Haddad diz que não conhece Shein e defende taxação

Haddad diz que não conhece Shein e defende taxação

Ministro negou que a medida da taxação tenha como alvo empresas específicas

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, defendeu, nesta quinta-feira (13.abr.2023) a decisão do governo de acabar com a isenção de encomendas internacionais de até US$ 50, afirmando que busca garantir isonomia na concorrência entre varejistas brasileiras e empresas estrangeiras.

Haddad negou que a medida tenha como alvo empresas específicas, como a Shein, uma empresa chinesa que tem ganhado popularidade no Brasil, e afirmou que o único portal de compras que ele conhece é o da Amazon, onde ele compra um livro todos os dias.

Vocês falam da Shein como se eu conhecesse. Eu não conheço a Shein. Único portal que eu conheço é o da Amazon, eu compro um livro todo dia, pelo menos“, disse o ministro.

Foto: Washington Costa/MF

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês