Superlotação no Walfredo Gurgel continua e pacientes passam a noite nos corredores

Superlotação no Walfredo Gurgel continua e pacientes passam a noite nos corredores

56 novos profissionais serão chamados para abrir 15 leitos ortopédicos, mas sindicato aponta desmonte da saúde

A superlotação no Hospital Walfredo Gurgel, em Natal, continua. Até a manhã da última quarta-feira (25.out.2023), 20 pessoas ocupavam os corredores da unidade, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesap-RN). O SindSaúde, por sua vez, informou que 21 pessoas estavam nos corredores do Clóvis Sarinho e outras três nos das enfermarias.

Segundo profissionais que falaram com a reportagem sob a condição de anonimato, não há como haver tratamento digno aos pacientes atualmente, por conta da superlotação. Uma técnica de enfermagem, que há 10 anos trabalha no Walfredo, disse que seria preciso construir “pelo menos três hospitais do mesmo porte” para melhorar a situação.

Nesta semana, uma paciente de 88 anos quebrou o fêmur e foi encaminhada ao Walfredo Gurgel. Devido à falta de leitos adequados na enfermaria, ela precisou passar mais de 24h em uma maca estreita no corredor. O filho de um idoso de 82 anos, que também passou dois dias no corredor da unidade, contou que o pai não pôde realizar os exames imediatamente porque não estava de jejum e somente na manhã de quarta-feira passou pelos procedimentos e recebeu alta.

A abertura do 5º andar do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, que promete auxiliar o desafogamento dos corredores da unidade, depende da tomada de posse dos 56 novos profissionais convocados pela Secretaria de Saúde Pública do Estado (Sesap/RN). De acordo com a pasta, as equipes têm até 30 dias para assumirem os cargos e, após isso, será possível colocar os novos leitos em funcionamento.

O retorno do 5º andar, com 15 novos leitos para pacientes ortopédicos, foi estabelecido em acordo realizado entre Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e Sesap, no dia 17 de agosto. Na última sexta-feira (20), o MPRN expediu uma nova recomendação para pressionar o cumprimento pela pasta estadual de saúde.

Para a coordenadora do SindSaúde/RN, Rosália Fernandes, mesmo com a abertura dos novos leitos ortopédicos no Walfredo Gurgel, não será possível resolver os problemas nos corredores. Isso porque ‘há um desmonte da saúde com um todo’, ou seja, a rede precisa trabalhar na melhora dos serviços oferecidos em outros hospitais do Estado.

Números:

  • 56 novos profissionais serão chamados pela Sesap
  • 15 novos leitos serão abertos para pacientes ortopédicos

Foto: Sindsaúde-RN / Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal