Corregedoria afasta servidores do presídio federal de Mossoró após fuga

Corregedoria afasta servidores do presídio federal de Mossoró após fuga

Chefes de segurança, inteligência e administração são afastados; Corregedoria do sistema prisional determina medida para apurar falhas que possibilitaram a fuga de dois presos

A corregedora do sistema prisional federal, Marlene Inês da Rosa, determinou o afastamento dos responsáveis pelas áreas de segurança, inteligência e administração do presídio federal de Mossoró. A decisão, tomada na última terça-feira (20.fev.2024), visa apurar as circunstâncias da fuga de dois presos da unidade, ocorrida na semana passada.

A fuga, a primeira registrada em um presídio federal brasileiro desde sua criação em 2006, causou grande repercussão e colocou em xeque a segurança do sistema penitenciário nacional. Os dois detentos, Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, ainda não foram recapturados.

Segundo a decisão da corregedora, os servidores afastados continuarão exercendo o cargo de agentes penais, mas sem chefiar os setores. A medida visa garantir a lisura das investigações e evitar interferências no processo.

A corregedoria instaurou um procedimento administrativo para apurar as responsabilidades pela fuga. O prazo para conclusão da investigação é de 30 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

As buscas pelos foragidos continuam sendo realizadas por equipes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública.

A fuga

Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró na madrugada do dia 14 de fevereiro. Os dois detentos escavaram um buraco na parede da cela e fugiram por um matagal próximo ao presídio.

Repercussão

A fuga dos dois presos causou grande repercussão e colocou em xeque a segurança do sistema penitenciário federal brasileiro. O ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, determinou a abertura de uma investigação para apurar as circunstâncias da fuga.

Medidas

A corregedoria do sistema prisional federal determinou uma série de medidas para reforçar a segurança das unidades prisionais do país. Entre as medidas estão a instalação de scanners corporais, a intensificação das revistas nas celas e o aumento do número de agentes penitenciários.

Buscas

As buscas pelos foragidos continuam sendo realizadas por equipes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança Pública.

Foto: Depen/Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês