Especialista alerta para riscos cardíacos no uso de anabolizantes

Especialista alerta para riscos cardíacos no uso de anabolizantes

Médico destaca que a influência dos anabolizantes se estende para além da musculatura, afetando a saúde das artérias e a pressão sanguínea

Com a temporada de verão e férias, a busca por resultados rápidos na forma física aumenta e muitas pessoas aderem ao uso de substâncias não indicadas por médicos para alcançar resultados imediatos. É importante destacar, no entanto, os danos à saúde cardíaca associados ao uso de anabolizantes. Nesse contexto da incessante busca pelo corpo ideal, os anabolizantes têm se destacado como uma opção controversa, prometendo ganhos musculares notáveis, mas escondendo sérios riscos para a saúde cardiovascular. Especialistas alertam que, por trás do desejo estético, os usuários dessas substâncias podem estar inadvertidamente comprometendo sua saúde.

O médico cardiologista Rafael Alves, que atende no Hospital Promater, adverte que o uso de anabolizantes vai além do desenvolvimento muscular, acarretando uma série de riscos cardiovasculares, como hipertensão arterial, aumento anormal do tamanho do coração, embolias e tromboses. Além disso, existe a possibilidade grave de acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico e infarto associados ao consumo dessas substâncias.

Rafael destaca que a influência dos anabolizantes se estende para além da musculatura, afetando a saúde das artérias e a pressão sanguínea. O aumento descontrolado do colesterol, com elevação do LDL (colesterol ruim) e redução do HDL (colesterol bom), contribui para a formação de placas de gordura nas artérias, intensificando o risco de eventos cardíacos.

“A hipercoagulabilidade resultante do uso dessas substâncias é apontada como um fator que pode aumentar a formação de coágulos sanguíneos, ampliando o perigo de eventos trombóticos”, alerta o especialista.

O médico enfatiza que à medida que o tempo de exposição aos efeitos dos anabolizantes aumenta, proporcionalmente cresce também o risco para a saúde cardiovascular. O preço da busca por resultados rápidos pode comprometer a longevidade. Pacientes em tratamento cardiovascular devem abordar com cautela a combinação de anabolizantes com medicamentos prescritos, especialmente aqueles com histórico de eventos cardíacos, onde o controle rigoroso do LDL é crucial.

“Não existe uma fórmula mágica quando se trata de anabolizantes. A busca por qualidade de vida é essencial para garantir uma longevidade saudável”, finaliza.

Sobre o Hospital Promater:

Referência em média e alta complexidade, o Hospital Promater é reconhecido por sua atuação em especialidades como: Cardiologia, Neurologia, Ortopedia e Urologia, entre outras. Há quase três décadas no mercado, o Hospital destaca-se no cenário dos hospitais privados norte-rio-grandenses, dedicando-se a cumprir sua missão de contribuir significativamente para a saúde e qualidade de vida da população.

O Hospital ainda oferece pronto-socorro, com suporte de neurologia, cardiologia, ortopedia e clínica médica 24h, além de protocolos gerenciados para o atendimento do AVC e infarto. Com selo UTI Top Performer por cinco anos consecutivos, selo AVC e a acreditação ONA2, concedido a instituições que comprovadamente atendem aos rigorosos padrões definidos pela organização.

Foto: Cottonbro Studio/Pexels

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês