Três pessoas são presas por furto de peças de ônibus incendiado na Ponte Igapó

Três pessoas são presas por furto de peças de ônibus incendiado na Ponte Igapó

Veículo foi interditado nos dois sentidos e passageiros tiveram que atravessar a pé

Um ônibus da empresa Via Sul que operava a linha 50 foi incendiado na Ponte Igapó, na Zona Norte de Natal, no fim da manhã do último sábado (6.jan.2024). O trecho foi interditado nos dois sentidos por cerca de quatro horas.

A Polícia Militar (PM) prendeu três suspeitos de furtar peças do veículo incendiado. Os agentes chegaram ao local e viram os indivíduos tirando fiação de cobre e canaletas de alumínio do ônibus.

Os suspeitos, de 39, 26 e 21 anos, foram levados para a Delegacia de Plantão da Zona Norte para os procedimentos cabíveis.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou o fogo, que já havia destruído o ônibus. Os agentes aguardaram o resfriamento do veículo para a remoção da pista.

Com a interdição da pista, passageiros de outros ônibus que passam pelo trecho tiveram que descer dos veículos e atravessar a Ponte de Igapó a pé, num percurso que dura cerca de 40 minutos de caminhada.

A liberação da via aconteceu por volta das 16h20. As circunstâncias que levaram ao incêndio no ônibus não foram confirmadas pela PM. Ninguém ficou ferido pelo fogo.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês