Polícia Civil e MPRN prendem policiais militares suspeitos de cobrarem R$ 50 mil de propina para evitar prisão de mulher

Polícia Civil e MPRN prendem policiais militares suspeitos de cobrarem R$ 50 mil de propina para evitar prisão de mulher

Uma ação conjunta da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) prendeu nesta terça-feira (19.out.2021) três homens suspeitos da prática do crime de concussão em Natal, por pedirem R$ 50 mil. Dois dos presos são policiais militares. A ação foi realizada no bairro San Vale, zona sul da capital potiguar.

Policiais civis do Departamento de Combate a Corrupção e a Lavagem de Dinheiro (DECCOR-LD), em ação conjunta à Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) e ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco/MPRN) comandaram a ação. 

As diligências foram iniciadas após a vítima procurar à unidade policial e informar que quatro homens estavam exigindo dinheiro para não prendê-la por um suposto mandado de prisão. Os suspeitos, encapuzados, chegaram a restringir sua liberdade e exigiram a quantia de R$ 50 mil, que deveria ser entregue nesta terça-feira (19), por volta das 12h.

As equipes realizaram o acompanhamento da vítima até o local para a entrega do dinheiro e, após a coleta, foi realizada a abordagem; em seguida, foram realizadas as prisões dos suspeitos. Na ação, foram apreendidos: aparelhos celulares, três pistolas, quantia em dinheiro, capuzes e capas de colete. 

Os dois policiais militares foram conduzidos até o local indicado pelo Comando da Polícia Militar. O terceiro suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181.

Foto: Ilustração/GAECO

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.