José Daniel Diniz Melo é reconduzido como reitor da UFRN

José Daniel Diniz Melo é reconduzido como reitor da UFRN

O decreto foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), desta quinta-feira, 25 de maio

O professor José Daniel Diniz Melo foi reconduzido ao cargo de reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com previsão de mandato na Reitoria por quatro anos, a partir de 29 de maio de 2023.

O decreto foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), desta quinta-feira, 25 de maio. A posse está prevista para acontecer em Brasília-DF, com a presença do ministro da Educação, Camilo Sobreira de Santana. O reitor Daniel Diniz e o vice-reitor Henio Miranda finalizam o primeiro mandato, de 2019 a 2023, e seguem para uma nova gestão.

Durante o primeiro mandato, a gestão de Daniel Diniz foi marcada por importantes avanços, como a melhoria dos índices de qualidade dos cursos, o reconhecimento nacional em gestão, governança e transparência, a melhoria dos números em concessões de patentes e a ampliação das ações de inclusão.

As prioridades para a próxima gestão serão a qualidade acadêmica e de gestão, a inovação e a inclusão.

Foto: Cícero Oliveira

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês