Natal decreta emergência por epidemia de dengue e alerta para risco de colapso na saúde

Natal decreta emergência por epidemia de dengue e alerta para risco de colapso na saúde

Cidade registra cerca de 700 casos de arboviroses em dois meses, sendo 90% de dengue

A Prefeitura de Natal decretou estado de emergência em saúde pública neste sábado (2.mar.2024) devido à epidemia de dengue que assola a capital potiguar. O decreto, com validade de 90 dias, visa mobilizar recursos e ações para conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti e reduzir o número de casos da doença.

Dados do monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) indicam um “aumento exponencial” de casos de arboviroses, principalmente dengue, nas últimas semanas. Entre janeiro e fevereiro, foram registrados cerca de 700 casos de arboviroses, dos quais 90% são de dengue.

Bairros com maior risco

Os bairros com maior incidência da doença são: Pajuçara, Lagoa Azul, Redinha, Nossa Senhora da Apresentação, Igapó, Felipe Camarão, Nazaré, Cidade da Esperança, Rocas, Tirol e Planalto.

Ações de combate à dengue

A Prefeitura afirmou que vem realizando diversas ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, como:

  • Visitas domiciliares: Mais de 30 mil domicílios já foram visitados por agentes de saúde, que orientam os moradores sobre como eliminar os criadouros do mosquito.
  • Borrifação: A Secretaria de Saúde está realizando borrifação com inseticida em áreas com maior risco de proliferação do mosquito.
  • Recolhimento de pneus: Mais de 15 mil pneus foram recolhidos das ruas em janeiro e fevereiro.
  • Vacinação: A campanha de vacinação contra a dengue foi iniciada há 15 dias, mas a adesão ainda é baixa. Apenas 4,8 mil doses das 18,8 mil doses disponíveis foram aplicadas.

Mobilização da população

O Secretário de Saúde, George Antunes, ressalta a importância da colaboração da população no combate à dengue. “Se a população não cuidar, o sistema não vai suportar. Vamos ter UPAs superlotadas, pessoal esperando cinco, dez horas para ser atendido”, alerta.

Medidas de prevenção

A população pode ajudar a prevenir a dengue adotando medidas simples, como:

  • Eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, como água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas e outros objetos.
  • Usar repelente quando estiver em áreas com risco de proliferação do mosquito.
  • Usar roupas que protejam o corpo do mosquito, como calças compridas e camisas de mangas compridas.
  • Manter as calhas e telhados limpos.

Sintomas da dengue:

  • Febre alta
  • Dor de cabeça
  • Dor muscular e articular
  • Dor nos olhos
  • Náuseas e vômitos
  • Falta de apetite
  • Manchas vermelhas na pele

Em caso de sintomas, procure atendimento médico imediatamente.

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasilia

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês