Inteligência Artificial e atenção à Geração Z são debates do futuro do varejo

Inteligência Artificial e atenção à Geração Z são debates do futuro do varejo

Como entender o comportamento do consumidor e usar a tecnologia a favor desta relação é um dos temas da Pós-NRF Ancar, que acontece no Natal Shopping nesta quinta-feira (07)

Entre tantos desafios já aguardados pelos empresários do varejo para 2024, está o de entender a fundo o comportamento do cliente para melhor atendê-lo e, consequentemente, vender. Em meio às incertezas sobre este e outros assuntos, uma coisa parece estar clara para o mercado: mesmo pertencendo a várias gerações o consumidor é omni, ou seja, se comunica por diferentes canais. Portanto, além de necessitar revisar seus processos para estar mais perto do seu cliente, o lojista precisa prestar mais atenção ao comportamento da geração Z, que assume o protagonismo do mercado, tanto na compra, como na influência.

Encontrar as soluções para tantas dúvidas pode estar em discutir em conjunto, buscar saídas de forma coletiva, entendendo o que o setor tem feito em nível mundial que possa ser aplicado em nível local. É essa a proposta do Pós-NRF Ancar, que acontece na próxima quinta-feira (07) no Cinépolis do Natal Shopping, a partir das 8h30.

Trata-se de um apanhado do maior evento de varejo do planeta, o NRF (National Retail Federation), ocorrido em janeiro em Nova Iorque. Realizado em parceria com a FFX Group, o encontro, que rodou vários estados do Brasil, chega em Natal com a presença dos palestrantes Gustavo Schifino, diretor de novos negócios na Linx/Stone Software, Tiago Mello, CPO e CMO na Linx/Stone Software, além de Mariana Carvalho, sócia da Ancar Ivanhoe, administradora do Natal Shopping.

“A adequação da produção de conteúdo, bem como saber se adaptar rapidamente aos interesses das novas gerações, além de ter repertório e respostas para questões envolvendo diversidade, ética, sustentabilidade e impacto social, é primordial para que a marca seja admirada, desejada e finalmente consumida pelo público. Ao falar sobre a importância das redes sociais, o TIK TOK reforça a sua relevância na ligação principalmente com as gerações Z e Alpha. Assim como o uso da Inteligência Artificial Generativa como CHAT GPT, entre outros, de uma forma inteligente e produtiva”, pondera Mariana Carvalho.

O assunto Inteligência Artificial, aliás, está na crista da onda. Neste ano, os varejistas devem priorizar investimentos em ferramentas de engajamento do cliente impulsionadas pela IA, visando atender à expectativa por experiências personalizadas e imersivas. E este é um dos tópicos que devem ser bastante aprofundados nas discussões do Pós-NRF Ancar. No entanto, a gestora destaca que seu uso exige atenção.

“Cada vez mais observamos que, um varejo mais humanizado e voltado para a experiência cresce na mesma proporção que a importância da tecnologia, que entendemos como um meio e não um fim. Um varejo onde a marca se conecta com seus clientes, constrói comunidades de relacionamento, atua positivamente em aspectos sociais e sustentáveis e gera admiração e simpatia, sem falar, evidentemente, no valor que se agrega à marca quando se resolve alguma dor ou problema do cliente”, reflete.

Outra certeza para o setor é a integração cada vez maior entre os ambientes online e offline, conhecida como phygital, que desponta como o grande diferencial para as marcas bem-sucedidas em 2024. A estratégia, cuja lição foi aprendida a duras penas com a pandemia, proporciona a compra online e retirada na loja, a devolução de produtos por diversos canais e mesclar a experiência de compra virtual com a física. As lojas físicas se reinventarão cada vez mais, oferecendo experiências personalizadas para atrair e fidelizar clientes. A meta é proporcionar comodidade, agilidade na escolha dos produtos e redução ao máximo do tempo na finalização da compra. Para tanto, os chatbots e assistentes virtuais desempenharão um papel fundamental na interação com o consumidor.

“Mas para além da tecnologia, o propósito, princípios e a geração de valor de uma marca passam a ser aspectos cada vez mais determinantes para esta conexão com os novos públicos que estão emergindo na sociedade. Por isso pergunto: como está a sua relação com os aspectos de sustentabilidade e responsabilidade social da sua marca? Depois de três horas de imersão, os participantes do evento saem direto para colocar a mão na massa e gerar melhores resultados. Afinal, o que nos levará daqui pra frente é muito diferente do que nos trouxe até aqui”, reflete Mariana Carvalho.

Foto: Divulgação

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal PRF realizará leilão de veículos retidos no RN Concurso do TJRN tem mais de 54 mil inscrições Prefeito de São José do Campestre é morto a tiros em casa Governo do RN abre concurso para a Polícia Militar Bolsas da Capes e do CNPq: ministro afirma que reajustes devem ocorrer ainda este mês