Vereador Robério Paulino alega “esgotamento” e pede licença da Câmara

Vereador Robério Paulino alega

Parlamentarista foi diagnosticado com estresse e deve se licenciar por 30 dias

O vereador Robério Paulino (PSOL) anunciou nesta quinta-feira (30.nov.2023) que se licenciará do mandato de vereador de Natal por 30 dias. A informação foi confirmada ao Portal Saiba Mais pelo próprio parlamentar.

Paulino alegou que a decisão foi tomada após recomendação de seu neurologista, que diagnosticou um “esgotamento” no vereador. Segundo o parlamentar, a rotina intensa de trabalho e a carga de responsabilidades estão lhe causando picos de estresse.

“Meu médico foi muito claro: ou eu paro ou vou parar no hospital. Tenho 65 anos, milito há mais de 30 anos, tenho a bacia quebrada vítima de violência. Então vou precisar desse tempo, em razão de um estresse que pode levar à depressão”, afirmou.

A suplente de Paulino, Camila Barbosa, assumirá o mandato interinamente. Ela é pedagoga e atua na área da educação.

Paulino é o único parlamentar eleito pelo PSOL em Natal. Ele foi eleito em 2020 com 1.886 votos. No ano passado, assumiu a presidência da Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara Municipal.

Foto: Elpídio Júnior/CMNat

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Assine nossa Newsletter

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês