Verão pede cuidado redobrado com consumo de bebidas energéticas e alcoólicas

Verão pede cuidado redobrado com consumo de bebidas energéticas e alcoólicas

Médico alerta que o consumo excessivo de álcool pode resultar em diversos problema

O verão é conhecido por ser a estação mais festiva do ano, principalmente, para os potiguares que aproveitam a temporada para veranear. Os dias quentes e as noites mais intensas requerem mais energia. Na busca de desfrutar das diversas atividades, algumas pessoas aderem à combinação de bebida energética e álcool, sem levar em consideração os danos e as implicações que isso pode trazer para a saúde cardíaca.

Especialistas em saúde alertam para os crescentes riscos associados ao consumo frequente de bebidas energéticas e alcoólicas, principalmente, neste período em que se abrange o Verão e o Carnaval, destacando potenciais impactos no sistema cardiovascular. Os efeitos adversos dessas bebidas incluem arritmias, desenvolvimento de hipertensão, alterações de humor, ansiedade, distúrbios do sono e complicações no sistema nervoso, podendo até levar a convulsões.

“Indivíduos hipertensos estão particularmente vulneráveis, pois o consumo dessas bebidas pode descompensar a doença, elevando os picos hipertensivos e a pressão arterial. Pacientes com condições cardíacas preexistentes, como arritmias, correm o risco de verem aumentada a frequência cardíaca e de desenvolverem fibrilação arterial, agravando ainda mais o quadro”, explica o médico cardiologista, Rafael Alves, que atende no Hospital Promater.

O consumo excessivo de álcool pode resultar em diversos problemas. Quando combinado com energéticos e outras substâncias, seus perigos incluem desidratação, alterações comportamentais, tonturas, vertigens, coma, arritmias e descompensação de condições cardiovasculares, aumentando o risco de eventos extremos como infarto e insuficiência cardíaca. “É aconselhável que a diversão e a festa sejam baseadas em práticas saudáveis. Manter uma hidratação adequada diante das elevadas temperaturas, fazer intervalos para uma alimentação equilibrada e, no caso de qualquer excesso ou manifestação de sintomas, procurar imediatamente a orientação médica. Dessa forma, garantimos que a alegria não se transforme em preocupação”, informa o médico.

Para os adolescentes, cujos sistemas cardíacos ainda estão em desenvolvimento, são particularmente suscetíveis às arritmias relacionadas ao consumo de energéticos. Embora o uso moderado em adultos saudáveis seja considerado menos arriscado, especialistas recomendam precaução e limites claros. “Os componentes-chave das bebidas energéticas – cafeína, taurina e açúcares – são identificados como os principais vilões que podem representar riscos para a saúde cardíaca. Em geral, uma pessoa com hábitos saudáveis pode ingerir cerca de 400 mg de cafeína por dia, sem maiores alterações. Mais do que essa quantidade por dia, pode ser prejudicial à saúde”, alerta o cardiologista.

Pacientes com histórico de doença cardíaca são aconselhados a buscar orientação médica antes de incorporar bebidas energéticas e alcoólicas em sua rotina. “O recomendado é que, em termos de saúde cardiovascular, focar em hábitos saudáveis, como fontes calóricas adequadas, sono regular, hidratação suficiente e respeito aos limites do corpo, em vez de depender dessas bebidas para obter energia e disposição”, finaliza Dr. Rafael Alves.

Sobre o Hospital Promater:

Referência em média e alta complexidade, o Hospital Promater é reconhecido por sua atuação em especialidades como: Cardiologia, Neurologia, Ortopedia e Urologia, entre outras. Há quase três décadas no mercado, o Hospital destaca-se no cenário dos hospitais privados norte-rio-grandenses, dedicando-se a cumprir sua missão de contribuir significativamente para a saúde e qualidade de vida da população.

O Hospital ainda oferece pronto-socorro, com suporte de neurologia, cardiologia, ortopedia e clínica médica 24h, além de protocolos gerenciados para o atendimento do AVC e infarto. Com selo UTI Top Performer por cinco anos consecutivos, selo AVC e a acreditação ONA2, concedido a instituições que comprovadamente atendem aos rigorosos padrões definidos pela organização.

Foto: Tony Oliveira/ Agência Brasília/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal