FICCO investiga grupo criminoso com atuação no RN

FICCO investiga grupo criminoso com atuação no RN

Ação da Força Integrada mira organização criminosa que administrava contribuições e cadastros dos membros; mandados de prisão e busca são cumpridos

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Rio Grande do Norte (FICCO/RN) deflagrou na última terça-feira (18.jun.2024) a operação “Responsa Sagrada”. A ação visa desarticular um grupo criminoso responsável pela gestão financeira e de cadastros dos membros de uma facção atuante no estado.

As investigações revelaram que o grupo cobrava uma contribuição mensal dos integrantes da organização criminosa e destinava os valores arrecadados para auxiliar as esposas e companheiras dos líderes da facção presos em unidades prisionais federais. Além disso, o grupo mantinha um cadastro detalhado com os dados de todos os membros.

Com base em representações no Inquérito Policial, a Unidade Judiciária de Delitos de Organizações Criminosas do Tribunal de Justiça do RN (UJUDOCRIM) expediu cinco mandados de prisão preventiva e um de busca e apreensão, cumpridos nas cidades de Nísia Floresta/RN e Campo Grande/MS. Dois investigados não foram localizados e seguem foragidos.

A FICCO/RN, composta por diversas forças de segurança como Polícia Federal, Secretaria Nacional de Políticas Penais, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, continua suas ações para combater efetivamente o crime organizado no estado.

Foto: Divulgação/PF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal