se sabe quem será o novo técnico da seleção brasileira. O nome mais cotado é o de Abel Ferreira, do Palmeiras.

Foto: Vitor Silva/CBF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês