Donald Trump é condenado por abusar sexualmente de escritora

Donald Trump é condenado por abusar sexualmente de escritora

A decisão é um revés para as ambições políticas de Trump de retornar à Presidência dos Estados Unidos em 2024

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump foi considerado culpado, nesta terça-feira (9.mai.2023) de abuso sexual contra a escritora E. Jean Carroll na década de 1990 e de difamá-la ao rotulá-la de mentirosa. Um júri federal concedeu a Carroll cerca de 5 milhões de dólares em indenização. A decisão é um revés para as ambições políticas de Trump de retornar à Presidência dos Estados Unidos em 2024, já que ele é o favorito nas pesquisas para a indicação republicana.

Durante o julgamento civil, Carroll alegou que Trump a estuprou em uma loja de departamentos em Manhattan e depois prejudicou sua reputação. O júri deliberou por pouco menos de três horas antes de chegar a um veredicto unânime contra Trump. A decisão pode afetar a campanha de Trump em 2024 e tem implicações legais para outros casos de difamação em que ele é réu.

Foto: Isac Nóbrega/PR/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês