Salários de juízes do TJRN superam ministros do STF

Salários de juízes do TJRN superam ministros do STF

Levantamento do CNJ mostra que 94,8% dos magistrados ganham mais que os ministros, mas 74% acreditam que deveriam ganhar mais

Apenas 5,2% dos juízes do país recebem menos que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os dados são de um levantamento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e divulgados nesta segunda-feira (20).

De acordo com a pesquisa, 94,8% dos magistrados receberam mais que os ministros em 2022. No Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), o percentual é ainda maior: 99,2%.

Apesar dos altos salários, a maioria dos juízes (73,9%) não acredita que eles sejam adequados ao trabalho que exercem. Na Justiça do Trabalho, o percentual de insatisfação é ainda maior: 91,9%.

A pesquisa também mostrou que 67% dos juízes entrevistados relataram insatisfação com o tempo que dispõem para cuidar da saúde mental e bem-estar.

Em outubro deste ano, o CNJ aprovou uma resolução que garante a equiparação entre os direitos e deveres de juízes e de integrantes do Ministério Público.

O texto foi proposto pelo presidente do CNJ, ministro Luís Roberto Barroso, e visa assegurar igualdade de direitos em ambas carreiras.

O levantamento do CNJ foi realizado com 13.997 juízes de todo o país.

Foto: Arquivo/POR DENTRO DO RN/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal