Priorização do Câncer no país e a implementação da nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer no SUS são temas da 3ª Edição Especial Global Fórum

Priorização do Câncer no país e a implementação da nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer no SUS são temas da 3ª Edição Especial Global Fórum

Encontro em Brasília contará com a participação de representantes dos centros e unidades de alta complexidade em oncologia, do Instituto Nacional do Câncer e Ministério da Saúde, pacientes oncológicos, assim como, representante do CONASEMS, sociedades de especialidades e profissionais de diversos setores da oncologia no país.

Nos dias 24 e 25 de abril de 2024 (quarta e quinta-feira), o Instituto Lado a Lado pela Vida, única organização social brasileira que se dedica simultaneamente às duas principais causas da mortalidade – o câncer e as doenças cardiovasculares –, promoverá a 3ª Edição Especial Global Fórum. O encontro será realizado no Centro Internacional de Convenções do Brasil, em Brasília (DF).

O evento contará com diversos painéis de debate que passarão por todos os pontos contemplados na nova Política Nacional de Prevenção e Controle do Câncer (PNPCC) e o Programa Nacional de Navegação da Pessoa com Diagnóstico de Câncer no âmbito do Sistema Único de Saúde (Lei N° 14.758/2023) com o objetivo de trazer luz aos desafios enfrentados diariamente pelos centros e unidades de assistência especializada e por todos os pacientes que buscam o tratamento do câncer.

“Hoje o Sistema Único de Saúde em sua grandiosidade consegue dar as respostas necessárias para os pacientes com câncer até certo ponto da jornada, a partir daí, o paciente fica sozinho esperando resoluções que muitas vezes não chegam ou chegam com muito atraso o que implica seriamente no desfecho do tratamento”, ressalta Marlene Oliveira, fundadora e presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida.

Os números do câncer no país assustam, sendo cerca de 704 mil novos casos anuais estimados para o triênio 2023 a 2025, segundo o Instituto Nacional do Câncer, além dos pacientes que já estão em tratamento. Por esse motivo e por ter a causa do câncer desde 2008, o Instituto Lado a Lado pela Vida abraçou a oportunidade da criação de uma nova política nacional do câncer e atuou de forma intensa em todas as fases, desde a contribuição para o texto da nova lei, passando por todas as etapas da sua aprovação em 2023 e agora, se dedicando a sua implementação.

Dados reais sobre como o câncer vem sendo tratado no Brasil são fundamentais em um momento em que se discute como implementar uma nova política que tem como objetivo ser estruturante e organizar a oncologia no país. Por esse motivo e para traçar os cenários vivenciados em cada região, o Instituto Lado a Lado pela Vida realizou durante o ano de 2023, uma pesquisa intitulada “O câncer no Brasil, a realidade paciente”, onde visitou os centros e unidades de alta complexidade em oncologia (CACONS E UNACONS) espalhados em todo o país, justamente para trazer a realidade da ponta, ou seja, onde o tratamento do câncer acontece.

“O que constatamos, agora com uma pesquisa real, é a total disparidade de processos, os enormes vazios assistenciais, a falta de profissionais, assim como, de capacitação, as dificuldades díspares e as angústias vivenciadas por esses centros e unidades que precisam atender e dar as respostas que os pacientes precisam em toda a sua jornada de tratamento”, enfatiza Marlene Oliveira.

“A PNPCC visa garantir a integralidade da assistência ao paciente com câncer ao promover o acesso adequado ao cuidado da saúde, desde a prevenção até a reabilitação, passando pelo diagnóstico, tratamento e cuidados paliativos. Já a Edição Especial Global Forum objetiva em seus dois dias de discussão e interação, conectar importantes lideranças da oncologia no país para a necessidade de se priorizar o câncer e trabalhar para que os desafios da implementação sejam discutidos e caminhos viáveis sejam adotados para que tenhamos uma lei que funcione na prática e não apenas no papel”, finaliza Marlene Oliveira.

As inscrições para a Edição Especial Global Fórum são gratuitas e podem ser realizadas de forma online até o dia 23 de abril pelo site: https://especial2024.globalforumsaude.com.br/globalforumespecial2024 ou presencialmente, nos dias 24 e 25 de abril, no local do evento.

SERVIÇO

3ª Edição Especial Global Fórum
Data: 24 e 25 de abril de 2024
Hora: quarta-feira (24/abr), das 8h às 17h15, e quinta-feira (25/abr), das 8h às 16h45
Local: Centro Internacional de Convenções do Brasil, St. de Clubes Esportivos Sul, tr. 2, lt. 50, cj. 63 (Asa Sul) – Brasília/DF
Mais informações: https://especial2024.globalforumsaude.com.br/globalforumespecial2024

Sobre o Instituto Lado a Lado Pela Vida

Fundado em 2008, o Instituto Lado a Lado pela Vida é a única organização social brasileira que se dedica simultaneamente às duas principais causas da mortalidade – o câncer e as doenças cardiovasculares – além do intenso trabalho relacionado à saúde do homem. Sua missão é disseminar conhecimento, sensibilizar e engajar a sociedade, gestores e profissionais da saúde e atuar como agente influenciador nas políticas públicas sobre as doenças crônicas como o câncer, as doenças cardiovasculares e a saúde do homem. Contribuir para ampliar o acesso à prevenção, ao diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação, representando em todas as esferas o paciente em sua jornada.

Além de ter criado o Novembro Azul, o Instituto Lado a Lado pela Vida é o idealizador das campanhas Respire Agosto; Siga seu Coração; Mulher Por Inteiro; Câncer por HPV: o Brasil pode ficar sem e Eu e Você contra o Câncer. A organização é a única representante na América Latina no Comitê de Advocacy da World Heart Federation. Sobre o Instituto: https://ladoaladopelavida.org.br/

Foto: Ave Calvar Martinez/Pexels

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar