Governo quer atrelar despesas de saúde e educação a gasto por habitante

Governo quer atrelar despesas de saúde e educação a gasto por habitante

A proposta é vincular esses pisos a uma regra de gasto per capita, em vez de atrelá-los à arrecadação, como ocorre atualmente

O governo Lula está considerando uma mudança na vinculação dos pisos constitucionais de gastos em saúde e educação como parte do novo arcabouço fiscal em discussão. A proposta é vincular esses pisos a uma regra de gasto per capita, em vez de atrelá-los à arrecadação, como ocorre atualmente. A intenção é proteger os gastos nessas áreas de variações na arrecadação decorrentes dos ciclos econômicos de alta e desaceleração.

Atualmente, os pisos de saúde e educação estão vinculados a percentuais da arrecadação, sendo 15% da chamada receita corrente líquida para a saúde e 18% da receita de impostos para a educação. No entanto, essa vinculação pode levar a cortes de gastos nessas áreas em momentos de queda na receita do governo. Com a nova proposta de vinculação per capita, a ideia é garantir uma maior estabilidade aos gastos em saúde e educação, evitando que esses gastos cresçam excessivamente em momentos de alta econômica e não sejam reduzidos drasticamente em momentos de baixa atividade econômica.

Além disso, o governo também planeja recompor cerca de R$ 30 bilhões em recursos para saúde e educação como forma de compensação pelas perdas durante a vigência do teto de gastos, como parte da estratégia para evitar críticas de que a mudança nas regras fiscais busca reduzir os gastos nessas áreas. A proposta ainda está em discussão, e integrantes da equipe econômica também estão analisando o impacto da nova política de correção do salário mínimo, que busca garantir um ganho acima da inflação, na evolução do novo arcabouço fiscal.

Foto: Ricardo Stuckert/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês