Guararapes tem prejuízo de R$ 175,6 milhões no primeiro trimestre de 2023

Guararapes tem prejuízo de R$ 175,6 milhões no primeiro trimestre de 2023

Prejuízo representa um aumento de 119,2% em relação ao mesmo período do ano anterior

A Guararapes, controladora da Riachuelo, divulgou nesta quarta-feira (10.mai.2023) um prejuízo líquido de R$ 175,6 milhões no primeiro trimestre de 2023, um aumento de 119,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. As informações e repercussão dos dados foram divulgados pela Agência Estado.

A empresa atribuiu esse resultado principalmente ao aumento das despesas financeiras devido ao aumento das taxas de juros. No entanto, a empresa teve um aumento de 41,5% no Ebitda e um aumento de 5,3% na receita líquida, impulsionados pelo aumento das vendas de mercadorias.

A Midway Financeira, que continua com políticas de crédito mais conservadoras devido ao cenário macro desafiador, apresentou um Ebitda de R$ 29,5 milhões, uma retração de 21,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. A Guararapes encerrou março com um patamar de caixa de R$ 2,5 bilhões, correspondente a 176% da dívida de curto prazo. A dívida líquida alcançou R$ 1,7 bilhão ao final de março de 2023.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês