Governo do RN suspende fornecimento de leite para 22 cidades

Governo do RN suspende fornecimento de leite para 22 cidades

Laticínio contratado pelo estado é interditado por irregularidades

O governo do Rio Grande do Norte suspendeu o fornecimento do programa do leite para 22 cidades potiguares, nesta segunda-feira (18.set.2023), por tempo indeterminado. A medida foi tomada após um laudo do Instituto de Defesa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn) constatar “inadequação nas instalações” da indústria contratada para fornecer o leite para os municípios.

Ao todo, 7.229 famílias deverão ficar sem o fornecimento do alimento, de acordo com a Secretaria Estadual de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas). Cada família inscrita no programa tem direito a receber 5 litros de leite por semana.

A Sethas informou que a paralisação foi necessária para que a indústria adeque os equipamentos da sua linha de produção às normas sanitárias. “A medida é para proteger a saúde da população de 22 municípios que são atendidos pelo referido laticínio”, acrescentou a pasta.

Ainda segundo o governo, a empresa não pode ser substituída temporariamente por outro fornecedor, porque não há previsão sobre o tema no contrato.

As cidades afetadas pela suspensão do fornecimento do leite são:

  • Apodi
  • Areia Branca
  • Baraúna
  • Brejinho
  • Caraúbas
  • Felipe Guerra
  • Governador Dix-Sept Rosado
  • Grossos
  • Itaú
  • Jundiaí
  • Lagoa de Pedras
  • Lagoa Salgada
  • Monte Alegre
  • Mossoró
  • Passagem
  • Riacho da Cruz
  • Rodolfo Fernandes
  • Serra do Mel
  • Severiano Melo
  • Taboleiro Grande
  • Tibau
  • Vera Cruz

No caso de Mossoró, apenas parte das famílias atendidas pelo programa ficará sem o fornecimento de leite, porque o município é abastecido por quatro laticínios diferentes. O laticínio com serviços suspensos atende 500 famílias na cidade.

O Programa do Leite Potiguar (PLP) é uma política pública estadual de promoção de segurança alimentar e nutricional para a população em situação de vulnerabilidade. Podem participar do programa famílias inscritas no Cadastro Único, dentro da faixa econômica de extrema pobreza, e com crianças de 1 a 7 anos de idade, ou idosos acima dos 60 anos.

Foto: Prefeitura Municipal de Alto do Rodrigues/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

MAIS LIDAS DO DIA

Casas Bahia abre vagas para PCD no Nordeste São João em Natal: Edição 2024 será mais modesta, diz prefeito Pesquisa Prefeitura de Natal 2024: Carlos Eduardo lidera levantamento do Instituto Seta MPRN recomenda que governo do RN não aumente salários nem faça concursos para evitar colapso fiscal Midway Mall comemora 19 anos com sorteio de três BYD zero quilômetro e desfile de moda Neoenergia Cosern é criticada por quedas de energia no Réveillon Festival MADA 2023 terá o ‘Baile da Amada’ Cosern é condenada a indenizar cliente por cobrança indevida por falha em medidor Influencer trans Flávia Big Big morre vítima de câncer Ambulância das drogas: Motorista do SAMU preso usava o veículo para transportar e vender maconha e cocaína Prefeitura de Natal lança concurso para procurador Lei Seca: Idoso é preso pela terceira vez dirigindo bêbado em Natal