Policiais penais do RN dão inicio à Operação Vigilantes nos presídios potiguares - Por dentro do RN
Policiais penais do RN dão inicio à Operação Vigilantes nos presídios potiguares

Policiais penais do RN dão inicio à Operação Vigilantes nos presídios potiguares

Policiais penais da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap/RN) deram início a Operação Vigilantes com o objetivo de reforçar o patrulhamento externo e as revistas pessoais e estruturais em todas as unidades prisionais do Rio Grande do Norte. Todas as celas serão vistoriadas na ação que envolve os policiais do plantão e servidores extras mediante pagamento de diária operacional. 

O secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, explica que o objetivo da Operação Vigilantes é manter o sistema sob controle, seguro e com disciplina. Para isso estão sendo empregados policiais dos grupos operacionais especializados: Departamento de Operações Táticas (DOT), Grupo de Operações Especiais (GOE) e Grupo Penitenciário de Operações com Cães (GPOC).

Como explicou a Seap, a complementação da rotina de segurança é feita retirando todos os presos das celas e, numa ação minuciosa, são inspecionados grades, cadeados, colhões, uniformes, paredes, pias, ralos e vasos sanitários. Pátios e áreas de uso comum também são alvo da vistoria.

No segundo semestre, o Departamento Penitenciário Federal (DEPEN) realizou no Estado, em conjunto com a SEAP, a ‘Operação Modo Avião’, com o objetivo de identificar e inabilitar possíveis aparelhos celulares utilizados pelos presos. No período, nenhum equipamento eletrônico foi localizado nas penitenciárias revistadas.

Segundo a Seap, no Estado, todos os presídios se adequam à resolução nº 16 de 10 de junho de 2021, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), que trata da retirada de tomadas do interior de celas. Além disso, as unidades prisionais contam com os aparelhos de Body Scan, um equipamento que agiliza as revistas, utilizando imagens de raios-X para identificar qualquer tipo de objeto ilegal que possa estar escondido com os visitantes.

A ‘Operação Vigilantes’ acontece nas 17 unidades prisionais da Seap no RN. A ação teve início nas maiores unidades: Penitenciária Estadual de Alcaçuz e Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, ambas em Nísia Floresta; Cadeia Pública Dinorá Simas, em Ceará-Mirim; Cadeia Pública de Natal e Penitenciária Estadual de Parnamirim. 

Foto: Reprodução/Seap/Operação Vigilantes

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado Vulcão Cumbre Vieja em La Palma não dá sinais de abrandamento Cocaína no Ceará tem tudo, menos o princípio ativo da droga