Tag Michel Temer - Por dentro do RN

Michel Temer

Petrobras desmente Bolsonaro e diz que 'não há decisão' sobre redução no preço dos combustíveis

Petrobras desmente Bolsonaro e diz que ‘não há decisão’ sobre redução no preço dos combustíveis

Após o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmar que em entrevista ao site Poder360 que a Petrobras começará a anunciar redução no preço dos combustíveis nesta semana, a estatal desmentiu o chefe do poder Executivo e afirmou que “não há nenhuma decisão tomada” sobre novos reajustes nos preços de combustíveis. A afirmação de Bolsonaro ocorreu neste domingo (5.dez.2021).

Em nota, a Petrobras negou a afirmação do presidente sobre a redução no preço dos combustíveis. “A Petrobras monitora continuamente os mercados, o que compreende, dentre outros procedimentos, a análise diária do comportamento de nossos preços relativamente às cotações internacionais. A Petrobras não antecipa decisões de reajuste e reforça que não há nenhuma decisão tomada por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP) que ainda não tenha sido anunciada ao mercado”, disse a estatal, em comunicado.

Ainda de acordo com a empresa, “ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes”. Desde 2016, no governo do presidente Michel Temer (MDB), a empresa passou a adotar para suas refinarias uma política de preços que se orienta pelas flutuações do preço do barril de petróleo no mercado internacional e pelo câmbio.

O último reajuste nos preços dos combustíveis realizado pela Petrobras foi feito no final do mês de outubro.

Foto: Reprodução/Thiago Martins

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Temer diz que aceitou reunião com Bolsonaro para 'garantir a pacificação e tranquilidade' do Brasil

Temer diz que aceitou reunião com Bolsonaro para ‘garantir a pacificação e tranquilidade’ do Brasil

Na avaliação do ex-presidente Michel Temer, o país precisa de pacificação e tranquilidade para que possa enfrentar os problemas econômicos e retomar o crescimento. Segundo ele, foi esse entendimento que o motivou a atender as solicitações para tratar com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após a crise causada pelos discursos do presidente no dia 7 de setembro.

“O país está em um momento de muita preocupação. E o que fiz, a partir do telefonema dele [Jair Bolsonaro] e com outros contatos que mantive, foi para pacificar. Ou pelo menos pregar a pacificação do país, que não suporta mais essa brutal discordância que existe entre instituições, entre pessoas. Precisamos de certa tranquilidade”, afirmou Temer.

Na avaliação do ex-presidente, o teor da nota divulgada por Bolsonaro na quinta-feira, com uma mudança mudou no tom, afirmação de que vai cumprir as decisões judiciais e que não tem intenção de atacar o Supremo Tribunal Federal, teve um efeito positivo. “Acho que foi útil para pacificar as relações, especialmente, entre os Poderes. Até porque um dos tópicos principais foi sobre o ministro Alexandre de Moraes”, avaliou.


Foto: Alan Santos/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

É #FAKE que o Midway Mall vai cobrar pelo estacionamento Como consultar valores a receber com o Banco Central Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado