Semana de trabalho com quatro dias será testada no Brasil

Semana de trabalho com quatro dias será testada no Brasil

Qualquer empresa do Brasil pode participar do teste, e um formulário já está disponível

O movimento “4 Day Week” iniciará um teste da semana de trabalho com quatro dias no Brasil, em parceria com a Reconnect Happiness at Work, entre junho e dezembro deste ano. O programa visa reduzir a carga horária semanal de trabalho, que atualmente é de cinco dias úteis, para quatro dias úteis.

O modelo 100-80-100 – que significa que significa 100% do salário, trabalhando 80% do tempo e produzindo 100% – será testado e avaliado em termos de equilíbrio entre vida pessoal e profissional, resultados financeiros, rotatividade e estresse da força de trabalho.

Qualquer empresa do Brasil pode participar do teste, e um formulário já está disponível no site da Reconnect (https://www.4dayweek.com/contact) para ter acesso à mentoria que guiará o experimento. As inscrições efetivamente no teste poderão ser feitas em agosto, para que o início seja feito no mês seguinte.

O modelo já foi testado em outras seis localidades: Emirados Árabes, Reino Unido, Bélgica, Islândia, Suécia e Espanha, e é um case de estudo da universidade americana Boston College.

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês