Polícia Civil prende suspeito de assassinato de sargento aposentado da Marinha

Polícia Civil prende suspeito de assassinato de sargento aposentado da Marinha

Homem de 34 anos é apontado como mentor intelectual e executor do crime

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte realizou a prisão de um homem de 34 anos nesta terça-feira (7.nov.2023) acusado de ser o mentor intelectual e executor do assassinato do sargento aposentado da Marinha, Gildo Machado de Freitas, de 58 anos. A operação, denominada “Lost”, foi deflagrada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) nas primeiras horas da manhã no bairro Guarapes, zona Oeste de Natal.

Segundo as autoridades, a operação visava o cumprimento de mandados judiciais contra membros de uma facção criminosa relacionados ao desaparecimento e assassinato do militar, que havia desaparecido em 24 de abril de 2023. A ossada da vítima foi localizada no dia 19 de julho, enterrada em um buraco com cerca de um metro de profundidade, coberta por galhos de árvores, no bairro Planalto, também na zona Oeste. O Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) confirmou a identidade da ossada como sendo a do sargento em 22 de julho.

Desaparecimento do Sargento Gildo Machado de Freitas

Gildo Machado de Freitas, de 58 anos, desapareceu em 24 de abril deste ano, após seu último contato com a família no dia anterior. Ele residia sozinho no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal.

No dia 23 de abril, Gildo participou de um almoço com familiares, e no dia seguinte, enviou uma mensagem no grupo da família em um aplicativo de mensagens por volta das 13h30. Após esse momento, ele não atendeu mais ligações nem respondeu a mensagens.

Militar aposentado, Gildo trabalhava com conserto de máquinas e utilizava seu veículo para realizar os serviços. O carro foi encontrado no dia 28 de abril, com as portas abertas e sem os equipamentos de trabalho de Gildo, como estepe, aparelho de som e chave. Além disso, a pistola do militar também não foi localizada.

Após a descoberta da ossada em 19 de julho, o delegado Cláudio Henrique, da DHPP, mencionou que os autores do crime poderiam ter ligações com uma organização criminosa. No entanto, não foram divulgados detalhes sobre a possível motivação para o crime naquela ocasião.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal