RN tem o mês de fevereiro menos violento dos últimos 14 anos

RN tem o mês de fevereiro menos violento dos últimos 14 anos

Redução de 29,8% em relação ao mesmo período de 2023 consolida o estado como líder nacional na queda de MVI’s

O Rio Grande do Norte fechou o mês de fevereiro com mais um resultado expressivo para a segurança pública: foi o mês menos violento dos últimos 14 anos. Comparando fevereiro deste ano com o mesmo período do ano passado, a redução foi de 29,8%, o que representa redução maior que a registrada em janeiro, que foi de 20%.

Este resultado segue tendência constatada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) que apontou o RN como o estado que mais reduziu mortes violentas intencionais (MVI´s) em 2023.

Os investimentos do Governo do RN com apoio do Governo Federal proporcionam a melhoria da segurança pública. Desde 2023 foram investidos R$ 100 milhões no sistema de segurança pública do RN (Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Itep e Seap). Em parceria com o MJSP foram entregues 400 novas viaturas, equipamentos e armamento aos órgãos do sistema.

“Além de todo este esforço, continuamos trabalhando com ações integradas dos órgãos. Isto significa uma interação forte entre as polícias do estado e até as polícias federais no combate à violência”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Os resultados obtidos em fevereiro e janeiro deste ano apontam à continuidade do trabalho que o Governo do Estado vem desenvolvendo nos últimos cinco anos, cujos indicadores sobre mortes violentas mostram recorrente redução desde 2019.

Recorde nacional

O Rio Grande do Norte é o estado com maior redução do número de mortes violentas no Brasil, de acordo com os dados Ministério da Justiça e Segurança Pública (MSJP). Ao final de 2023, em comparação com o ano de 2022, o estado obteve 15,63% de redução nas Mortes Violentas Intencionais (MVI). O resultado, de acordo com o Governo do Estado, está diretamente relacionado aos investimentos em recursos humanos, materiais e equipamentos, e sobretudo planejamento, com ações integradas entre as forças de segurança.

A governadora Fátima Bezerra, ao avaliar os dados divulgados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública no final de janeiro deste ano, ressalta que o desempenho precisa ser visto como consequência de um trabalho continuado desenvolvido pelo governo a partir do ano de 2019. Foi quando a gestão observou os índices de criminalidade e passou a atuar de forma planejada para otimizar, não apenas a estrutura, mas especialmente os recursos humanos, diante das dificuldades de efetivo das polícias.

Entre os anos de 2015 e 2018, o Rio Grande do Norte acumulou 8.042 mortes violentas, o que levou o estado a figurar entre os mais violentos do país. Os investimentos e planejamento mudaram o cenário entre 2019 e 2022, quando o estado conseguiu 32% de redução — no comparativo dos períodos — com quase 2.600 vidas salvas.

O Governo do Estado reestruturou carreiras, corrigiu distorções e realizou mais de 10 mil promoções nas polícias, repercutindo diretamente em melhoria dos rendimentos dos profissionais. Nos últimos cinco anos, as forças de segurança tiveram um incremento de quase 3 mil novos profissionais, e estão em formação mais de 1.600, entre praças e oficiais para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Na Polícia Militar do RN, havia um concurso realizado na gestão anterior, mas a primeira turma de candidatos aprovados foi convocada após Fátima Bezerra assumir. Na primeira convocação, 1300 novos policiais, que após o curso de formação passaram a reforçar o policiamento em todas as regiões do estado. Havia 15 anos desde a realização do último concurso. No final de 2023, mais uma turma do mesmo concurso foi convocada — desta vez mais 1.158 praças — que concluem a formação ainda este ano. Na Polícia Civil, após mais de uma década sem concurso, o governo realizou um certame e nomeou quase 800 novos agentes, delegados e escrivães.

O coronel Araujo, secretário de Segurança Pública e da Defesa Social, defende a tese que os resultados obtidos se sustentam nos investimentos continuados em equipamentos e infraestrutura, aliado à valorização profissional. “Somado à sensibilidade do governo para proporcionar melhores condições de trabalho aos nossos agentes de segurança, cabe destacar o enorme esforço do trabalho em parceria entre as diversas instituições estaduais, federais e municipais. Porque segurança pública é planejamento e ação, cada um nas suas devidas competências, no enfrentamento e prevenção”, disse.
DADOS

Ao todo, 59 mortes violentas intencionais foram registradas no estado no segundo mês deste ano, ou seja, foi o melhor resultado contabilizado para o mês de fevereiro desde 2011, quando 78 pessoas foram assassinadas no RN.

Abaixo, confira os dados de MVI’s no RN consolidados pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED).

MVIs no RN | Comparativo 2023/2024

  • Janeiro 2023: 115
  • Janeiro 2024: 92
  • Redução: 20%
  • Fevereiro 2023: 84
  • Fevereiro 2024: 59
  • Redução: 29,8%
  • Acumulado Jan e Fev/2023: 199
  • Acumulado Jan e Fev/2024: 151
  • Redução: 24,1%

MVIs no RN | Série histórica de 2011 a 2024

  • Fev/2011: 78
  • Fev/2012: 79
  • Fev/2013: 133
  • Fev/2014: 145
  • Fev/2015: 112
  • Fev/2016: 159
  • Fev/2017: 193
  • Fev/2018: 182
  • Fev/2019: 103
  • Fev/2020: 144
  • Fev/2021: 104
  • Fev/2022: 100
  • Fev/2023: 84
  • Fev/2024: 59

Foto: Assecom Sesed

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês