Mães são presas por torturar e maltratar filhas em Parnamirim

Mães são presas por torturar e maltratar filhas em Parnamirim

Polícia Civil do RN cumpre mandados de prisão após laudo pericial confirmar lesões nas vítimas

Duas mulheres foram presas na manhã desta sexta-feira (2.fev.2024) no bairro Parque das Nações, em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, por crimes de tortura, maus-tratos e violência psicológica contra uma criança e uma adolescente. As prisões foram realizadas pela Delegacia Especializada de Proteção da Criança e do Adolescente (DPCA/Parnamirim).

O caso começou a ser investigado após o boletim de ocorrência ter sido registrado na última sexta-feira (26.jan) em uma cidade do interior do RN. As mães das vítimas negaram os crimes durante depoimento à autoridade policial. No entanto, um laudo pericial do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) e depoimentos de testemunhas confirmaram lesões corporais nas vítimas.

Até o momento, 17 pessoas foram ouvidas pela DPCA Parnamirim, que segue investigando o caso sob sigilo. A Polícia Civil reforça seu compromisso com a proteção de crianças e adolescentes e solicita que a população continue enviando denúncias, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês