Procuradora-Geral de Justiça dá 72h para governadora informar as medidas adotadas no combate aos ataques no RN

Procuradora-Geral de Justiça dá 72h para governadora informar as medidas adotadas no combate aos ataques no RN

A medida faz parte de um procedimento um administrativo

A Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) do Ministério Público do Rio Grande do Norte concedeu um prazo de 72 horas para que a governadora Fátima Bezerra informe as medidas adotadas no combate aos ataques que estão ocorrendo no estado.

O procedimento administrativo foi instaurado pela Procuradora-Geral de Justiça, Elaine Cardoso de Matos Novais, com o objetivo de acompanhar as medidas adotadas pelo estado em relação aos atentados que estão ocorrendo desde o dia 14 de março.

Um dos motivos para a abertura do procedimento foi um ofício enviado pelo Conselho Nacional do Ministério Público, em 16 de março de 2023, solicitando informações sobre possíveis violações aos direitos humanos no sistema penitenciário local, bem como sobre as medidas tomadas pelo estado para combater os ataques criminosos e reestabelecer a segurança.

Até o momento, a Secretaria de Segurança (Sesed) informou a prisão de 168 suspeitos envolvidos nos atentados desde o início dos ataques.

Foto: Elisa Elsie/Governo do RN

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Assine nossa Newsletter

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal