Secretaria de Educação de Natal abre sindicância para apurar caso de professora barrada por usar 'roupa inadequada'

Secretaria de Educação de Natal abre sindicância para apurar caso de professora barrada por usar ‘roupa inadequada’

Uma comissão especial de sindicância foi instaurada pela Secretaria Municipal de Educação de Natal (SME) nesta quinta-feira (19.nov.2021) para apurar o caso da professora Tânia Maruska Petersen, que foi proibida de entrar no prédio da SME no último dia 11 de novembro por estar vestida com “uma roupa inadequada”.

Segundo a secretaria, a comissão será formada por três servidores efetivos, e deve apresentar um relatório conclusivo sobre o episódio em até 30 dias, porém, o prazo pode ser prorrogado, em caso de necessidade. A portaria com a definição dos membros da comissão será publicada no Diário Oficial do Município de Natal.

De acordo com a SME, não nenhuma portaria referente a qualquer ‘roupa inadequada’ para entrar no prédio, mas uma “norma fixada” na entrada, existente há pelo menos 15 anos, que foi estabelecida em gestões anteriores, permanecendo até hoje. A norma, por sua vez, regulamenta o acesso à secretaria “na questão de vestimentas, proibindo exatamente a entrada de pessoas trajando camiseta regata, bermudas, shorts, mini saia, procedimento comum nas repartições públicas brasileiras”, afirma a secretaria em nota.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.