Juíza de SC é afastada por repreender testemunha aos gritos

Juíza de SC é afastada por repreender testemunha aos gritos

Testemunha foi chamada de “bocudo” e retirada da audiência

A juíza substituta Kismara Brustolin, da Vara do Trabalho de Xanxerê, em Santa Catarina, foi afastada do cargo por repreender, aos gritos, uma testemunha por não chamá-la de “vossa excelência”.

O vídeo da audiência, realizada no dia 14 de novembro, viralizou nas redes sociais e causou indignação. Nas imagens, a juíza aparece visivelmente alterada, interrompendo o relato da testemunha para explicar que caso ele não usasse o termo que ela queria, seria retirado da audiência.

A testemunha tenta continuar a falar, porém a juíza grita novamente e o chama de “bocudo”. Em seguida, ela o exclui da videoconferência.

A Ordem dos Advogados de Santa Catarina (OAB-SC) solicitou providências ao Tribunal Regional do Trabalho da 12ª região (TRT-12), pedindo a apuração dos fatos referentes ao comportamento da magistrada. A OAB-SC destacou que “atitudes como essas não podem acontecer e que testemunhas devem sem respeitadas em todas as circunstâncias.”

O TRT-12 acatou o pedido da OAB-SC e afastou a juíza Brustolin do cargo. O tribunal também abriu um procedimento para apurar a conduta da magistrada.

Ainda não há informações sobre a punição que será aplicada à juíza.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar