Espetáculo com “dança que ninguém quer ver” tem apresentações gratuitas em Natal neste final de semana

Espetáculo com “dança que ninguém quer ver” tem apresentações gratuitas em Natal neste final de semana

Peça da Cia Giradança será nos dias 23 e 24/2, no Espaço Cultural Gira Dança

A companhia de dança contemporânea Giradança apresenta nos dias 23 e 24 de fevereiro o espetáculo “Bando: dança que ninguém quer ver”, uma experiência estética que pode ser vista no Espaço Cultural Gira Dança. As sessões contam com intérpretes de Libras e acontecem às 20h. Com distribuição gratuita, os ingressos podem ser reservados através da plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/produtor/giradanca) a partir desta segunda-feira, 19/2.

O espetáculo traz um elenco formado pelos bailarinos, com e sem deficiência, Álvaro Dantas, Jânia Santos, Joselma Soar, Ana Vieira, Marconi Araújo, Wilson Macário e Francisca Angélica, e tem como linguagem cênica a improvisação.

A sua primeira montagem foi em 2015, com remontagem no ano de 2019, sempre trabalhando a atualização da coreografia de acordo com perspectivas do dia a dia dos bailarinos, sem ter como objetivo a representação na dança. Assim, de acordo com o diretor de coreografia, Alexandre Américo, a peça questiona como esses corpos se organizam em bando para dar conta da vida cotidiana.

“Em Bando, o público vai encontrar uma peça de improvisação, a partir de situações coreográficas, com a pretensão de se distanciar da ideia de que a dança é movida por passos de dança e que tende a ser um acontecimento cênico. Então, o que a gente está em busca são corpos atentos, vivos e que se relacionam”, explica Alexandre Américo.

Com direção coreográfica de Alexandre Américo e direção artística de Álvaro Dantas e Ana Vieira, a apresentação de “Bando” é uma das primeiras atividades do ano do projeto do Giradança fomentado pelo Programa Funarte de Ações Continuadas 2023 com ações continuadas de pesquisa, produção e difusão dos trabalhos da companhia. O projeto “Giradança 2024” será executado em três etapas: manutenção da estrutura artística, remontagem de espetáculos e pesquisa, intercâmbio e criação interna e para o público externo.

O espetáculo “Bando: dança que ninguém quer ver” está sendo realizado com patrocínio da Lei de incentivo à cultura, Banco Itaú, Ministério da Cultura e Governo Federal.

GIRADANÇA

Giradança é uma companhia de dança contemporânea formada por bailarinos com e sem deficiência que tem como proposta artística ampliar o universo da dança através de uma linguagem própria, voltada para o conceito do corpo como ferramenta de experiências. Em 19 anos de atuação, a Companhia Potiguar Giradança já criou cerca de 15 espetáculos, pôde apresentar em mais de 60 municípios brasileiros, em 15 estados, e também realizou apresentações/temporadas em Berlim, Bremerhaven e Karlshure na Alemanha, Coimbra em Portugal – dentro da programação do Ano Brasil em Portugal, San José na Costa Rica e Assunção no Paraguai.

SERVIÇO

Bando: dança que ninguém quer ver

(Classificação 14 anos)
Dias: 23 e 24 de fevereiro
Horário: 20h
Onde: Espaço Cultural Gira Dança (R. Frei Miguelinho, 100 – Ribeira, Natal)
Entrada gratuita – Para retirar os ingressos acesse: https://www.sympla.com.br/produtor/giradanca

Com Intérprete de libras nos dois dias

Foto: Brunno Martins

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês