Rio Grande do Norte multará quem dissemina fake news sobre a Covid-19 no Estado; valor é de R$ 1 mil

Fake news sobre a Covid-19 no RN 2

Na manhã de hoje, 29, lei que multa disseminadores de fake news sobre a Covid-19 foi sancionada por Fátima Bezerra

Entrou em vigor nesta terça-feira (29) a lei que multa quem disseminar “fake news” sobre a Covid-19 no Rio Grande do Norte. O valor é de R$ 1 mil e a matéria foi sancionada pelo Governo do Estado, com o propósito de desencorajar a propagação de notícias falsas no período da pandemia.

De acordo com a lei, fica vedada a “divulgação ou compartilhamento, por qualquer meio, de notícia ou informação falsa, que altere, corrompa ou distorça a verdade, em detrimento de pessoa física ou jurídica, que afete interesse público relevante ou que vise à obtenção de vantagem de qualquer natureza, relacionada a surtos, epidemias, pandemias e endemias”, diz o texto.

O Executivo estadual determina que, quem descumprir a determinação e divulgar notícias falsas capazes de gerar tumulto ou pânico, será multado em R$ 1 mil, com a verba sendo revertida prioritariamente para ações de combate às endemias. A lei também prevê que a pena será dobrada se a notícia for comprovadamente atribuída a uma autoridade pública.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal