Brasil - As principais notícias nacionais estão aqui- Página 8 de 10 - Por dentro do RN

Brasil

Os principais acontecimentos de Norte a Sul do País, tudo o que acontece no Brasil você encontra publicado aqui, no Por dentro do RN.

Vice-presidente

Aliados e amigos de Mourão pedem renúncia de vice-presidente

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) teria sido aconselhado por um general da reserva muito próximo a ele a renunciar ao cargo. As informações são da CNN Brasil. Segundo a rede de TV, o conselho teria ocorrido no início da semana e, na ocasião, Mourão respondeu que não seria ainda o momento para deixar o governo.

De acordo com interlocutores, o vice-presidente, tem refletido sobre o assunto desde a última fala que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez sobre ele, o comparando com um “cunhado indesejado”. Na ocasião, Mourão estava em viagem oficial a Lima, no Peru, quando soube da fala do presidente e desde então mostrou-se indignado.

Uma reunião entre presidente e vice deverá acontecer nos próximos dias, quando ele demonstrará seu incômodo a Bolsonaro. A decisão sobre deixar o governo sempre foi rechaçada pelo vice, mas, com os recentes acontecimentos, passou de improvável para possível. O impacto que isso teria, tem sido analisado por Mourão.

Na avaliação do vice-presidente, sua saída abriria espaço para o impeachment de Bolsonaro, tendo em vista que sua presença como sucessor direto tem servido como anteparo para o universo político apoiar a abertura do impeachment. Caso deixe o posto, o sucessor direto de Bolsonaro passa a ser o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, o mesmo que tem sob sua mesa o poder de decidir sobre o impedimento de Bolsonaro.

Foto: Adriano Machado/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mário Monjardim

Melhor amigo de ‘Seu Peru’, dublador Mário Monjardim morre aos 86 anos

O dublador Mário Monjardim, de 86 anos, morreu nesta sexta-feira (30). Ele deu voz a personagens como Pernalonga, Salsicha, da turma do Scooby-Doo, e o Capitão Caverna. O dublador morreu em casa, no Rio de Janeiro. A causa do óbito não foi divulgada. Ele teve no AVC no ano passado, que o deixou com sequelas.

Monjardim morreu dias depois do melhor amigo Orlando Drummond. O ator e também dublador morreu aos 101 anos na última terça-feira (27), chegou a ser padrinho de casamento do filho de Monjardim.

O dublador deixa a esposa, Branca Monjardim, e seus cinco filhos: Marcus, André, Júlio, Leyla e Mario.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Auxílio Emergencial

Bolsonaro aponta que manterá auxílio emergencial caso pandemia continue

Caso a pandemia do novo coronavírus permanecer no Brasil, o governo federal planeja manter o auxílio emergencial para a população. A afirmação foi feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na manhã desta sexta-feira (30) em entrevista à 89 FM (SP).

“A gente espera que, com a vacina e com a questão da pandemia sendo dissipada, não seja mais preciso isso (auxílio emergencial) mas, se porventura continuar, nós manteremos o auxílio emergencial”, afirmou Bolsonaro.

O presidente também falou sobre a medida provisória (MP) que o governo deve apresentar até o início do próximo mês, reformulando programas sociais e que o benefício médio do novo Bolsa Família deve subir 50% ou mais, diante da inflação. Hoje, o Bolsa Família paga, em média, cerca de R$ 190 por família. Com 50% de reajuste, esse valor chegaria a R$ 285.

Foto: Brenda Rocha/Shutterstock

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

STF

Em briga com STF, Bolsonaro afirma que ‘está por cima’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (29) que irá emitir nota para rebater a crítica do Supremo Tribunal Federal (STF), que disse que “uma mentira repetida mil vezes não vira verdade”, em referência ao discurso do presidente de que a Corte teria proibido o governo federal de atuar contra a disseminação da covid-19. Segundo Bolsonaro, a nota não será para “peitar” o STF, pois ele está por cima.

“Não vai ser para peitar o Supremo, até porque eu estou por cima, eu tenho noção de judô”, afirmou Bolsonaro em conversa com apoiadores nesta manhã. O presidente classificou a informação do Supremo como “fake news”, e distorceu novamente a decisão dos magistrados, mantendo o discurso de que o STF teria limitado a atuação do Governo Federal no combate à pandemia.

Foto: Evaristo Sá/AFP

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Barroso

Barroso diz que discurso ‘se eu perder, houve fraude’ parte de quem não aceita a democracia

Ao participar da inauguração da nova sede do Tribunal Regional Eleitoral do Acre nesta quinta-feira (29), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, voltou a defender o sistema eleitoral brasileiro. Barroso lembrou que o sistema de votação nunca foi alvo de fraude, e disse que o discurso de que “se eu perder, houve fraude” é de quem não aceita a democracia.

“O discurso de que ‘se eu perder, houve fraude’ é um discurso quem não aceita a democracia. Em 2014, o candidato derrotado pediu auditoria e o próprio partido reconheceu que não houve fraude. Nunca se documentou fraude. No dia que se documentar, a Justiça Eleitoral vai apurar imediatamente. Ninguém tem paixão por urnas, mas sim por eleições livres e limpas”, disse o ministro.

Ainda de acordo com o ministro, “uma fraude exigiria que muita gente no TSE se comprometesse, ia ser uma conspiração de muita gente. Não há precedente e não há razão para se mexer no time que está ganhando. Não sou candidato a nada. Só quero preservar a democracia. Esse é o único compromisso meu e da Justiça Eleitoral”, concluiu Barroso.

Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Estádios cheios

Prefeitura do Rio quer liberar 50% do público em estádios e boates já em setembro

Em plano gradual de flexibilização das restrições, prefeitura do Rio quer liberar 50% do público em estádios e boates já em setembro.

A Prefeitura do Rio anunciou um plano gradual de flexibilização das medidas de restrição na cidade. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (29), e inclui 3 etapas, de 2 de setembro até 15 de novembro, além da programação para o réveillon e o carnaval, e uma celebração de quatro dias com diversos eventos pela cidade, entre 2 e 6 de setembro.

A primeira etapa prevê a reabertura de estádios e boates com 50% do público, e depende de que 77% dos cariocas já terem recebido a primeira dose da vacina contra a Covid e 45% da população tenha se imunizado também com a segunda dose. A meta da prefeitura do Rio é ter, até o início de setembro, 91% da população adulta vacinados com a primeira dose. Até novembro, o objetivo da gestão é atingir 93% de imunizados com a primeira dose e 90%, com as duas doses.

Foto: Carolina Antunes/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Gilmar Mendes nega habeas corpus

Gilmar Mendes nega pedido de habeas corpus impetrado pela defesa de DJ Ivis

O músico DJ Ivis, indiciado por lesão corporal, ameaça e injúria contra a ex-mulher, Pamella Holanda, teve o pedido de liberdade rejeitado pelo ministro Gilmar Mendes nesta quinta-feira (28). DJ Ivis está detido em um presídio de Fortaleza (CE) desde o dia 14 de julho em razão das agressões contra a ex-mulher, registradas em vídeo e denunciadas pela vítima no início do mês.

O pedido de habeas corpus protocolado no STF pela defesa de DJ Ivis afirma que a prisão é ilegal porque o músico não descumpriu as outras medidas protetivas impostas pela Justiça.

Mas o ministro Gilmar Mendes negou o pedido por questões processuais. Segundo ele, a ação não poderia ser analisada porque há outro pedido de liberdade sendo analisado por outra instância da Justiça. Além disso, argumenta Gilmar, o autor do pedido não apresentou documento comprovando que o processo foi autorizado pelo artista.

Foto: Reprodução/YouTube

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Lactantes

PL de Jean Paul Prates é sancionado por Bolsonaro; todas as lactantes, independentemente da idade, devem ser vacinadas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que inclui gestantes e lactantes como grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19. Todas as lactantes são consideradas prioridade, independente de idade da criança ou da existência de comorbidades. Também estão entre as prioridades puérperas, crianças e adolescentes com deficiência permanente ou com comorbidade, e pessoas privadas de liberdade.

A lei teve origem no Senado, em um projeto do senador o senador Jean Paul Prates (PT-RN). Durante os debates no Legislativo, Prates elencou como motivos para a apresentação do projeto a diminuição da chance de uma lactante que volta ao trabalho presencial adoecer e contaminar o filho e a redução do índice de mortalidade materna, entre outros.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Aleitamento Materno

Ministério da Saúde lança campanha para valorizar o aleitamento materno

O Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (29) uma nova edição da campanha de valorização do aleitamento materno. A iniciativa tem como tema “Todos pela Amamentação: É Proteção para a Vida Inteira” e visa sensibilizar a sociedade sobre a importância dessa prática.



A campanha reafirma a relevância do aleitamento materno durante os dois primeiros anos, ou mais. Nos primeiros seis meses, a recomendação é que o aleitamento materno seja a fonte exclusiva para do bebê. A prática continua importante mesmo no cenário da pandemia de covid-19, diz o Ministério da Saúde, ao ressaltar que o aleitamento materno pode reduzir em até 13% as taxas de mortalidade infantil nos primeiros cinco anos da criança.

Entre 1986 e 2020, essa alternativa como fonte principal de alimentação no primeiro ano de vida passou de 30% para 53,1%. De acordo com dados da Organização Pan-americana da Saúde (Opas), 40% das crianças têm aleitamento materno no mundo. Na América Latina, menos da metade das crianças mamam na primeira hora de vida.

Saúde também lançou campanha de doação para auxiliar o aleitamento materno por parte das mães que não produzem leite o suficiente

Em maio, o Ministério da Saúde já havia lançado a campanha nacional de estímulo à doação de leite materno. Conforme a pasta, essa prática supre apenas 64% do que seria necessário para atender à demanda. O Brasil conta com 222 bancos de leite materno e 220 pontos de coleta.

No ano passado, foram doados 229 mil litros de leite materno por 182 mil mulheres. Esses números marcaram um aumento de 2,7% em relação ao ano anterior.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Cinemateca Brasileira em chamas

Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira, em São Paulo; é o terceiro incidente catastrófico em 5 anos

Incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira no início da noite desta quinta-feira, 29 de julho; é o terceiro incidente em cinco anos.

Um incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira no início da noite de hoje (29). O prédio fica localizado na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, um chamado para fogo em edificação comercial na Rua Othão, 290, ocorreu por volta das 18h.

No endereço, ficam localizados um conjunto de galpões, de cerca de 6.356 m² de área construída, onde parte do acervo da Cinemateca Brasileira é guardado. O incêndio não ocorreu na sede da Cinemateca Brasileira, que fica na Vila Mariana.

Não há vítimas, de acordo com as informações iniciais. 15 viaturas com quase 50 bombeiros foram enviadas para combater o fogo. No galpão, há materiais altamente inflamáveis. A estratégia dos bombeiros é combater o incêndio é impedir que o fogo se alastre para galpões vizinhos.

Em 2016, outro incêndio atingiu a Cinemateca Brasileira

Em fevereiro de 2016, outro incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira durante a madrugada. Na época, segundo informações dos bombeiros, parte do acervo foi atingida e 500 obras foram consumidas pelas De acordo com o Ministério da Cultura, o fogo atingiu um dos quatro depósitos de armazenamento de filmes em suporte de nitrato de celulose, característico da produção cinematográfica anterior à década de 1950.

Em 2020, foi a vez de um alagamento atingir o local

No dia 10 de fevereiro de 2020, uma chuva forte em São Paulo alagou um galpão que pertence ao órgão na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. O alagamento também afetou o estúdio do premiado fotógrafo Bob Wolfenson.

Fontes da Cinemateca afirmaram que o galpão da Vila Leopoldina guardava principalmente material secundário, como mobiliário, fotografias, livros e folhetos, enquanto a maior parte do material de exibição ficava na sede da Cinemateca na Vila Clementino, Zona Sul de SP.

No Twitter, internautas e famosos comentam mais um incêndio na Cinemateca Brasileira

Foto: Reprodução/Ariane Breyton

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Reajuste do Bolsa Família

Medida Provisória prevê reajuste do Bolsa Família e percentual pode chegar a 50% ou mais

Reajuste do Bolsa Família foi pauta em reunião entre o ministro da Cidadania, João Roma, e o ministro da Economia, o economista Paulo Guedes.

O ministro da Cidadania, João Roma, afirmou, nesta quarta-feira (28), que o governo federal deverá apresentar uma medida provisória (MP) reformulando os programas sociais mantidos pela União; e que poderá haver um reajuste do Bolsa Família em 50% ou mais. A apresentação da MP deve ocorrer até o início de agosto.

João Roma afirmou que o programa terá o maior valor que for possível. De acordo com o ministro, “o valor médio do programa será tratado com a área econômica mais à frente. O presidente (Jair Bolsonaro) falou em reajuste do Bolsa Família em 50% . Nós pretendemos isso ou até mais”, disse João Roma logo após reunião com o ministro da Economia, o economista Paulo Guedes.

Atualmente, o Bolsa Família paga, em média, cerca de R$ 190 por família. Com 50% de reajuste, esse valor chegaria a R$ 285.

Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini/Ilustração/Fotos Públicas

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Terceira Dose da CoronaVac

Ministério da Saúde vai testar terceira dose da CoronaVac

Estudos sobre a terceira dose da CoronaVac serão realizados em 1.200 pessoas e serão feitos em conjunto com a Universidade de Oxford.

O Ministério da Saúde vai realizar um estudo de avaliação da necessidade de uma terceira dose da CoronaVac, produzido no Brasil pelo Instituto Butantan. A informação foi dada ontem (28) pela pasta. No Brasil, cerca de 50 milhões de doses do imunizante já foram aplicadas.

A pesquisa será patrocinada pelo Ministério da Saúde, e vai ser realizada em parceria com a Universidade de Oxford. Os estudos terão início em duas semanas, com 1,2 mil pessoas, a partir dos 18 anos.

“Não temos publicação na literatura detalhada acerca de sua efetividade (da CoronaVac). As respostas precisam ser dadas através de ensaios clínicos”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em entrevista em Brasília. Para a pesquisadora Sue Ann Costa Clemens, professora de Oxford e coordenadora do estudo, é preciso saber a duração da proteção de cada vacina.

Segundo ela, para os imunizantes da Pfizer, AstraZeneca e Janssen, já existem publicações demonstrando a duração da proteção de 12 meses. “Em relação à CoronaVac, precisamos avaliar isso. Estudos já mostraram que a proteção começa a cair com 6 meses”, disse.

Um estudo preliminar publicado por cientistas chineses nesta semana mostrou que o nível de anticorpos neutralizantes produzidos pelo organismo após a imunização com CoronaVac caiu após seis meses. Ainda não é possível associar a queda de anticorpos à redução da proteção. O mesmo estudo mostrou que uma terceira dose da CoronaVac é capaz de impulsionar novamente a produção de anticorpos, o que demonstra que a vacina induz boa “memória imunológica”.

Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Apagão dos Apps

Apagão dos Apps no RN: entregadores por aplicativos potiguares irão realizar dia de protesto

Apagão dos Apps é uma iniciativa dos entregadores de aplicativos que reivindicam melhores condições de trabalho e ocorre em todo o Brasil.

Os entregadores por aplicativos do Rio Grande do Norte vão se juntar aos profissionais de outros Estados nos próximos dias para protestar por melhorias. A principal insatisfação dos entregadores que articulam o movimento “Apagão dos Apps” é com as condições de trabalho da categoria. A ação tem o propósito de pedir o boicote dos clientes aos aplicativos de entrega. Ainda não há data definida para o protesto.

Entre as principais reclamações dos entregadores, estão às baixas taxas repassadas pelas empresas de aplicativo aos trabalhadores da categoria, o que dificulta a atuação na profissão, por causa dos constantes aumentos no preço da gasolina.

Foto: Roberto Parizotti/Ilustração/Fotos Públicas

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mandante do Assassinato de Marielle Franco

Suspeito de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco é preso na Paraíba; Almir Rogério Gomes da Silva foi preso em Queimadas

Suspeito de ser o Mandante do assassinato de Marielle, o miliciano Almir Rogério Gomes da Silva foi foi preso no município de Queimadas, a 140 km de João Pessoa.

A Polícia Civil da Paraíba prendeu um chefe de milícia acusado de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco, vereadora do Rio pelo PSOL, assassinada em março de 2018. A prisão ocorreu nesta quarta-feira (28), e a identidade do preso não foi revelada pelas autoridades.

Porém, de acordo com o jornal Congresso em Foco, trata-se de Almir Rogério Gomes da Silva, chefe da milícia da Gardênia Azul e do Morro do Tirol, no Rio de Janeiro.

O homem foi preso no município de Queimadas, localizado a 140 km da capital, João Pessoa, por policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco). A ação foi um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que investiga o caso, ainda em andamento. De acordo com as apurações preliminares, Almir Rogério Gomes da Silva estava na companhia de outro homem, que também foi preso.

Reprodução/TV Correio

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Queiroga faz apelo pela segunda dose

VÍDEO: Queiroga faz apelo para que brasileiros tomem segunda dose da vacina

“Dirijo-me em especial aos brasileiros que estão com a segunda dose em atraso.”, disse Queiroga em pronunciamento oficial.

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um apelo para que os brasileiros que já tomaram a primeira dose da vacina contra o coronavírus completem a imunização e tomem a segunda dose. A fala ocorreu durante um pronunciamento do ministro em cadeia nacional de rádio e televisão, transmitida na noite desta quarta-feira, 28.

O pedido de Queiroga veio ao final do seu discurso, após enaltecer o trabalho do governo federal no combate à COVID-19 no Brasil. “Dirijo-me em especial aos brasileiros que estão com a segunda dose em atraso. Peço que busquem os postos de vacinação para tomar a segunda dose, pois a sua imunização só estará completa após a conclusão do esquema vacinal”, disse o ministro.

Em sua fala, Queiroga também fez um balanço da vacinação em todo o país até o momento. “100 milhões de brasileiros tomaram ao menos a primeira dose da vacina contra a COVID-19. O Brasil ocupa hoje a quarta posição no ranking mundial de pessoas que tomaram a primeira dose e o quinto lugar em relação às pessoas totalmente imunizadas. Com mais de 63% da população adulta vacinada com a primeira dose, registrando uma queda expressiva de 40% no número de casos e óbitos em apenas um mês”, disse.

No pronunciamento, Queiroga também informou que o Ministério da Saúde prevê fazer a imunização de todos os brasileiros maiores de 18 anos até o final de setembro. Essa previsão leva em conta a aplicação da primeira dose do imunizante, segundo o ministro – a maioria das vacinas que podem ser usadas no Brasil são aplicadas em duas doses, com um intervalo de tempo que varia entre 21 dias e 3 meses.

Foto:

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Rayssa Leal

VÍDEO: Rayssa Leal, a Fadinha do Skate, demonstra maturidade e cancela recepção em Imperatriz por causa da pandemia

Rayssa Leal pediu aos fãs não irem buscá-la no aeroporto e que fiquem em casa para evitar a propagação do coronavírus.

Em uma atitude madura para uma menina de apenas 13 anos, a skatista mirim e medalhista olímpica em Tóquio, Rayssa Leal, mostrou que a sua disciplina vai além das pistas de skate e decidiu cancelar a recepção calorosa em sua cidade natal, Imperatriz, no estado nordestino do Maranhão.

“Salve, galera. Venho aqui dar um recadinho rapidinho para vocês, sobre minha chegada em Imperatriz. Estamos passando por um momento ainda delicado sobre a Covid, então, eu decidi cancelar minha recepção para evitar as aglomerações. Então, evitem, por favor, de irem ao aeroporto”, pediu a a atleta brasileira mais nova da história a disputar os jogos olímpicos e conquistar medalha de prata.

“Eu queria muito receber todo o carinho de vocês, mas infelizmente não é esse o momento. Agradeço demais por todo o carinho, por todo o apoio, mas por favor se cuidem, usem máscara, álcool em gel e tomem a vacina. Tenho certeza que, em breve, vamos vencer esse vírus”, concluiu Rayssa Leal

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Fraude Eleitoral

Bolsonaro promete revelar ‘fraude eleitoral’ de 2014 nesta quinta-feira

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que vai apresentar amanhã (29) as provas de fraude eleitoral no pleito presidencial de 2014, nas quais, segundo alega, o candidato Aécio Neves (PSDB) teria vencido a então presidente Dilma Rousseff (PT). A afirmação foi feita no último sábado (24), em conversa com apoiadores.

“Tenho dados assustadores para mostrar com linguagem popular na quinta-feira. Vocês vão ver. Vou convidar toda a imprensa, demonstrar tudo bem devagar, com linguagem bem simples. Chega de ser enganado”, disse o chefe do Executivo em live transmitida pelo Instagram do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Já na terça-feira (20), em entrevista à rádio Itatiaia, Bolsonaro afirmou que um “hacker do bem” fará apresentação à imprensa no Palácio do Planalto com fotografia minuto a minuto, e falou sobre as eleições de 2018, na qual ele foi eleito, mas que também considera que houve fraude: “Eu só consegui ser eleito porque tive muito voto, se fosse uma votação normal, bigode a bigode, como diz na gíria, a gente teria perdido as eleições. Eu vou comprovar que Aécio Neves ganhou as eleições de 2014”, disse o presidente.

Questionado como fará a comprovação da fraude eleitoral das eleições que reelegeram a ex-presidenta Dilma Rousseff, Bolsonaro afirmou: “com um ‘hacker do bem’, um pessoal que entende de informática e mostrando”.

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Faustão na Band estreia em janeiro

Estreia de novo programa de Faustão na Band ocorre em janeiro de 2022

O novo programa do apresentador Faustão na Band vai começar em janeiro de 2022. A emissora afirmou, em comunicado, que a produção do programa será feita nos estúdios da emissora paulista, diferentemente do que vinha circulando que seria gravado em teatros. Para o novo programa, diz a emissora, os espaços passarão por reformulação para que se adaptem à nova atração.

COMUNICADO OFICIAL DA BAND

A Band confirma para janeiro a estreia de Fausto Silva, o Faustão, em sua programação.

Toda a produção do programa será feita nos estúdios da emissora em São Paulo, que serão reformulados e adaptados para receber a nova atração.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ciro Nogueira e Bolsonaro

Bolsonaro afirma que ‘alma do governo’ vai ficar com Ciro Nogueira; mas não ‘de forma comprada como no passado’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse ontem (27), em entrevista à Rede Nordeste de Rádio, que está entregando a “alma do governo” a Ciro Nogueira, senador pelo Piauí e presidente do Progressistas. Ciro é representante do chamado “Centrão”, grupo de partidos que tem apoiado o presidente Jair Bolsonaro.

Ciro confirmou ontem que aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro para assumir o ministério da Casa Civil. Ao ser indagado sobre o passado de Ciro Nogueira, que apoiava o ex-presidente Lula e criticava Bolsonaro, o presidente voltou a dizer que “as pessoas mudam” e que a interlocução com o Congresso não será feita “de forma comprada como era no passado”.

“O Ciro Nogueira está feliz. Ele falou para mim que o sonho da vida dele era ocupar um ministério como esse. E dizer ao senhor presidente Lula: não é o Ministério de Minas e Energia, onde o orçamento é milionário. Não é o Transporte, não é o Desenvolvimento Regional. É a chefia da Casa Civil, é a alma de um governo. É realmente a nossa interlocução aumentando com o Parlamento, de forma salutar e não de forma comprada, como acontecia no passado”, disse Bolsonaro.

Foto: Assessoria/Ciro Nogueira

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Dia do Agricultor Jagunço

Em ‘homenagem’ ao Dia do Agricultor, Governo publica imagem de ‘jagunço’ no Instagram

O perfil oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) ilustrou “homenagem” ao Dia do Agricultor com a foto de um jagunço segurando uma espingarda de caça. O presidente Jair Bolsonaro é um entusiasta do armamento da população, especialmente em áreas rurais.

O post no perfil da Secom gerou inúmeras críticas nas redes sociais. Diversos internautas questionaram a associação da arma à profissão dos agricultores e criticaram a escolha da imagem feita pelo governo. Após a publicação do Dia do Agricultor, a palavra ‘jagunço’, uma menção à imagem usada, chegou a figurar entre os assuntos mais comentados no Twitter.

Dia do Agricultor é comemorado por Governo com jagunço armado
Foto: Reprodução/Twitter/Secom

De acordo com levantamento do Repórter Brasil, durante o primeiro ano do governo Bolsonaro foram registradas 31 vítimas da violência do campo. Depois de um ano dessas mortes, ninguém foi julgado e apenas um crime foi considerado encerrado, o de um indígena no Amapá. Além disso, outras 19 investigações (61%) não foram concluídas. O levantamento também revela que a maioria dos casos envolve disputa por terra (39%) ou defesa de territórios indígenas (29%).

Foto: Reprodução/Instagram

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ciro Nogueira assume Casa Civil

Senador Ciro Nogueira aceita convite e assumirá Casa Civil

Pelo Twitter, o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) confirmou que aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e vai assumir o Ministério da Casa Civil. A informação foi confirmada logo após reunião entre Ciro e Bolsonaro, na manhã de hoje, no Palácio do Planalto.

Desde a semana passada, já se falava no ingresso do Senador para o comando da Casa Civil. Mas Ciro estava de férias no México e só conversou com o presidente Bolsonaro após sua chegada ao Brasil. O senador também preside o partido Progressistas, principal legenda de sustentação da base governista.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

12 e 17 anos

Ministério da Saúde autoriza a vacinação de adolescentes entre 12 e 17 anos

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta terça-feira (27) a inclusão dos adolescentes entre 12 e 17 anos no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. Segundo o ministro, a inclusão terá início logo após o envio da primeira dose para a vacinação de adultos com mais de 18 anos.

A pasta definiu que os adolescentes com comorbidades terão prioridade na vacinação. A decisão ocorreu após reunião entre o Ministério e representantes dos estados e municípios.

Foto: Cristine Rochol/Secretaria de Saúde de Porto Alegre

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

O prefeito Fernando Haddad vistoria o clube Tietê que será reaberto neste sábado (18)

Haddad é absolvido por unanimidade de acusações de caixa dois nas eleições de 2012

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) absolveu por unanimidade o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) da acusação de prática de caixa dois nas eleições municipais de 2012, derrubando condenação de primeira instância que havia sido imposta ao petista.

A pena aplicada a Haddad em agosto de 2019 havia sido de quatro anos e seis meses de prisão em regime semiaberto, mas o petista recorreu em liberdade ao TRE.​ No julgamento desta terça-feira (27), o relator do processo na corte, Afonso Celso da Silva, afirmou em seu voto que nos autos da causa não há provas suficientes para demonstrar que o ex-prefeito cometeu o suposto delito.

Também votaram favoravelmente a Haddad no caso os juízes Paulo Galizia, Marcelo Vieira, Mauricio Fiorito, Manuel Marcelino e Nelton dos Santos, e assim o placar do julgamento foi de 6 a 0.

Os advogados Pierpaolo Bottini, Fernando Neisser e Tiago Rocha, defensores de Haddad, afirmaram em nota que a “decisão põe fim a uma grande injustiça, que lançava uma sombra injusta sobre a integridade do ex-prefeito. A denúncia alegava a inexistência de materiais de campanha, que foram comprovadamente produzidos, por gráficas que atuaram para mais de 20 partidos políticos”.

A decisão do TRE-SP reverteu a sentença de primeira instância do juiz eleitoral Francisco Carlos Shintate. Para o magistrado de primeiro grau, duas gráficas emitiram notas fiscais frias para a campanha vitoriosa de Haddad à Prefeitura de São Paulo em 2012, e o petista cometeu crime eleitoral ao incluir esses documentos em sua prestação de contas.

Segundo Shintate, ficou provado no processo de primeira instância que Haddad não participou da falsificação das notas fiscais, mas mostrou desinteresse pela verificação da documentação de gráficas fornecedoras e, dessa forma, “assumiu o risco” de que tais papéis frios fossem inseridos nos registros oficiais de sua campanha.

Porém, em setembro de 2019 a Folha revelou que essa condenação foi imposta ao ex-prefeito com base em uma avaliação do consumo de energia elétrica de uma gráfica feita pelo juiz sem perícia técnica. Essa mesma análise teve como resultado uma estimativa equivocada de gastos de eletricidade na impressão de material de campanha. ​

No processo na primeira instância na Justiça Eleitoral, foram examinados os envolvimentos da LWC Editora Gráfica e da Cândido Oliveira Gráfica, apontadas como as emissoras de notas fiscais falsas à campanha de Haddad.

No caso da LWC, o juiz Shintate afirmou, sem parecer técnico, que a gráfica não teve aumento substancial de consumo de energia no período eleitoral de 2012 e isso indicou que a empresa não produziu efetivamente o material de propaganda eleitoral registrado nos documentos fiscais fornecidos para o petista.

A tabela usada pelo juiz como fundamento para a decisão foi incluída na sentença. Com ela, é possível comparar os gastos de energia da gráfica nos meses de agosto e setembro de 2012, bimestre de pico das campanhas, com os dados relativos ao mesmo período do ano anterior, quando não houve eleição.

Assim, em relação a agosto, a elevação foi de 50% na comparação entre os consumos de 2011 e 2012 (46,3 mil kWh e 69,4 mil kWh, respectivamente). Quanto a setembro, o acréscimo foi de 33% (62 mil kWh em 2011 e 82,6 mil kWh em 2012). ​

Segundo a decisão judicial de primeiro grau, agora revertida pelo TRE-SP, esses aumentos na conta de luz não foram significativos, conclusão que foi uma das bases da condenação de Haddad.

Mas três técnicos do setor de gráficas e um de uma fabricante de máquinas ouvidos pela Folha afirmaram que o acréscimo de pelo menos 20 mil kWh verificados nesses dois meses seriam suficientes para a produção do material declarado por Haddad.

Segundo levantamento feito pela reportagem nas notas fiscais declaradas pelo petista, a LWC produziu 4,8 milhões de panfletos e 3,7 milhões de cards (propaganda em papel duro, do tamanho de um cartão de visita) em agosto de 2012. No mês seguinte, a produção foi de 300 mil panfletos, 900 mil folhetos e 3 milhões de cards.

A Folha também pediu à defesa de Francisco Carlos de Souza, conhecido como Chicão, dono da gráfica, a relação de equipamentos que a firma usava à época. Com base nesses dados, a reportagem procurou uma das fabricantes das máquinas e solicitou um cálculo do consumo de energia para produção da quantidade de material de campanha que consta nas notas fiscais de Haddad.

Segundo a estimativa da fabricante, que preferiu não ser identificada, a produção de 4,8 milhões de panfletos e 3,7 milhões de cards consumiria ao todo 10,7 mil kWh em 204 horas de trabalho. Já a confecção de 300 mil panfletos, 900 mil folhetos e 3 milhões de cards empregaria 2.800 kWh em 53 horas de trabalho, de acordo com a estimativa.

Assim, para os técnicos ouvidos pela reportagem, a sentença apresentava dois problemas: não houve perícia técnica no processo e houve equívoco no argumento de que o aumento no consumo de energia da gráfica LWC não foi significativo em agosto e setembro de 2012.

Em relação à outra empresa acusada, a Cândido Oliveira Gráfica, a defesa da firma apresentou uma alteração de contrato social e disse que meses antes das eleições ocorreu uma mudança no local de produção de material de campanha, mas essa situação não foi registrada na concessionária de energia.

A gráfica juntou aos autos uma conta de energia de seu novo endereço, que ainda estava em nome de outra empresa, do mês de setembro de 2012, período de campanha, com consumo de 55 mil kWh. O magistrado de primeira instância, porém, entendeu que tais documentos não serviram para comprovar que a gráfica prestou os serviços descritos nas notas que emitiu para Haddad.

Na decisão judicial de primeiro grau, o juiz ainda argumentou que um levantamento da Polícia Federal mostrou que a empresa tinha seis funcionários à época da eleição, e tal número seria insuficiente para produzir o material. Mas, a exemplo da avaliação sobre o consumo de energia elétrica, não usou nenhuma perícia específica e teve por base apenas dados levantados pela PF.

Uma outra justificativa apresentada pelo juiz foi a de que as gráficas não utilizaram insumos suficientes para a realização dos trabalhos, novamente sem um laudo sobre o tema. De acordo com o magistrado, em interrogatório, Haddad disse que não se preocupava em controlar diretamente as despesas de campanha e delegava tal atividade a Francisco Macena, o tesoureiro responsável pelas contas do petista. Para o juiz, foi essa postura de Haddad que permitiu a responsabilização dele no caso.

“Ao se desinteressar do controle das despesas e não conferir as notas fiscais e respectivos recibos, criou o risco não permitido de falsidade ideológica para fins eleitorais, com o uso de notas fiscais falsas na prestação de contas, o que veio a se concretizar, sabido que tem havido grande incidência de processos por caixa dois eleitoral, em razão de doações não contabilizadas e de despesas inexistentes lançadas”, sentenciou o magistrado.

Shintate entendeu em 2019 que o fato de a prestação de contas de Haddad trazer essas notas levou à configuração do crime que, no jargão técnico, é denominado falsidade ideológica para fins eleitorais, previsto no artigo 350 do Código Eleitoral. Esse foi o delito expressamente mencionado no pedido de condenação que consta na denúncia oferecida pelo Ministério Público em maio de 2018.

O magistrado de primeira já havia absolvido Haddad quanto à prática de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, improbidade e quadrilha. Para tratar desses outros delitos, invocou decisões recentes do STF (Supremo Tribunal Federal) que autorizam juízes eleitorais a apreciarem crimes comuns conexos às condutas delituosas de natureza eleitoral.

Apesar de a denúncia somente ter requerido a punição de Haddad pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais, a peça acusatória descreveu outras situações, como o suposto repasse de dinheiro oriundo do esquema de corrupção na Petrobras, investigado na Operação Lava Jato, para pagar dívidas de campanha do ex-prefeito.

Com base nesse relato da denúncia e nas decisões recentes do STF sobre crimes conexos, o juiz eleitoral absolveu Haddad.

Com informações da Folha de Sâo Paulo

Foto: Renato Mendes/Brazil Photo Press/Folhapress

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Morre Seu peru

Morre Seu Peru: ator Orlando Drummond morre no Rio aos 101 anos

Morre Seu Peru: ator e dublador Orlando Drummond morreu em casa, em Vila Isabel, na Zona Norte, de falência múltipla dos órgãos.

O ator, humorista e dublador Orlando Drummond, de 101 anos, morreu no Rio nesta terça-feira (27). O artista ficou famoso ao interpretar o personagem ‘Seu Peru’, na Escolinha do Professor Raimundo, e ao dublar personagens icônicos como Scooby Doo. Orlando morreu em casa, em Vila Isabel, na Zona Norte, de falência múltipla dos órgãos.

Orlando esteve internado em maio para se tratar de uma infecção urinária no Hospital Quinta D’Dor, na Zona Norte. A família começou o tratamento em casa, mas o quadro se agravou, e o ator chegou a ficar na unidade semi-intensiva. Entretanto, ele recebeu alta em junho.

Foto: Reprodução/Globo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Olimpíadas hoje calendário atualizado

Olimpíadas hoje: confira o calendário das competições olímpicas em 27 de julho e 28 de julho

Olimpíadas hoje: mais uma madrugada olímpica se aproxima e o Por Dentro do RN deixa você bem informado para não perder nenhuma competição.

Confira abaixo o calendário atualizado, com horário, das principais modalidades esportivas do dia de hoje nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Se gostou, compartilhe com todo mundo.

Olimpíadas hoje, 27 de julho de 2021 (modalidades olímpicas)

Badminton: Beiwen Zhang (EUA) x (BRA) Fabiana Silva – Início às 22h20;

Natação: Leonardo de Deus e Revezamento – Início às 22h49;

Vôlei de Praia: Ana Patrícia e Rebecca (BRA) x (LET) Graudina e Kravcenoka – Início às 23h;

Judô: Rafael Macedo (BRA) x (CAZ) Islam Bozbayev e Maria Portela (BRA) x (REF) Nigara Shaheen – Início às 23h.

Competições da madrugada/manhã de 28 de julho de 2021 (modalidades olímpicas)

Natação – 4 x 200 livres: Final – Início às 0h26;

Canoagem Slalon: Ana Sátila e Pepe Gonçalves – Início às 0h50;

Boxe: Keno Marley x Daxiang (CHI) – Início às 2h12;

Tênis Feminino (duplas): Luisa Stefani e Laura Pigossi (BRA) x (EUA) Mattek-Sands e Pegula – Início às 3h40;

Futebol Masculino: Brasil x Arábia Saudita – Início às 5h;

Tênis Misto (duplas): Luisa Stefani e Marcelo Melo (BRA) x (SER) Stojanovic e Djokovic – Início às 6h40;

Natação Feminina (100m livres):Classificatórias – Início às 7h;

Ginástica Masculina: Caio Souza e Diogo Soares – Início às 07h15;

Handebol Masculino: Espanha x Brasil – Início às 7h30;

Natação Masculina (200m Medley): Classificatórias – Início às 8h15;

Natação Feminina (4 x 200 livres): Classificatórias – Início às 8h30;

Badminton Masculino: Kanta Tsuneyama (JAP) x (BRA) Ygor Coelho – Início às 8h40;

Tênis de Mesa: Hugo Calderano x Alemanha – Início às 9h;

Vôlei Masculino: Brasil x Rússia – Início às 9h45.

Competições da noite de 28 de julho de 2021 (modalidades olímpicas)

Rugby de 7 (Feminino): Canadá x Brasil – Início às 21h30;

Handebol (Feminino): Espanha x Brasil – Início às 23h;

Remo (Masculino): Skiff Simples – Início às 23h;

Judô (Masculino): Rafael Buzacarini (BRA) x (BEL) Toma Nikiforov – Início às 23h35.

Foto: Reprodução/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vereadora Larissa Gaspar

Vereadora Larissa Gaspar, do PT de Fortaleza, aciona órgãos de segurança após ameaças de morte

A vereadora Larissa Gaspar diz que bandidos a ameaçaram de morte em uma publicação realizada por ela em seu perfil oficial do Instagram.

Após sofrer ameaças de morte na madrugada desta terça-feira, 27, a vereadora do PT de Fortaleza, Larissa Gaspar, acionou os órgãos de segurança e o sistema judiciário cearenses para identificar e responsabilizar os envolvidos nas ameaças. De acordo com Larissa Gaspar, os bandidos a ameaçaram em uma publicação realizada por ela em seu perfil oficial do Instagram.

“Estamos planejando a sua morte. Então, cuidado com a sua família ou na hora de sair de casa”, dizia a ameaça. A vereadora ainda diz que os indivíduos marcaram o seu perfil em um vídeo no qual aparecem homens exibindo armas. A parlamentar petista também afirma que registrou um boletim de ocorrência e comunicou o fato à Presidência da Câmara Municipal de Fortaleza, ao PT alencarino; e aos órgãos de segurança e da justiça do Ceará.

Em nota, a vereadora Larissa Gaspar diz confiar nas investigações e no trabalho da justiça; e que está aguardando a responsabilização dos indivíduos que a ameaçaram.

Foto: Reprodução/Câmara Municipal de Fortaleza

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pobreza Menstrual

Contra a pobreza menstrual, prefeitura de São Paulo aprova PL que garante distribuição de absorventes nas escolas da capital

Uma lei aprovada pela prefeitura de São Paulo garante a distribuição de absorventes descartáveis às alunas da rede municipal de São Paulo. O Projeto de Lei (PL) 388 de 2021 garante também o fornecimento de cestas de higiene contendo lenço umedecido, desodorante sem perfume, sabonete, escova de dentes, creme dental e fio dental.

A proposta é de autoria do poder executivo municipal com o intuito de evitar a evasão escolar. “Pesquisa realizada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) indica que as alunas do ensino fundamental faltam às aulas no período menstrual no Brasil. Portanto, o projeto além de garantir que todas elas sejam assistidas no seu cuidado pessoal, possibilita que as estudantes não tenham prejuízos à vida escolar e à aprendizagem”, diz o texto da lei.

A aprovação do projeto teve 54 votos favoráveis e uma abstenção pela Câmara Municipal de São Paulo. A vereadora Luana Alves (PSOL/SP), favorável ao projeto, destaca que a distribuição de absorventes tem a capacidade de reduzir a evasão escolar, mas que não soluciona a pobreza menstrual. “A gente sabe que a desigualdade de gênero é complexa e envolve não só ter o absorvente, envolve toda a questão que se tem em torno do que é a menstruação, o tabu de se falar sobre isso envolve muitas coisas, mas sem dúvidas, esse projeto ajuda muito.”, diz.

Pobreza Menstrual

O relatório ‘Pobreza Menstrual no Brasil: desigualdade e violações de direitos’ do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), aponta que no Brasil mais de 4 milhões de meninas não têm acesso a itens mínimos de cuidados menstruais nas escolas e cerca de 713 mil vivem sem acesso a banheiro ou chuveiro em seu domicílio, o que caracteriza a pobreza menstrual.

A oficial de programas do Unicef no Brasil, Rayanne França, explica que a pobreza menstrual não significa apenas a falta de itens para conter o sangramento. “A pobreza menstrual é a falta de insumos que seriam absorventes, calcinhas menstruais e protetores diários. Mas também é a falta de acesso a estruturas como chuveiros, banheiros adequados, sanitários, acesso a água e sabonete para que essas pessoas possam viver de uma maneira digna o seu período menstrual.”

Foto: Reprodução/Ilustração/Getty Images

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

CNPq

Servidor do CNPq ‘queima’ após apagão e dados acadêmicos desaparecem do Lattes; órgão não tem backup

Servidor do CNPq ‘queimou’ após apagão, deixou a Plataforma Lattes offline e, até onde se sabe, não possui backup; órgão emite nota esclarecendo caso.

Desde ontem (26) que professores e pesquisadores do Brasil inteiro tentam acessar a plataforma Lattes, onde ficam hospedadas todas as informações dos pesquisadores, bem como os seus trabalhos desenvolvidos, mas não conseguem. Ao procurarem o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) foram informados de que o sistema Lattes estava fora do ar, pois, o servidor do CNPq “queimou”.

Dessa maneira, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico revelou que o servidor do CNPq “queimou” e que não havia backup da plataforma lattes e que ainda não é possível dimensionar a quantidade de dados que foram perdidos. “A placa do servidor que queimou não tinha backup, a gente não sabe exatamente o que a gente perdeu (de dados), se perdeu alguns segundos, minutos, horas, dias. A folha de pagamento também está comprometida, vai ter que fazer algum processo manual, enfim, está um caos no CNPq”, informa o Conselho .

Em comunicado publicado nas redes sociais, o governo federal omite que pode ter perdido milhares de dados referentes à produção científica no Brasil. “O CNPq informa que segue em esforço conjunto com o Ministério da Ciência Tecnologia e Inovações (MCTI) para o restabelecimento dos sistemas após evento que causou a indisponibilidade das plataformas”.

Em seguida, o comunicado afirma que “a prioridade é restaurar o acesso aos currículos na Plataforma Lattes o mais rápido possível”.

Notícia atualizada às 14h45 de 27 de julho de 2021

No Twitter, CNPq emitiu nota explicando o ocorrido. Você pode conferir a publicação do órgão abaixo:

INFORME CNPQ

Em continuidade aos comunicados sobre a indisponibilidade do servidor do CNPq, incluindo as Plataformas Lattes (Currículo Lattes, Diretório de Grupos de Pesquisa, Diretório de Instituições e Extrator Lattes) e Carlos Chagas, fazemos os seguintes esclarecimentos:

O problema que causou a indisponibilidade dos sistemas já foi diagnosticado em parceria com empresas contratadas e os procedimentos para sua reparação foram iniciados. O CNPq já dispõe de novos equipamentos de TI e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido. Independentemente dessa migração, existem backups cujos conteúdos estão apoiando o restabelecimento dos sistemas.

Portanto, não há perda de dados da Plataforma Lattes. O pagamento das bolsas implementadas não será afetado. Todos os prazos de ações relacionadas ao fomento do CNPq, incluindo a Prestação de Contas, estão suspensos e, de ofício, serão prorrogados. Os comunicados oficiais do CNPq são feitos exclusivamente por meio dos canais oficiais na internet: site e redes sociais. Manteremos todos atualizados sempre que houver novas informações sobre a questão.

Para demais dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento pelo telefone 61 3211 4000 ou pelo e-mail [email protected] Reforçamos que o CNPq/MCTI estão comprometidos com a restauração do acesso aos sistemas operacionais com a maior brevidade possível.

FIM DA NOTA

Foto: Reprodução/CNPq

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Joice Hasselmann

Deputada Joice Hasselmann suspeita que um dos suspeitos do seu espancamento é parlamentar

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou que suspeita que um parlamentar possa estar envolvido no seu espancamento. A afirmação foi feita neste domingo (25). Segundo Joice, ela desconfia de “dois desafetos”, sendo um deles parlamentar, mas não quis citar nomes de quem poderia ser o autor do crime.

“Um deles tem acesso muito fácil ao prédio, e o outro a qualquer lugar que ele queira. Um deles fez ameaça, inclusive públicas, e o outro é um desafeto que já me mandou recados pesados, e recentemente eu dei uma entrevista fazendo críticas muito duras a essa pessoa”, disse Joyce. A afirmação ocorreu em uma coletiva de imprensa ao lado do marido, Daniel França, no seu apartamento funcional, em Brasília.

Joice Hasselmann se recupera de uma agressão sofrida na última quinta-feira (22), quando teve cinco fraturas no rosto e uma na costela, além de cortes pelo corpo, depois de ter supostamente sofrido um ataque em casa no sábado anterior (17). Segundo Joice, ela afirma ter sido vítima de violência enquanto estava em sua própria casa.

Foto: Reprodução/SBT

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Doses da Pfizer

Mais de 1 milhão de doses da Pfizer chegaram ao Brasil na manhã de domingo

O Brasil recebeu, neste domingo (25), um novo lote com 1.053.000 doses da Pfizer contra a Covid-19. Os imunizantes chegaram através do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), tendo pousado às 8h44min. Também havia previsão da chegada de um segundo lote, na parte da tarde, com mais 1 milhão de vacinas.

Até o próximo dia 1º de agosto, outros 7 voos chegarão ao país com as vacinas da farmacêutica norte-americana. O recebimento será de mais de 13 milhões de doses, e correspondem ao primeiro contrato assinado entre a Pfizer e o governo federal, no mês de março, que prevê a entrega de 100 milhões de doses até o final do terceiro trimestre.

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Direitos reservados

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Banho quente de presos

STJ decide que estado de São Paulo deve disponibilizar chuveiros para banho quente de presos

O estado de São Paulo deve disponibilizar chuveiros elétricos para banho quente de presos após determinação do Superior Tribunal de Justiça. O acórdão foi proferido em ação civil pública apresentada pela Defensoria Pública paulista, que visa obrigar Estado a disponibilizar, em suas unidades prisionais, chuveiros elétricos que garantam o banho quente de presos do sistema prisional de todo o estado.

Na ação, o Estado de São Paulo afirmou que a instalação de chuveiros elétricos exigirá obras complexas e recursos financeiros, que são finitos, além de implicar riscos à ordem e à segurança dos presídios. Mas o STJ não acolheu os argumentos. Para os ministros, “(…) não basta oferecer banho com água em temperatura polar, o que transformaria higiene pessoal em sofrimento ou, contra legem, por ir além da pena de privação de liberdade, caracterizaria castigo extralegal e extrajudicial, consubstanciando tratamento carcerário cruel, desumano e degradante”, diz a decisão.

A Corte citou as Regras Mínimas para o Tratamento dos Reclusos promulgadas pelas Nações Unidas (Regras de Mandela), que dispõem que devem ser fornecidas instalações adequadas para banho, exigindo-se que seja “na temperatura apropriada ao clima” (Regra 16).

Foto: Reprodução/Globoplay

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

DJ Ivis ferido

Pamella Holanda pede apreensão do celular de DJ Ivis após vazamento de imagens em que ele aparece ferido

Imagens do DJ Ivis ferido após uma suposta briga com Pamella Holanda, no dia 12 de março, foram divulgadas neste domingo (25). As imagens foram expostas com exclusividade pelo jornalista Luiz Bacci e mostram o músico ferido após suposta briga no apartamento do casal, em Fortaleza.

Após a divulgação, Pamella afirmou que havia entrado, no sábado (24), com pedido de apreensão do celular do DJ. Segundo ela, a divulgação das imagens fere a medida protetiva obtida em 4 de julho. “De acordo com a decisão, pode ser ele ou algum intermédio a mando dele, que fere do mesmo jeito”, diz.

Na época das fotos, o produtor procurou a polícia e denunciou o caso. O material foi entregue à defesa momentos antes da prisão do DJ, no dia 14 de julho, por agressões à arquiteta. Fontes ligadas ao DJ Ivis disseram que os áudios das brigas do casal e essas imagens serão fundamentais na tentativa de tirá-lo da prisão.

“Nunca o vi desse jeito. Deve ter sido uma briga dele com alguma… No hotel da vida dele. Ridículo, meu Deus”, afirmou Pamella.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Julho Verde

Julho Verde: campanha alerta para prevenção aos cânceres na cabeça e pescoço

A próxima terça-feira (27) é o Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço e ponto alto da campanha Julho Verde, de conscientização da sociedade sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce da doença.

Realizada anualmente ao longo do mês de julho, a campanha deste ano tem como slogan Desperte a Esperança, Venha para o Julho Verde. A iniciativa é promovida pela Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG Brasil), em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) e apoio da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

Campanha Julho Verde

A ação deste ano conta com uma programação voltada ao público em geral, incluindo lives (transmissões ao vivo) e conteúdos relevantes sobre prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação. A mobilização pode ser vista pelos canais oficiais da campanha no Instagram e Facebook @acbgbrasil até 31 de julho.

A mensagem da campanha visa conscientizar a população sobre a importância do autocuidado e atenção aos primeiros sinais e sintomas da doença para obtenção de um diagnóstico precoce, ampliando as taxas de cura com menos sequelas.

Anualmente, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra cerca de 40 mil novos casos de cânceres de cabeça e pescoço, denominação genérica de tumores que se originam em regiões das vias aéreo-digestivas, como boca, língua, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe e seios paranasais.

Fatores de risco

O tabagismo é o principal fator de risco para doença, explica o professor Carlos Takahiro Chone, médico otorrinolaringologista e coordenador do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL-CCF).

“O cigarro é o principal causador, principalmente quando associado ao álcool. Dentadura mal adaptada também pode causar câncer. Outro fator é sexo oral desprotegido, por causa de HPV”. 

Para esse fator existe a vacina contra o HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano), um vírus que infecta a pele ou mucosas (oral, genital ou anal) das pessoas, provocando verrugas anogenitais (na região genital e ânus) e câncer, a depender do tipo de vírus. A infecção pelo HPV é uma infecção sexualmente transmissível (IST). “A vacina diminui o risco de desenvolver câncer de garganta”, completa o médico.

Alguns sinais ajudam a pessoa a identificar os primeiros sintomas da doença e a procurar atendimento médico. “Os principais sintomas são percebidos em pessoas que fumam ou bebem acima de 40 anos de idade, com ferida na boca por mais de 2 a 3 semanas, sem melhora. Rouquidão que não melhora neste mesmo período. Caroço no pescoço persistente há mais de 2 ou 3 meses”. 

A campanha Julho Verde também alerta para os sintomas

De acordo com a fundadora e presidente voluntária na ACBG Brasil, Melissa Ribeiro, até 2022 cerca de 45 mil pessoas no país poderão perder parte de suas faces por causa do câncer na cavidade oral. Ela alerta, ainda, que em média, 22.950 brasileiros correm o risco de perder a voz em consequência de um câncer de laringe.

Neste contexto, destaca-se o diagnóstico tardio. A cada quatro novos casos, três chegam a estágio avançado da doença, resultando no óbito de cerca de 50% desta população. A orientação é procurar um médico ou dentista, caso sejam identificados um ou mais dos principais sintomas e sinais – ferida no rosto/boca que não cicatriza;

Mancha avermelhada ou esbranquiçada na boca; dentes moles ou dor em torno deles; mudança na voz ou rouquidão; dificuldade/dor para mastigar ou engolir; caroço no pescoço; irritação ou dor na garganta; e mau hálito frequente –  que durem por duas semanas ou mais

Sequelas 

Mesmo após o tratamento, que pode ser realizado com cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou imunoterapia, o câncer de cabeça e pescoço pode causar sequelas irreversíveis. 

“Os pacientes enfrentam desafios como deformação da face e do pescoço, diminuição do paladar e olfato, perdas funcionais como fala, respiração, mastigação, deglutição, audição e visão, que afetam sua qualidade de vida”, ressalta Melissa Ribeiro. Existe, ainda, a dificuldade de reinserção social e de reabilitação destes pacientes, causada pela falta de informação e de políticas públicas voltadas a esta questão, conclui.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução/YouTube

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Digitalização de Serviços

Digitalização dos serviços públicos do Brasil já ultrapassa os 70%

Segundo dados disponibilizados pelo governo federal nesta semana, mais de 100 milhões de solicitações que teriam sido presenciais foram atendidas digitalmente graças à digitalização dos sistemas – a adoção de tecnologia e inovação para o atendimento de clientes. Solicitação de Identidade, pagamento de impostos, agendamentos, alterações e transferência de titularidades – serviços que há alguns anos só poderiam ser realizados presencialmente, ou por documentos físicos – agora contam com plataformas digitais de fácil acesso.

Dos quase 4,5 mil serviços oferecidos pela administração pública para cidadãos e empresas, cerca de 3 mil já possuem trâmite totalmente digital e podem ser acessados pelo computador ou por smartphones. Destes, 1,4 mil foram digitalizados ainda em 2019. “O objetivo é oferecer políticas públicas e serviços de melhor qualidade, mais simples e acessíveis a qualquer hora e lugar, a um custo menor para o cidadão”, informa o levantamento.

“A digitalização desses mais de três mil serviços mostra que o governo está aqui para servir ao Brasil, seja com a redução do tamanho do Estado, seja com os investimentos que têm sido feitos para agilizar e ampliar a capacidade de comunicação com o cidadão. Desde o início do governo já foram digitalizados cerca de 1.400 serviços. Agora, o cidadão pega seu celular e fala diretamente com o governo”, disse o ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni, sobre o balanço da transformação digital no governo.

Serviços mais acessados

De acordo com o caderno que lista os números da transformação digital brasileira, o serviço mais acessado até o momento é a Carteira Digital de Trânsito, que já é utilizada por 22,4 milhões de brasileiros. Em segundo lugar, a Carteira de Trabalho Digital, com 17,8 milhões de usuários. Os serviços do INSS vêm em terceiro, com pouco mais de 11 milhões de usuários. A iniciativa resulta em filas menores para atendimentos presenciais e contribui para o isolamento social e contenção do novo coronavírus, afirma o governo federal.

Serviços como registro para pesca amadora, certificados veterinários para animais domésticos, licença de importação de bebidas, solicitação de seguro-desemprego, inscrição e verificação das etapas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e do Programa Universidade para Todos (ProUni) estão disponíveis para acesso digital.

Plataforma Gov.br

Agregadora dos principais serviços oferecidos pelo governo, a plataforma Gov.br é a responsável pela digitalização dos sistemas e reúne múltiplos órgãos e pastas, o que facilita e centraliza as demandas do cidadão por serviços on-line.

“O gov.br é o programa de governo que representa três pilares fundamentais para a evolução do estado brasileiro: o combate à burocracia, a melhoria da administração pública e a transformação digital. Num futuro próximo, o estado será um ente quase que totalmente digital, prestando serviços e se relacionando com os cidadãos através do gov.br”, explicou José Roberto Fernandes Júnior, secretário de Modernização da Administração Federal.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Duelos de policiais no Ceará

VÍDEO: Duelo de policiais no Ceará ‘por causa de mulher’ acaba em prisão em flagrante

Duelo de policiais no Ceará teria ocorrido por causa de um pedido de amizade que um dos PMs teria enviado para a ex-mulher do outro.

A Polícia Militar do Ceará prendeu dois soldados neste sábado (24) após a denúncia de que os agentes de segurança pública estavam “duelando” em decorrência de um pedido de amizade que um dos PMs teria enviado para a ex-mulher do outro em uma rede social. De acordo com a polícia cearense, os indivíduos foram presos em flagrante e encaminhados diretamente ao Presídio Militar.

O Código Penal Militar, no artigo 224, ordena a detenção do agente que, por alguma razão, “desafie outro militar para duelo ou aceite o desafio para realizá-lo”. O duelo ocorreu em uma loja de conveniência na cidade de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, e foi capturado pelas câmeras do estabelecimento comercial. Os vídeos mostram os militares discutindo, enquanto outros homens tentam amenizar a situação; em seguida, um dos agentes chega a empurrar uma mesa contra o colega, que deixa o local em um veículo.

Duelo de policiais
Fonte: Código Penal Militar sobre duelo de policiais

Alguns minutos depois, o PM que saiu retorna e desce apontando a arma para o outro policial, que havia ficado no estabelecimento. De acordo com a Polícia Militar, os soldados estavam de folga em uma loja de conveniência de um posto de combustível quando se desentenderam verbalmente e “entraram em vias de fato”. Conforme o apurado pelas equipes de reportagem que chegaram à loja de conveniência, o motivo para as “vias de fato” teria sido um suposto pedido de amizade de um PM para a ex-mulher do outro.

Os militares não tiveram as identidades reveladas.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Estátua da Havan em Araçatuba

VÍDEO: Pessoas marcham e prestam continência à estátua da Havan em Araçatuba (SP)

Em vídeo que circula no Twitter, população de Araçatuba marcham pelas ruas da cidade paulista e prestam continência à estátua da estátua da Liberdade símbolo das lojas Havan, cujo dono é o empresário bolsonarista Luciano Hang, conhecido popularmente como “Véio da Havan”.

No vídeo, é possível ver os manifestantes cantando o “Hino do Exército Brasileiro”, enquanto gritam palavras de ordem contra o ministro Gilmar Mendes e prestam continência à bandeira do Brasil e à estátua da Liberdade. No Twitter, o assunto chegou a ficar nos trending topics, que são os assuntos mais comentados da rede social do País.

Em alguns dos comentários, internautas suspeitam que o empresário Luciano Hang esteja por trás das manifestações. Por essa razão, também subiram uma hashtag em referência ao “Véio da Havan”.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Tapa na minha cara

Bolsonaro: ‘se urnas são confiáveis, dá um tapa na minha cara’

Bolsonaro propôs um desafio contra a confiabilidade das urnas: “se urnas são confiáveis, dá um tapa na minha cara”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desafiou a segurança do sistema eleitoral pelas urnas eletrônicas no Brasil, em live transmitida na última quinta-feira (22). Bolsonaro afirmou que vai “provar” que houve fraude na eleição de 2014, vencida por Dilma Roussef (PT) contra Aécio Neves (PSDB).

Durante a transmissão, Bolsonaro propôs um desafio contra a confiabilidade das urnas: “se urnas são confiáveis, dá um tapa na minha cara”. Até o momento, o presidente segue sem apresentar qualquer prova de fraude nas eleições, e afirma que a ausência da impressão do voto evidencia que as urnas são fraudáveis.

Foto: Reprodução/YouTube

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Covaxin cancelada

Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin após rompimento com a Bharat Biotech

Os estudos clínicos da vacina indiana Covaxin no Brasil foram suspensos por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O anúncio foi feito na noite de ontem (23). A decisão foi tomada pela Coordenação de Pesquisa Clínica da Anvisa (Copec/GGMED).

Em nota divulgada ontem, a agência informou que os ofícios comunicando a suspensão cautelar foram enviados ao Instituto Albert Einstein e à patrocinadora do estudo, a empresa Precisa Comercialização de Medicamentos.

De acordo com a agência, a decisão da suspensão foi tomada em decorrência do comunicado da empresa indiana Bharat Biotech Limited Intercional enviado à Anvisa nesta sexta-feira informando que a empresa Precisa não tem mais autorização para representar a Bharat Biotech no Brasil. A farmacêutica indiana Bharat Biotech é a fabricante da vacina Covaxin. Na avaliação da agência, essa decisão inviabiliza a realização dos estudos clínicos.

Segundo a Anvisa, não houve aplicação da vacina Covaxin em voluntários brasileiros.

Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Falta de doses

Vacinação avança no Brasil, mortes diminuem e cresce número de municípios com falta de doses

Pela segunda semana seguida, aumenta o número de municípios brasileiros com falta de doses para vacinar a população. Nesta semana 797 gestores municipais relataram não ter recebido imunizantes, de acordo com a 18ª edição da pesquisa sobre o cenário da Covid-19 no Brasil, produzido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Segundo a CNM, 3.181, ou 57,1%, dos Municípios brasileiros, participaram do levantamento que ocorreu de 19 a 22 de julho.

Mesmo com a falta de imunizantes, 146 municípios de todo Brasil já aplicaram doses em pessoas acima dos 18 anos e 20 cidades vacinaram adolescentes acima dos 12, o que faz com que a vacinação avance e o número mortes diminua, apesar da falta de doses.

Ainda de acordo com a pesquisa, 1.689, ou 53,1% dos Municípios ouvidos, não registraram mortes nesta semana. Desde a semana 15, quando a questão foi incluída no levantamento, esse número se mantém acima de mil Municípios sem registros de óbitos. Além disso, 527 gestores responderam que as mortes reduziram, ou seja, 16,6% dos respondentes; enquanto em 310 Municípios, ou 9,7%, esse número aumentou. Os óbitos ficaram estáveis nesta semana em 606, ou seja, 19,1%.

Nesta edição da pesquisa, 531 (16,7%) dos Municípios pesquisados declararam que houve aumento do número de pessoas infectadas, em 1.095 (34,4%) se manteve no mesmo patamar e em 1.310 (41,2%) houve diminuição no número de casos. “A CNM demonstra preocupação com esses resultados, pois a manutenção de novos infectados em níveis altos está sendo apontada pela quarta vez consecutiva na pesquisa”, diz nota da Confederação.

Foto: Gustavo Luizon/VEJA.com

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sistema S passa a faca

‘Nós temos que passar a faca no Sistema S’, diz secretário do Ministério da Economia

“Está na hora de o Sistema S ajudar. Temos um sistema que tem bilhões de reais em caixa, tem bilhões de reais em imóveis. É inaceitável esse sistema não aceitar contribuir”, afirmou Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia. A fala foi durante transmissão ao vivo do jornal Valor Econômico, ao defender a transferência dos valores do Sistema S ao programa de qualificação profissional que está sendo formulado pelo governo para jovens de baixa renda.

De acordo com Sachsida, arrecada por volta de R$ 20 bilhões por ano. “Estou pedindo R$ 6 bilhões deles […] Minha posição é muito firme: nós temos que passar a faca no Sistema S, tem que tirar dinheiro deles para passar para o jovem carente”, afirmou o secretário. O Sistema S é um conjunto de entidades administradas por associações patronais voltadas, principalmente, para o treinamento profissional.

Antes de assumir o cargo, o ministro da economia, Paulo Guedes prometeu “meter a faca” nos recursos das instituições que fazem parte do sistema. A uma plateia de empresários, o então futuro ministro disse, em dezembro de 2018, que, com “interlocutor bom, corta 30%; se não, corta 50%”.

Foto: Reprodução/Sérgio Lima

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Variante Delta

Covid-19: variante Delta já foi confirmada em 143 pessoas no Brasil

Novo balanço do Ministério da Saúde mostra que foram identificados, até ontem (23), 143 casos de pessoas infectadas com a variante Delta do novo coronavírus. Esse tipo de alteração do vírus era anteriormente conhecida como “variante indiana”. No levantamento anterior, divulgado em 19 de julho, haviam sido detectados 110 casos. Dos 143 infectados no Brasil, nove tiveram quadro grave e morreram em função das complicações decorrentes da covid-19. No balanço anterior, as autoridades haviam registrado cinco óbitos.

O local com mais registros até o momento foi o Rio de Janeiro, com 88 casos mapeados. Em seguida vêm São Paulo com 15, Paraná com 13, Distrito Federal com seis, Maranhão com sete, Santa Catarina com cinco, Rio Grande do Sul e Pernambuco com três cada, dois em Goiás e um em Minas Gerais. Dos sete casos do Maranhão, seis foram detectados em um navio que aportou no litoral do estado. No balanço anterior, divulgado no dia 19 de julho, as autoridades de saúde haviam detectado casos em sete estados, enquanto no balanço de hoje foram dez.

Das nove mortes em razão da variante Delta do novo coronavírus, quatro ocorreram no Rio de Janeiro, outras quatro no Paraná e uma no Maranhão. O ministério afirmou em comunicado que orienta estados e municípios a ampliar o sequenciamento genômico (procedimento que permite encontrar as variantes do novo coronavírus entre os infectados).

Além disso, são recomendações a notificação imediata dos casos, o isolamento dos infectados e a adoção de medidas de prevenção em áreas onde foram encontrados pacientes com a variante.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bharat Biotech

Fabricante da Covaxin rompe acordo com empresa do Brasil

A Bharat Biotech, farmacêutica indiana que produz a vacina Covaxin, anunciou a rescisão do seu acordo com a empresa Precisa Medicamentos. O motivo do rompimento não foi informado. Em comunicado, a Bharat informa que “continuará a trabalhar diligentemente” com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pelo imunizante Covaxin.

Também consta, no comunicado, a negativa por parte de Bharat de ter assinado duas cartas que fazem parte do processo administrativo de compra do imunizante e foram enviadas ao Ministério da Saúde. Os documentos foram incluídos no material enviado pela Pasta à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado.

Em fevereiro, o Ministério da Saúde fechou contrato de compra com a Precisa, que representava a Bharat, para a compra de 20 milhões de doses da vacina. A aquisição do imunizante é alvo de múltiplas investigações por suspeita de irregularidades e corrupção, tendo se tornado alvo da CPI da Covid, da Polícia Federal (PF), do Ministério Público Federal (MPF), da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU).

O Ministério da Saúde havia se comprometido pagar US$ 15 por dose, sendo a vacina mais cara adquirida pelo Brasil até o momento. O contrato foi suspenso pelo Ministério da Saúde em 29 de junho, após recomendação da CGU. A Anvisa ainda não autorizou o uso emergencial ou definitivo do imunizante.

Foto: Corbis via Getty Images

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

‘Preciso salvar o governo’, disse Bolsonaro ao escolher Ciro Nogueira

Antes de nomear Nogueira, o presidente Jair Bolsonaro buscou um argumento forte para desalojar do cargo seu amigo e ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. Usou a mesma explicação para tomar do poderoso “posto Ipiranga” do Planalto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, um pedaço de sua pasta.

“Preciso salvar o governo”, disse Bolsonaro aos assessores quando revelou que chamaria o presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira (PI), para o comando da Casa Civil da Presidência da República. A entrada do senador provocou a mais profunda mexida no governo desde a posse de Bolsonaro. Ciro Nogueira não tem a popularidade do ex-juiz Sergio Moro, que foi demitido do Ministério da Justiça, mas o senador comanda o maior partido do centrão, grupo de legendas de centro e de direita que dá as cartas no Congresso.

O centrão deu sustentação a todos os governos desde o fim da ditadura militar. Nas vezes em que rompeu, o presidente da República acabou sofrendo impeachment. Foi o caso do hoje senador Fernando Collor de Mello (Pros-AL) e da petista Dilma Rousseff.

E houve uma ameaça real de que isto ocorresse com Bolsonaro num momento em que ele enfrenta a CPI da Covid no Senado; quase 600 mil mortes pela pandemia; acusações de corrupção no Ministério da Saúde; e 127 pedidos de abertura de processo de impeachment na Câmara, presidida por um deputado do PP, Arthur Lira (AL).

Risco de ruptura

Quatro dias antes do recesso parlamentar iniciado no último dia 18, Ciro Nogueira informou ao Planalto que não defenderia mais o governo na CPI da Covid, da qual é membro titular. Motivo: naquele dia o Ministério da Economia liberou uma operação de crédito de R$ 800 milhões do Banco do Brasil para o seu estado.

Ciro é pré-candidato ao governo do Piauí, contra os nomes a serem apoiados pelo governador Wellington Dias, do PT, de quem foi aliado. Dias imediatamente anunciou ter conseguido os recursos e que eles serão aplicados em obras e na área de segurança, ou seja, com fortes repercussões nas eleições do ano que vem.

O jeito de contornar o problema foi Bolsonaro telefonar pessoalmente para o senador e oferecer-lhe o controle de toda a articulação política do governo, inclusive a distribuição futura de verbas e cargos políticos. Essa é a função da Casa Civil. Para isso, Luiz Eduardo Ramos terá que ser realocado da Secretaria Geral da Presidência e o atual ocupante da pasta, Onyx Lorenzoni, ganhará a chefia de um naco da Economia a ser transformado em Ministério do Emprego e Previdência.

Tudo isso deverá ser sacramentado na próxima segunda-feira (26), numa reunião tête-à-tête entre o presidente e o senador, em que também serão discutidas as possibilidades de filiação de Bolsonaro ao PP para concorrer à reeleição em 2022.

Poderoso ex-desafeto

Prestes a se tornar o ministro mais poderoso do governo, Ciro Nogueira já foi encarado pelo presidente como um desafeto. Em 2014, quando era deputado federal pelo PP do Rio de Janeiro, Bolsonaro chegou a anunciar que se candidataria a presidente da República pela legenda, mas Ciro encerrou abruptamente a convenção e, em reunião da Executiva Nacional, levou o partido a apoiar a reeleição de Dilma Rousseff.

“Fui conversar com Ciro Nogueira. Ele não foi democrático comigo. Deu as costas para mim”, reclamou Bolsonaro e logo depois anunciou sua desfiliação. Em 2017, o presidente do PP explicou em entrevista à TV Meionorte do Piauí porque votaria no PT em 2018: “O Bolsonaro, eu tenho muita restrição, porque é um fascista. Ele tem um caráter preconceituoso.” E arrematou dizendo que Lula foi “o melhor presidente da história deste país”.

Na sua live desta quinta-feira, 22, Bolsonaro disse que passou uma borracha no passado: “As coisas mudam.”

Foto: José Dias/PR

Trânsito na oposição

Mas, até a semana passada, uma coisa não mudou para Ciro Nogueira: ele continuava dizendo considerar o ex-presidente Lula como “um grande amigo”. É também “um bom amigo” de outro oposicionista ferrenho, o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL). “O Ciro é um político hábil, mas terá muita dificuldade para recomeçar um governo que apodreceu pela corrupção, pela incompetência e pela falta de compromisso com o Brasil”, disse Renan à coluna.

Apesar de confirmar a amizade com o futuro ministro, Renan Calheiros vaticina: “Definitivamente o governo Bolsonaro acabou, agora começará o governo do Centrão”. Outro amigo de Ciro Nogueira, no entanto, não tem a mesma opinião do senador emedebista sobre o futuro do governo Bolsonaro. Embora seja tão oposicionista quanto o Renan, o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia (sem partido-RJ) afirmou, em entrevista à CNN:

“O Ciro Nogueira é muito competente, muito articulado. Acho que o governo marcou um gol”, disse. Colega de velhas caminhadas matinais com o futuro ministro, Maia afirma que a nomeação reduz as chances de um impeachment de Bolsonaro “a zero”. De fato, enquanto os votos do Centrão forem mantidos a favor do governo será impossível a aprovação do impeachment do presidente. A dúvida é quanto à permanência desses votos no longo prazo.

O centrão costuma cobrar caro pelo apoio. As especulações em Brasília são de que o agrupamento, já abriu guerra por espaços com a área militar do governo no episódio de vazamento de pressões do ministro da Defesa, general Braga Netto, pela aprovação do voto impresso. Segundo circula nos bastidores do Planalto, Ciro Nogueira teria sido o intermediário do recado dado pelo general ao presidente da Câmara, Arthur Lira. Este por sua vez, teria deixado a informação circular justamente para queimar o general e os militares junto à opinião pública.

Marcas do passado

Ciro Nogueira, 52, é advogado formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, empresário e dirigente do clube de futebol River Atlético Clube. Filho do ex-deputado Ciro Nogueira Lima, foi eleito para a Câmara dos Deputados aos 26 anos pelo PFL e reeleito em 1998. Transferiu-se para o PP no ano seguinte e, depois de sucessivas reeleições, em 2010 elegeu-se senador.

Foi membro da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) do Carlinhos Cachoeira, que investigou a atuação do empresário de jogos ilegais com o crime organizado e agentes públicos e privados. Ciro foi um dos 21 integrantes da comissão que rejeitaram o relatório final.

Em sua delação premiada, o ex-senador Delcídio do Amaral (PT-MS) afirmou que parlamentares favoráveis ao governo puseram fim a CPI quando ela se aproximou de chegar ao operador Adir Assad e a empresas usadas para lavar dinheiro do caixa dois da campanha presidencial petista em 2010.

“Quando a investigação da CPI chegou a essas empresas, verificando-se o risco que isso poderia representar, imediatamente a CPI arrefeceu e terminou melancolicamente”, disse Delcídio. Ciro Nogueira coleciona problemas na Justiça. No momento, tem duas denúncias pendentes no Supremo Tribunal Federal (STF) e responde a um inquérito ainda em andamento na Corte. São casos resultantes da Operação Lava Jato e tramitam desde 2017.

Na primeira denúncia, ele é acusado de receber R$ 7,3 milhões da Odebrecht em troca de apoio político a causas de interesse da construtora. A acusação, apresentada pela subprocuradora Lindôra Araújo, muito ligada ao procurador-geral da República, Augusto Aras, ainda não foi avaliada pelo relator da Lava Jato ministro Edson Fachin.

A segunda denúncia acusa o senador de obstruir as investigações sobre suposta organização criminosa formada por integrantes do PP. Ele teria atuado para dissuadir uma testemunha a alterar depoimento prestado à PF. Já há dois votos na 2ª Turma do STF para receber a denúncia, mas o julgamento, iniciado em 2018, foi suspenso por pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

Há ainda um inquérito em andamento no STF que apura suposto recebimento de propinas pagas pelo Grupo J&F em troca do apoio do PP à chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, em 2014, além de recebimento de vantagens indevidas em troca do rompimento da legenda com o governo petista para o impeachment de Dilma em 2016.

Com informações do UOL
Foto: Partido Progressista PI (Arquivo)

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Pamella Holanda

VÍDEO: Pamella Holanda diz que ‘está sem casa e vivendo de favor’

Pamella Holanda, ex-esposa de DJ Ivis, publicou um vídeo em seu Instagram nesta sexta-feira (23/7) para falar sobre uma situação difícil que está enfrentando. Ela afirma que não tem lugar para morar e que está contando com ajuda de parentes.

“Primeiro ele nos deixou sem dinheiro. Depois, ele nos deixou sem casa de propósito. Eu e minha filha. Agora ele quer que todos acreditem que sou louca. Depois, ele vai querer tirar a minha filha de mim. Ele me quer sem nada. Quem não tem nada que quer que o outro não tenha, também”, começou ela.

Durante a conversa, Pamella dispara que o pai de sua filha se resume apenas à fama e ao dinheiro que ele possui e afirma ainda que se ela sumisse seria melhor do que viver ao lado dele. Já o cantor se defende, dizendo que tudo o que conseguiu foi graças ao seu trabalho: “Tudo o que tenho é fruto do meu trabalho e se você se jogasse daqui, com a sua filha, você seria resumida à uma mãe louca que se matou. Eu já te falei várias vezes que você pode sair e levar a Mel [filha do casal]. Deixo esse apartamento. Já fiz tudo o que podia e não deu em nada”.

Veja o vídeo na íntegra:

Com informações do Portal Metrópoles

Foto: Reprodução/Instagram

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Mourão

Mourão garante eleições no próximo ano: ‘não somos República de Banana’

O vice-presidente Hamilton Mourão garantiu a realização das eleições no próximo ano, quando a população brasileira vai definir deputados estaduais, federais, senadores, governadores e presidente. Na afirmativa de Mourão, a eleição vai ocorrer, mesmo sem a implementação do voto impresso, condição definida pelo presidente Jair Bolsonaro. “Nós não estamos mais no século 20. É lógico que vai ter eleição. Quem é que vai proibir eleição no Brasil? Nós não somos República de Banana”, afirmou o vice-presidente em conversa com jornalistas ontem.

Na entrevista, Mourão declarou-se favorável ao voto impresso e sugeriu que a urna eletrônica utilizada no Brasil é tecnologicamente defasada e precisa ser “evoluída”. “O voto impresso, o governo defende esse debate. Eu também sou francamente a favor. Nós usamos uma urna de primeira geração. A Argentina, por exemplo, está em uma urna de terceira geração. Tudo aquilo que melhorar a capacidade de a gente ter certeza do processo eleitoral não é problema nenhum”, disse.

O vice-presidente também defendeu o ministro da Defesa, Braga Netto, de um suposto episódio revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo, onde o ministro teria ameaçado a realização das eleições, condicionando ao voto impresso, em conversa com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ambos negaram o episódio.

“Eu conheço Braga Netto há muito tempo e sei que ele não manda recado. Pelo que eu entendo do presidente Arthur Lira, se algo chegasse a ele dessa forma, ele reagiria de imediato e colocaria esse assunto de forma pública, e não de forma sub-reptícia”, considera o vice-presidente.

Foto: Bruno Batista /VPR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Variante mata quatro fluminenses

Variante Delta faz as 4 primeiras vítimas no Rio; dados foram confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde

Os quatro primeiros casos de mortes pela variante Delta da covid-19 foram registrados no estado do Rio de Janeiro. As confirmações foram feitas na noite desta quinta-feira (22) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Segundo a secretaria, os quatro casos foram: uma mulher de 73 anos, moradora de São João de Meriti; um homem de 50 anos, morador de Duque de Caxias; uma mulher de 43 anos, moradora de São João de Meriti, e um homem de 53 anos, ainda sem identificação do município de residência.

“A SES informa que o estado do Rio de Janeiro tem um dos maiores programas de vigilância genômica da covid-19 de todo o Brasil. Na última rodada, quando 380 amostras foram analisadas, os dados mostraram que aproximadamente 78% eram da variante P.1 (Gama/Brasil) e cerca de 16% da variante B1.617.2 (Delta). Dessa forma, é possível afirmar que foi identificada circulação da variante Delta no estado do Rio de Janeiro. Contudo, a variante P.1 ainda continua sendo a mais frequente”, informou a secretaria.

A SES explicou que o estudo ocorre por amostragem, sendo que um dos critérios de escolha das amostras são as que têm maior carga viral, de pacientes que podem ter maior gravidade clínica. “Com isto, as vigilâncias municipais, após investigação epidemiológica com apoio da SES, identificaram quatro casos de óbitos por covid-19 entre os pacientes que foram confirmados com a variante Delta”.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução/Reuters

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Aumento de Preço da Netflix

Preço da Netflix aumenta 22% a partir da próxima semana; confira os novos valores

Último aumento no preço da Netflix foi em 2019; empresa perdeu cerca de 430 mil assinantes nos EUA e Canadá no segundo trimestre.

A Netflix trouxe uma surpresa desagradável para os clientes nesta quinta-feira (22): a assinatura vai ficar mais cara em todos os planos no Brasil. Agora, os preços começam em R$ 25,90, representando um aumento que pode chegar a 21,8%. Isso poderia beneficiar concorrentes como Amazon Prime Video, Globoplay, Disney+ e HBO Max.

Qual é o preço da Netflix em 2021?


A Netflix justifica o aumento lembrando que o catálogo de filmes e séries vem se expandindo. De acordo com nota publicada pela empresa, “sabemos que os assinantes nunca tiveram tantas opções quando se trata de entretenimento – e estamos mais comprometidos do que nunca em oferecer uma experiência que além de atender, supere as expectativas deles”, diz a nota.

Preço da Netflix
Foto: Reprodução/Tecnoblog

Se você já é assinante, esses preços começarão a valer a partir da próxima renovação da assinatura. Para quem assinar agora, os valores já estão em vigor. A Netflix estreou no Brasil em 2011 cobrando R$ 14,99 mensais, com um mês grátis. Desde então, tivemos alguns aumentos; o último deles foi em 2019, antes da pandemia.

A empresa divulgou esta semana seus resultados financeiros mais recentes: ela perdeu cerca de 430 mil assinantes nos EUA e Canadá no segundo trimestre, mas adicionou 760 mil clientes na América Latina. Isso foi motivado em parte pela falta de produções novas, que foram atrasadas devido à pandemia da Covid-19.

Além disso, a Netflix confirmou que vai entrar no ramo de jogos, começando por lançamentos para celular, que ficarão disponíveis para assinantes sem custo adicional.

Preço da Netflix
Foto: Reprodução/Netflix

Se não gostou do aumento dos valores, os rivais têm assinaturas mais baratas; confira abaixo


Alguns concorrentes da Netflix têm preços mais atraentes no Brasil, como estratégia para conseguirem mais clientes – mas às vezes não conseguem rivalizar com o catálogo da líder de streaming. Esses são os preços:

Prime Video:

Embutido no Amazon Prime e custa R$ 9,90 por mês.

Disney+:

R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano.

HBO Max:

Plano para celular: R$ 9,95 por mês (para quem começar a assinar até 30 de julho de 2021, depois R$ 19,90/mês);


Plano multitelas: R$ 13,95 por mês (para quem começar a assinar até 30 de julho de 2021, depois R$ 27,90/mês).

GloboPlay:

A partir de R$ 22,90 por mês.

Paramount+:

R$ 19,90 por mês.

Além disso, teremos o Star+ da Disney no final de agosto, com episódios de Os Simpsons e outros títulos da Fox; e, em setembro, chega o Discovery+ com conteúdo da Discovery, TLC e HGTV. Ainda não sabemos quais serão os preços de lançamento.

Com informações do Tecnoblog

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Narrador Leandro Chaves

VÍDEO: Narrador Leandro Chaves narra a própria vacinação e faz sucesso nas redes sociais; confira

O narrador esportivo do SBT, Leandro Chaves, viralizou nas redes sociais após aparecer narrando sua vacinação em uma unidade de saúde em São Paulo. No vídeo, o jornalista aparece bem-humorado e arranca risadas da farmacêutica (a quem chama de enfermeira) que aplica nele a injeção.

O vídeo foi postado originalmente no dia 19 de julho. e já conta com mais de 200 mil views, mais de 20 mil curtidas e mais de 1.600 comentários. No Twitter, Leandro afirma ter tomado um susto com a repercussão do vídeo, que foi publicado inicialmente no Tik Tok.

“Aí você entra no Tik Tok e leva um susto. Seu vídeo para 20 seguidores, com quase 200 mil views, 21 mil curtidas e mais de 1.600 comentários. Eu nem sei usar isso aqui, gente. Filha me ajuda hahaha”, disse Leandro Chaves no Twitter.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Senador Ciro Nogueira

Ciro Nogueira é o novo ministro da Casa Civil; senador já chamou Bolsonaro de ‘fascista’ em 2017

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou que o senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) deverá assumir o Ministério da Casa Civil. Ele vai substituir o general Luiz Eduardo Ramos, que será mantido no governo como “ministro palaciano”, com posto na Secretaria-Geral da Presidência da República.

“Realmente deve acontecer na semana que vem, está praticamente certo. Nós vamos colocar um senador na Casa Civil que pode manter um diálogo melhor com o Congresso. Eu conversei com ele já e ele aceitou”, disse Bolsonaro em entrevista à Rádio Banda B.

A oficialização da nomeação de Ciro só deverá ocorrer na próxima segunda-feira (26), quando o senador retorna do recesso e terá encontro com o presidente. Ciro é representante do chamado ‘Centrão’ e preside o Progressistas. Sua nomeação à Casa Civil faz parte de estratégia do governo para ampliar a base de apoio no Congresso.

Apoio a Lula

Ao se destacar como futuro ministro de Bolsonaro, tem circulado na internet o apoio declarado de Ciro Nogueira ao ex-presidente Lula, principal antagonista de Bolsonaro na política. Em 2017, às vésperas do pleito presidencial em que Bolsonaro foi eleito, Ciro chamou o atual presidente de “fascista” e declarou apoio ao petista, a quem se referiu como o melhor presidente da história.

Ciro Nogueira apoia Lula
Foto: Reprodução

“Lula é o melhor presidente da história deste país, principalmente para o Piauí e para o Nordeste. Por mais que eu tenha que pensar no Brasil, eu não me vejo votando contra o Lula por tudo que ele fez, por tudo que ele tirou de miséria desse povo, pelo combate à fome”, disse na ocasião. Em seguida afirmou: “é o meu candidato”, disse Nogueira em entrevista.

Foto: Partido Progressista PI (Arquivo)

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Braga Netto ameaça às eleições

Ministro da Defesa e presidente da Câmara negam ameaça às eleições

O ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto, e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas), negaram suposta ameaça às eleições de 2022 caso a PEC do voto impresso não seja aprovada pelos parlamentares. A negativa ao suposto episódio ocorreu nesta quinta-feira (22). A informação de que eles teriam discutido surgiu em uma matéria do jornal O Estado de São Paulo.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Na matéria publicada pelo jornal, há o relato de que interlocutores de Braga Netto teriam dito ao presidente da Câmara que só ocorreriam eleições em 2022 caso tivesse o “voto impresso”, ameaça que, segundo o jornal, teria o apoio dos comandantes das Forças Armadas. Não houve a citação de quem teria sido o interlocutor que repassou as ameaças. A proposta do voto impresso está em análise na Câmara dos Deputados.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, falou sobre o tema nas suas redes sociais: “Conversei com o Ministro da Defesa e com o Presidente da Câmara e ambos desmentiram, enfaticamente, qualquer episódio de ameaça às eleições. Temos uma Constituição em vigor, instituições funcionando, imprensa livre e sociedade consciente e mobilizada em favor da democracia”, disse Barroso no Twitter.

Foto: Marcos Corrêa/PR

Arthur Lira, também através das redes sociais, negou qualquer ameaça. “A despeito do que sai ou não na imprensa, o fato é: o brasileiro quer vacina, quer trabalho e vai julgar seus representantes em outubro do ano que vem através do voto popular, secreto e soberano. As últimas decisões do governo foram pelo reconhecimento da política e da articulação como único meio de fazer o País avançar”, disse o deputado.

O ministro da defesa, Braga Netto, foi ainda mais enfático, e publicou uma nota, na qual afirma que estão “tentando criar uma narrativa de ameaças”.

Confira a nota na íntegra:

Em relação à matéria publicada em veículo de imprensa, no dia de hoje, que atribui a mim mensagens tentando criar uma narrativa sobre ameaças feitas por interlocutores a Presidente de outro Poder, o Ministro da Defesa informa que não se comunica com os Presidentes dos Poderes, por meio de interlocutores.

Trata-se de mais uma desinformação que gera instabilidade entre os Poderes da República, em um momento que exige a união nacional.

O Ministério da Defesa reitera que as Forças Armadas atuam e sempre atuarão dentro dos limites previstos na Constituição. A Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira são instituições nacionais, regulares e permanentes, comprometidas com a sociedade, com a estabilidade institucional do País e com a manutenção da democracia e da liberdade do povo brasileiro.

Acredito que todo cidadão deseja a maior transparência e legitimidade no processo de escolha de seus representantes no Executivo e no Legislativo em todas as instâncias.

A discussão sobre o voto eletrônico auditável por meio de comprovante impresso é legítima, defendida pelo Governo Federal, e está sendo analisada pelo Parlamento brasileiro, a quem compete decidir sobre o tema.

Walter Souza Braga Netto
Ministro de Estado da Defesa

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Justa Causa

TRT de São Paulo confirma demissão por justa causa de funcionária que se recusou a tomar vacina

O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo confirmou a demissão por justa causa de um empregado que se recusou a se vacinar contra a Covid-19. A justiça negou a ação de auxiliar de limpeza hospitalar que se recusou a se imunizar. O entendimento do TRT-SP foi de que o interesse particular do empregado não pode prevalecer sobre o coletivo. O acórdão foi publicado na última segunda-feira, dia 19, e essa é a primeira decisão nesse sentido, segundo advogados especialistas nesse tipo de ação.

No processo, a auxiliar de limpeza alegou que a justa causa foi “abusiva” e que o simples fato de ter se recusado a tomar a vacina contra a Covid-19 não pode ser considerado ato de indisciplina ou insubordinação. Segundo sua defesa, o ato da empresa de forçar que ela tomasse a vacina feria a sua honra e dignidade.

No julgamento, o TRT-SP entendeu que o interesse particular do empregado não pode prevalecer sobre o coletivo e que a auxiliar, ao deixar de tomar a vacina, realmente colocaria em risco a saúde dos colegas da empresa, dos profissionais do hospital e dos seus pacientes.

“Considerando a gravidade e a amplitude da pandemia, resta patente que se revelou inadequada a recusa da empregada, que trabalha em ambiente hospitalar, em se submeter ao protocolo de vacinação previsto em norma nacional de imunização, e referendado pela Organização Mundial da Saúde”, diz a decisão.

Foto: Ilustração/Stock Photos

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Polícia de Goiás

IMAGENS FORTES: Polícia de Goiás algema e agride advogado que defendeu flanelinha em Goiânia

Em mais uma cena de agressão e truculência, Polícia de Goiás utiliza da força bruta para imobilizar cidadãos durante abordagens truculentas.

Em vídeo que circula nas redes sociais, um policial militar do estado de Goiás aparece agredindo um advogado depois de algemá-lo. Aconselha-se cautela ao assistir ao vídeo abaixo, que contém cenas de agressão e covardia.

De acordo com José Affonso Dallegrave Neto, advogado da UFPR, o colega estaria sendo agredido por “defender um flanelinha” de Goiás. Nas imagens, é possível ver o policial desferindo socos no homem enquanto ele se encontra algemado e não apresenta nenhuma resistência.

No vídeo, é possível ouvir uma mulher alertando os agentes que aquela ação estava sendo gravada. Os policiais parecem não se importar. Até o momento do fechamento dessa matéria, a Polícia de Goiás não emitiu nenhuma nota explicando o caso.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Variante delta

Variante Delta no Brasil: já são 135 casos da nova variante confirmados

Nesta quarta-feira, 21, o Ministério da Saúde atualizou seu levantamento de casos da COVID-19 no Brasil com o número de casos confirmados da variante Delta, identificada pela primeira vez na Índia. A cepa do novo Coronavírus está em circulação em solo nacional e já infectou 135 pessoas – 5 infectados vieram a óbito.

De acordo com a pasta, as mortes foram registradas no Maranhão (1), onde a variante foi identificada pela primeira vez no país, e no Paraná (4).

Já os casos confirmados, além do Maranhão (6, registrados em um navio que passava pela costa daquele estado) e Paraná (13), foram identificados no Distrito Federal (6), Goiás (2), Pernambuco (2), Minas Gerais (1), Santa Catarina (5), São Paulo (10), Rio Grande do Sul (3) e Rio de Janeiro, que tem o maior número de infectados com a cepa indiana (87). Vale lembrar que, de acordo com o Ministério da Saúde, um dos casos em solo gaúcho é considerado “importado” do Rio de Janeiro.

A variante Delta, ou indiana, é classificada pela Organização Mundial da Saúde com alto nível de preocupação. De acordo com a OMS, estudos indicam que essa mutação da COVID-19 identificada pela primeira vez na Índia possui taxa de infecção maior do que a linhagem original do vírus.

O Ministério da Saúde diz que tem dialogado com secretarias municipais e estaduais de saúde para ampliar a vigilância sobre casos que possam ter relação com a variante Delta. A pasta recomenda, dentre as ações que indica aos órgãos locais, o sequenciamento genômico de quem tenha testado positivo para que se identifique e se mapeie rapidamente possíveis casos dessa variante em circulação no Brasil, podendo assim gerar iniciativas para a rápida contenção da transmissão.

Foto: NIAID/Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Governo federal anuncia recursos para ampliação de equipes de saúde

O Ministério da Saúde anunciou hoje (21) a disponibilização de recursos para a ampliação de equipes e de profissionais de saúde vinculados à atenção primária. O nome é dado à rede de acompanhamento e atendimento formada, por exemplo, pelos postos de saúde e pelas equipes de saúde da família.

De acordo com o ministério, serão liberadas verbas para contratação de 13.415 agentes comunitários de saúde, 1.791 equipes de saúde bucal, 3.374 equipes de saúde da família e 2.477 equipes de atenção primária. A entrada em atuação dos profissionais, contudo, depende dos municípios. Esses precisam atender às exigências do ministério para receber os recursos e viabilizar a contratação dos novos profissionais.

“O Ministério da Saúde está se comprometendo a custear, mas o município precisa implantar. Os recursos começam a ser repassados a partir do momento que as equipes são de fato implantadas. Em alguns casos, os municípios já estavam fazendo e agora entramos com os recursos”, declarou o secretário de Atenção Primária a Saúde do Ministério, Raphael Câmara.

Pandemia

Na entrevista coletiva de anúncio da ampliação das equipes, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi questionado sobre a situação das vacinas contra a covid-19 Covaxin e Sputnik V.

A vacina indiana (Covaxin) teve sua contratação pelo ministério suspensa após denúncias, feitas pelo deputado Luís Miranda (DEM-DF) e seu irmão, chefe de importação do Ministério da Saúde, Luís Ricardo Miranda, de superfaturamento e de pressões atípicas para contratação.

Já o imunizante russo (Sputnik V) foi adquirido por uma série de governos estaduais do Nordeste. Nos dois casos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a importação em caráter excepcional, mas impôs condicionantes.

Queiroga lembrou que a compra da Covaxin está suspensa para análise por recomendação da Controladoria Geral da União (CGU) e disse que a inclusão desse imunizante e da Sputnik V no Programa Nacional de Imunizações (PNI) será analisada.

“É preciso fazer análise de conveniência e oportunidade no momento em que temos mais de 600 milhões de doses de vacinas [compradas]. Se for do desejo dos governadores [do Nordeste] importar, pode importar. Mas para incluir no PNI é necessário que tenhamos os registros da Anvisa”, destacou Queiroga.

Variante delta

O ministro também foi perguntado sobre novas medidas diante do crescimento da variante delta do coronavírus no país. Até semana passada, foram confirmados mais de 100 casos. Hoje o Distrito Federal informou que a variante foi detectada na capital.

“A campanha de vacinação está sendo realizada. Temos adotado estratégias como reforçar vacinas nas regiões de fronteira. O cenário epidemiológico aponta melhora, com diminuição do número de casos e óbitos e internações. Se teve uma variante diagnosticada, resta saber se ela é de importância”, respondeu.

Adolescentes

Questionado sobre o início da vacinação de adolescentes em alguns estados, Marcelo Queiroga disse que a equipe do PNI está estudando a possibilidade e que irá se pronunciar após uma avaliação.

É importante que estados e municípios não se adiantem com a inclusão de públicos que não foram incluídos no PNI”, recomendou.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Vendas no Comércio

Vendas no comércio subiram 10,1% no primeiro semestre; dados são da Serasa

No primeiro semestre de 2021, foi observado crescimento de 10,1% no volume de vendas no comércio físico em todo o Brasil. O número foi divulgado pela Serasa Experian, através do Indicador de Atividade do Comércio. A publicação ressalta que o índice de crescimento é o maior já registrado para o primeiro semestre desde 2010.

A alta das vendas no comércio foi puxada pelos eletrodomésticos, móveis, artigos de informática e eletroeletrônicos, que cresceram 13,6% nos seis primeiros meses desse ano. A medição da Serasa registrou retração nas vendas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios – redução de 6,5%.

Ouvido pela Agência Brasil, o economista da Serasa Experian Luiz Rabi explicou que a alta observada pela instituição é uma recuperação parcial, “pois não compensa a queda expressiva relacionada a pandemia em 2020”.

Foto: Ilustração/Midway Mall

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Aumento do fundo eleitoral

Bolsonaro sinaliza que vai vetar aumento no fundo eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro garantiu que deverá vetar o aumento no fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões aprovado, na quinta-feira (15), pelo Congresso na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022.

“Posso adiantar para você que o aumento no fundo eleitoral não será sancionado”, disse o presidente em entrevista exclusiva para a Rádio Nacional da Amazônia, que teve trechos exibidos no programa A Voz do Brasil desta segunda-feira (19).

“A tendência nossa é não sancionar isso daí em respeito aos trabalhadores, ao contribuinte brasileiro”, disse o presidente. Segundo o presidente, o dinheiro pode ser mais bem empregado na construção de pontes e construção de malha rodoviária, por exemplo.

Auxílio Emergencial e novo programa de renda 

O presidente comentou que, mesmo com a pandemia o Brasil conseguiu encerrar o ano passado com mais empregos do que no ano anterior.

Jair Bolsonaro também falou sobre o auxílio emergencial que o governo vem pagando aos brasileiros em função da pandemia de covid-19. No ano passado foram pagas 5 parcelas de R$ 600 às famílias que comprovassem necessidade.  “Nós gastamos em auxílio emergencial em 2020 o equivalente a mais dez anos de Bolsa Família”, disse.  E comentou que o novo programa de transferência de renda que deverá substituir o Bolsa Família deve ter um incremento de mais de 50% no valor que é pago atualmente. 

Vacinação

Jair Bolsonaro falou também sobre o andamento da vacinação no país. Disse que, excetuando os países produtores de imunizantes, o Brasil é o país que mais tem vacinado no mundo. Segundo ele, no Brasil já foram distribuídas mais de 150 milhões de doses de vacina e mais de 100 milhões de pessoas já tomaram a primeira dose. “Mais da metade das pessoas acima de 50 anos já estão vacinadas”, disse. Comentou também sobre o apoio do governo federal a estados e municípios no combate à pandemia. Segundo ele, foram cerca de R$ 700 bilhões repassados para o combate da covid-19 para abertura de leitos de UTI, compra de insumos.

Amazônia 

A Amazônia é uma região riquíssima.”, disse. Segundo o presidente, está a cargo do Ministério de Minas e Energia um projeto que permita às comunidades indígenas que vivem em terras demarcadas desenvolver atividades como garimpo, criação de pequenas centrais hidrelétricas e cultivo de plantações. “Algumas comunidades indígenas estão vibrando com a possibilidade de aprovar esse projeto para dar dignidade a eles”

Bolsonaro também falou sobre a distribuição de títulos da reforma agrária na região. “Em dois anos de governo nós distribuímos mais títulos do que nos últimos 20 anos”, disse.

O presidente disse que também trabalha para a eliminação de gargalos que impedem a exportação, a exemplo do asfaltamento da BR-163. “Eram uns 50 quilômetros apenas mas que levavam uns 10 dias de chuva para um caminhão carregado passar. O Tarcísio [de Freitas, ministro da Infraestrutura] asfaltou isso daí”.

Saúde 

O presidente também comentou sobre seu estado de saúde.  Segundo ele, o quadro de obstrução intestinal foi agravado por uma crise de soluços, mas ele garante que o problema já foi resolvido. “Eu estou bem, 100%”. E concluiu: “Estou bem e vou cumprir essa missão até o último dia”.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Lobistas

‘Brasília é paraíso de lobistas’, diz Bolsonaro ao se defender de acusações

Ao sair do hospital em que estava internado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste domingo (18) que não há corrupção em seu governo. Ele se defendeu das acusações feitas na CPI da Covid, que ocorre no senado, de que o Ministério da Saúde teria feito negociações irregulares para compra de vacinas.

“Todo mundo sabe que Brasília é o paraíso dos lobistas. Vocês da mídia nos pressionavam por vacinas. Então muitas pessoas foram ouvidas lá no Ministério da Saúde. Se fosse algo secreto, superfaturado, eu estaria dando uma entrevista? Além dos filtros do Ministério, tem a CGU e o TCU. Não tem como você fraudar no nosso governo”, afirmou.

O presidente atribuiu as acusações de corrupção a “pessoas que não têm credibilidade nenhuma”: “É motivo de orgulho pra mim que nenhum desses contratos não deram mais que um passo depois que foi apontado que existiam irregularidades”, concluiu Bolsonaro para jornalistas na saída do hospital.

Foto: Reprodução/Annie Zanetti/TV Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Alta no preço

Bolsonaro diz que culpa por alta no preço dos combustíveis é dos governadores

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou os governadores pelo preço do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), tributo estadual, que incide sobre o valor dos combustíveis. O presidente culpou os gestores dos estados pelos efeitos danosos na economia com o fechamento do comércio em medidas restritivas decorrentes do avanço da pandemia.

Em relação ao preço dos combustíveis, Bolsonaro disse que o valor da gasolina na bomba é mais de duas vezes mais caro do que o cobrado na saída das refinarias por conta da carga tributária que incide sobre combustível nos estados, e criticou o aumento na arrecadação: “cresceu a arrecadação de ICMS em cima de uma ganância”, afirmou o presidente.

As críticas foram feitas na saída do Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, onde Bolsonaro ficou internado na semana passada para tratar uma obstrução intestinal. O presidente prometeu também reduzir a alíquota da Pis Cofins cobrada sobre o diesel, “em quatro centavos”.

Foto: Reprodução/Reuters/Sergio Moraes

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Cabelos raspados

Justiça nega habeas corpus e mantém DJ Ivis preso por tempo indeterminado; artista teve cabelos raspados em penitenciária

Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, teve seus cabelos raspados ao dar entrada em prisão de segurança máxima em Aquiraz, região metropolitana de Fortaleza.

Após negar pedido de habeas corpus protocolado no último sábado, 17, a Justiça do Ceará decide pela manutenção de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, na prisão por tempo indeterminado. Ao dar entrada na unidade prisional de segurança máxima Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, no Ceará, o artista teve os seus cabelos raspados.

O artista foi preso na última quarta-feira (14/7) após os vídeos que o mostram agredindo sua ex-mulher, Pamella Holanda, vieram a público nas redes sociais. Nas imagens, é possível ver DJ Ivis atacando Pamella com a filha do casal nos braços. Se for condenado, Iverson de Souza terá de cumprir no máximo três anos em regime aberto ou semiaberto.

Foto: Divulgação/Sistema Prisional do Ceará

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Quatro doses

CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer: empresário engana profissionais da saúde e toma quatro doses de vacinas

Um morador de Viçosa, em Minas Gerais, está sendo investigado pelo Ministério Público de Minas Gerais após tomar quatro doses de vacinas de fabricantes diferentes. José Lúcio dos Santos, de 61 anos, recebeu duas doses da CoronaVac, no intervalo de 28 dias, em Minas Gerais.

No dia 17 de junho, o homem viajou para o Rio de Janeiro, onde tomou uma dose da AstraZeneca. No retorno a Viçosa, apenas oito dias depois da dose da vacina da Fiocruz/AstraZeneca, mentiu a idade para os profissionais da saúde do município e conseguiu tomar mais uma da Pfizer. O MPMG, agora, está analisando o caso para saber como proceder e quais serão as punições cabíveis ao idoso.

Para cientistas e pesquisadores que souberam do caso, a atitude do idoso em tomar quatro doses de vacina foi perigosa e pode, além de causar-lhe problemas no âmbito jurídico e penal, fazê-lo ter efeitos colaterais nunca registrados, já que não é comum (nem permitido) misturar vacinas de fabricantes diferentes, uma vez que possuem tecnologias distintas.

“É difícil dizer a miscelânia que pode acontecer no corpo dele. Como ainda não se detectou se essas vacinas podem apresentar efeitos colaterais graves frequentes após um período da imunização, os efeitos relatados são nos dias logo após vacinação. Eu acho que para a saúde dele não consigo enxergar um problema mais grave”, disse o virologista Flavio Guimarães Fonseca, professor da UFMG.

A infectologista da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Raquel Stuchi, também segue na mesma linha. “Em vez de ter uma proteção maior, ele pode estar procurando reações que conheceremos agora, que podem levar uma resposta do organismo, em relação à imunidade, exacerbada, fora de controle, e reações que podem ser graves por tantos estímulos repetidos. Podem trazer reações graves, não só as tromboses, mas alguma célula do organismo dele estimulada pode afetar o próprio organismo”, afirma.

Foto: Reprodução/Jornal da Record

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Sucuri tomando sol 2

Rapaz flagra sucuri de 2,5 metros ‘tomando sol’ em lago de hotel no Pantanal

Há duas semanas, Victor Ramalho, funcionário do hotel Passo do Lontra, localizado em Miranda (MS), flagrou uma sucuri de aproximadamente 2,5 metros ‘tomando sol’ em um lago. De acordo com o rapaz, que trabalha no hotel há aproximadamente cinco meses, “aquela foi a primeira vez ele conseguiu filmar o animal, mas a serpente sempre aparece naquele local para tomar sol e as pessoas ficam encantadas”, diz Victor Ramalho.

Sucuri tomando sol
Foto: Reprodução/Victor Ramalho

O lago, que é formado após as cheias ocasionadas pela chuva, “sempre recebe a visita da sucuri e que é fácil de encontrá-la sempre no mesmo local”, continua o rapaz. A administração do hotel, todavia, não permite qualquer interação entre os seres humanos e a serpente, muito mentos a alimentação do animal. “Quanto menos interferência do homem, mas vezes será possível contemplar cenas como essa”, conclui Victor.

Foto: Reprodução/Victor Ramalho

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Temporada das Baleias

Temporada das Baleias: baleias Franca e Jubarte já podem ser vistas no litoral do Brasil

Começou neste mês a temporada das baleias no litoral brasileiro, que se estenderá até novembro. A diretora do Projeto ProFranca, Karina Groch, informou que no caso das baleias Franca, a temporada começou um pouco mais cedo. As primeiras baleias dessa espécie foram registradas no dia 12 de junho. “Desde então, o número vem aumentando”, disse Karina.

Na sexta-feira (16), em sobrevoo na costa catarinense, os pesquisadores avistaram mais baleias na região do que o máximo de ocorrências registradas em setembro do ano passado. “Isso já é um indicativo de que a gente deve ter uma temporada com número maior de baleias do que no ano passado”, estimou a bióloga. 

Em setembro de 2020, no pico da temporada, foram observadas 42 baleias Franca na costa catarinense e gaúcha, sendo 33 em Santa Catarina. Este ano, nessa mesma área, já foram contabilizadas 36 baleias, com auxílio de drones. Segundo Karina Groch, essa espécie está crescendo a uma taxa de 4,8% ao ano.

A baleia Franca é uma espécie ameaçada de extinção. Foi caçada durante quatro séculos e começou recentemente a retornar à costa do Brasil no início da década de 1980. Em 2018, houve um pico de ocorrências, com o recorde registrado de 273 baleias Franca na costa de Santa Catarina. Karina explicou que as flutuações estão relacionadas ao ciclo reprodutivo da espécie, que ocorre a cada três anos, quando as fêmeas vêm para o litoral brasileiro para ter os filhotes.

Temporada das Baleias
Foto: Divulgação/Agência Petrobras

A vinda ao país para o nascimento dos filhotes tem a ver também com a disponibilidade de alimentos na Antártida. “Anos que têm mais alimento, vêm mais baleias para cá; anos que têm menos alimentos, vêm menos baleias para cá, porque elas vêm especificamente para o nascimento dos filhotes”, explicou a diretora do ProFranca.

As primeiras baleias Franca que chegaram nesta temporada foram duas fêmeas adultas grávidas, já catalogadas pelo programa. Poucos dias depois, uma delas foi avistada com filhote. “É mais uma evidência de que elas chegam aqui grávidas e poucos dias depois o filhote nasce”. A principal área reprodutiva da baleia Franca no Brasil é o litoral centro-sul de Santa Catarina, onde existe uma unidade de conservação federal que protege a principal área de ocorrência da espécie.

Estimativa populacional

O principal sobrevoo para foto identificação, realização de censo para estimativas populacionais e acompanhamento do crescimento dos filhotes, está programado para setembro. Karina informou que outra linha de pesquisa, iniciada no ano passado, graças ao patrocínio da Petrobras, visa a coleta de pele para tentar identificar quais são as áreas de alimentação das baleias. 

A diretora do ProFranca explicou que já existem evidências históricas, em função da caça, e recentes, a partir da foto identificação de uma baleia e rastreamento por satélite de outra fêmea, de que as baleias que vêm para o Brasil provavelmente se alimentam no verão nas Ilhas Georgia do Sul. Existem, entretanto, outras áreas que o ProFranca deseja identificar. “É fundamental para a conservação da espécie que a gente tente descobrir quais são as outras áreas que elas ocupam”.

A estimativa é que, pelo menos, 550 baleias Franca fêmeas se reproduzem regularmente no Brasil. Devido ao ciclo reprodutivo trianual, não são as mesmas baleias que vêm para a costa brasileira. Além disso, elas compartilham outras áreas de reprodução. Também vão para a Argentina, onde cerca de 13% das baleias catalogadas no Brasil já estiveram pelo menos uma vez. A coleta de pele desses cetáceos dá aos pesquisadores indicativo de onde elas se alimentaram.

Outra pesquisa é o monitoramento a partir de pontos fixos estrategicamente localizados em terra. Esse trabalho é feito com auxílio de estagiários de oceanografia, biologia e áreas afins que participam de um processo seletivo. Os estudantes estão recebendo treinamento para, a partir de 1º de agosto, serem distribuídos ao longo de 15 pontos fixos para realizar o monitoramento diário do comportamento e distribuição das baleias, complementando sua formação. 

Temporada das Baleias
Foto: Divulgação/Agência Petrobras

A ideia é proporcionar a estudantes que tenham vivência dentro do ProFranca, que é uma instituição de pesquisa, e também tenham a experiência de pesquisar um mamífero marinho ameaçado de extinção e transmitir conhecimento para a comunidade local.

Karina explicou que as grandes baleias que vêm para o Brasil com maior frequência, especialmente a baleia Franca e a baleia Jubarte, são espécies migratórias entre áreas de alimentação e áreas de reprodução, que têm águas mais quentes. “Durante o verão, elas se alimentam em regiões mais próximas da Antártida, no entorno das ilhas Georgia do Sul e em outras áreas que a gente pretende descobrir”

A diretora do ProFranca disse que essa migração não acontece todos os anos, mas de acordo com o ciclo reprodutivo das fêmeas. Há um período do ciclo de vida dessas baleias que os cientistas querem descobrir para ampliar as informações.

Baleias Jubarte

Foi iniciada também neste mês a 13ª temporada de reprodução das baleias Jubarte no Brasil, com a reocupação de antigas áreas de reprodução, com maior concentração no banco de Abrolhos, no extremo sul da Bahia e norte do Espírito Santo. “Setenta por cento da população estão nessa região”, disse Enrico Marcovaldi, coordenador do Projeto Baleia Jubarte. 

Há crescimento, porém, para outras áreas. Até o ano passado, as baleias se espalhavam de São Paulo até o Rio Grande do Norte. Este ano, para surpresa dos pesquisadores, elas estão aparecendo também em Santa Catarina e Rio de Janeiro. “A gente vai acompanhar. Onde as baleias estão, a gente está junto”, assegurou Marcovaldi.

No final da década de 1990, durante a implantação do Parque Marinho de Abrolhos, os pesquisadores descobriram uma pequena quantidade de baleias Jubarte remanescente de uma população que quase foi dizimada pela caça. “Foi uma surpresa e uma alegria muito grandes”, disse Marcovaldi. 

A população, que era estimada entre mil a 1,5 mil espécies, na década de 1990, subiu hoje para 20 mil baleias Jubarte. No ano passado, o projeto percorreu na região de Abrolhos cerca de 798,8 milhas náuticas durante 23 dias. Nesse período, foram registrados 171 grupos que somaram 433 baleias, das quais 76 eram filhotes.

Pesquisas

O Projeto Baleia Jubarte, também apoiado pela Petrobras, tem várias linhas de pesquisa. Há coleta de dados e de material para subsidiar políticas de conservação. “Colher conhecimento para informar à sociedade como um todo”.  Na foto identificação, identifica-se cada baleia pela parte central da nadadeira caudal, que apresenta um padrão de pigmentação que varia do branco até o preto total. “É como se fosse a impressão digital do ser humano”

Ao longo dos últimos 30 anos, o banco de identificação do projeto superou 6 mil baleias. Os pesquisadores coletam também pequenos pedaços de pele e gordura das baleias para ver material genético, contaminantes, sexo das baleias.  Há ainda o censo aéreo para estimativa populacional, que é feito de três em três anos. Outra linha de pesquisa recente é a fotogrametria, com ajuda de drones, para estimar a saúde das baleias e características de cada local. Belas imagens são feitas durante as pesquisas para sensibilizar a sociedade para a conservação desses cetáceos.

Outras ações importantes para a preservação da baleia Jubarte é o trabalho de turismo de observação ao longo do litoral da Bahia e do Espírito Santo, com vários parceiros capacitados e monitorados. “Acreditamos que é uma grande ferramenta para a conservação, porque agrega valor econômico em cima da baleia. É um gerador de emprego e renda, de sensibilização. Isso contrapõe qualquer ameaça que venha de caça. A gente prova que vale muito mais baleia viva do que morta”, disse Enrico Marcovaldi. 

A temporada de turismo de observação de baleias Jubarte foi aberta agora em Porto Seguro.

Para esta temporada, o Baleia Jubarte conta com a parceria da universidade australiana Griffith University para uma avaliação detalhada da nutrição das baleias. O objetivo é identificar se as baleias estão bem nutridas ou não e usar as baleias Jubarte como sentinelas para avaliar o impacto da mudança do clima sobre a Antártica.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Divulgação/Agência Petrobras

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Após 4 dias internado em hospital de SP, Bolsonaro recebe alta

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu alta médico após passar quatro dias internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Bolsonaro apresentou um quadro de obstrução intestinal, e recebeu alta na manhã de hoje (18). De acordo com comunicado do hospital, Bolsonaro seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente.

Confira a nota na íntegra:

O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, teve alta hoje do Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or. Ele estava internado desde a quarta-feira, 14 de julho, para tratar um quadro de suboclusão intestinal. Ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente.

O presidente saiu andando do hospital, por volta das 9h40 de hoje. Na saída, conversou com os jornalistas sem máscara.

Foto: Reprodução/TV Globo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Milhões

Após aplicação de mais de 122 milhões de doses de vacinas, Brasil tem 15,93% da população imunizada

Mais de 122 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 já foram aplicadas no Brasil até este sábado, 17 de julho. De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, a população totalmente imunizada contra a Covid no País – aqueles que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a doença – chegou a 15,93%.

Os dados apontam ainda que 88.707.871 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 41,89% da população brasileira.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ivis

VÍDEO: minutos antes de ser preso, DJ Ivis pede desculpas após agredir ex-mulher: ‘Errei’

Em vídeo gravado antes de ser preso, DJ Ivis assumiu o que chamou de “erro” e pediu desculpas. A mensagem foi divulgada neste sábado (17) pelo advogado do cantor, Igor Coutinho. O DJ foi preso na quarta-feira (14), dias após sua ex-mulher, Pamella Holanda, divulgar imagens que mostram agressões que eram praticadas por ele desde dezembro.

“Eu estou vendo sozinho, tentando ser forte, mas não existe mais força. Eu estou passando aqui pra dizer pra cada um de vocês, pra você que é mãe, pra você que é filha, pra você que é pai, pra você que é família, pra você, Pamella: eu errei, assumo meu erro”, afirma DJ Ivis em um trecho da gravação, divulgada neste sábado.

“Sou difícil pra chorar, já levei muita pedrada, mas eu sempre tive que ser forte. Muita gente já tentou me derrubar, mas eu sozinho me derrubei e não posso voltar atrás”, afirma o DJ.

Segundo o advogado do cantor, a mensagem foi gravada cerca de 20 minutos antes de ele ser preso, na tarde de quarta-feira. “A intenção de Ivis, ao reconhecer os erros que cometeu, era pedir perdão à Pamella, às mulheres, aos fãs e a todos que decepcionou”, afirmou o advogado Igor Coutinho.

Foto: Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

INSS

INSS e Dataprev desenvolvem sistema pra concessão de pensão por morte

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Dataprev e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) devem lançar neste ano um sistema para agilizar a análise de pedidos de pensão por morte.

O projeto prevê uma solução que facilitará o preenchimento dos requerimentos, a apresentação de documentos e a identificação de pendências. O sistema prevê formas de auxílio às pessoas que forem solicitar o benefício, como o aproveitamento de documentos já reconhecidos em bases utilizadas pelo INSS e pelo governo federal.

A pessoa que for entrar com o requerimento do pedido de concessão por morte será direcionada para ir fornecendo as informações necessárias. Uma tecnologia de inteligência artificial fará o reconhecimento dos documentos, indicando se eles atendem ou não ao padrão exigido.

Com isso, caso o cidadão cumpra as obrigações, já poderá sair com o benefício concedido. Caso tenha alguma pendência, esta será informada na hora, indicando quais informações ou documentos devem ser complementados. Segundo a assessora da Enap e supervisora do projeto, Adriana Ligiero, a vantagem do sistema é diminuir o tempo de tramitação desses pedidos em relação aos procedimentos adotados atualmente.

“Em vez da pessoa entrar e esperar semanas para ter pedido analisado, aí depois correr atrás dos documentos pendentes e entrar em outra fila, ela já sai com a carta [de pendências], o que já economiza semanas ou meses nesse processo”, explica. Outro desafio que o projeto visa superar é melhorar a linguagem do sistema de requisição. O intuito é facilitar as explicações sobre o que deve ser disponibilizado, como forma de reduzir as pendências.

“O que se diagnosticou é que não necessariamente a linguagem era a mais amigável e que a informação não estava disponível de forma mais simples. A gente vai adaptar os roteiros das perguntas para que se usem linguagem simples e vai procurar deixar mastigado como elas podem obter informações. Isso vai aparecendo a medida que a pessoa vai prestando as informações, para que o pedido venha mais bem instruído”, disse Adriana.

O projeto foi desenvolvido a partir de uma chamada da Enap para soluções voltadas a responder a demandas postas pela pandemia. O número de solicitações de pensão por morte com pendências saiu de 450 mil por mês antes da pandemia para 800 mil em setembro de 2020, por exemplo.

INSS e Dataprev dizem que ainda não há previsão de quando o sistema estará disponível, mas a expectativa dos responsáveis pelo projeto é que ele esteja finalizado ainda neste ano.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro receber alta

Bolsonaro deve receber alta neste domingo, diz equipe médica

A equipe médica que cuida do presidente Jair Bolsonaro afirmou que ele deverá receber alta neste domingo (18). De acordo com o médico Antonio Luiz Macedo, responsável pelas cirurgias no abdômen do presidente, ainda não há como precisar o horário em que o presidente receberá alta, mas “o sistema digestivo [do presidente Bolsonaro] já está funcionando”, disse.

O médico afirmou que o presidente, após receber alta, pode retomar as atividades “com calma” a partir de segunda-feira (19). Na manhã do sábado, Bolsonaro postou um vídeo em uma rede social em que caminhava pelos corredores do Hospital Vila Nova Star. Ele também participou da live de inauguração de uma agência da Caixa em Missão Velha, no Ceará.

Foto: Reprodução/Instagram/Jair Bolsonaro

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

circulação de pessoas

Brasil assina acordo que facilitará circulação de pessoas em países de língua portuguesa

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) aprovou um acordo de mobilidade que promete facilitar a concessão de visto e autorizações de residência e também a circulação de pessoas nos países do grupo. O acordo foi firmado neste sábado (17), ao término da 13ª Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada em Luanda, capital de Angola.



O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, chefiou a delegação brasileira no evento. Além de Mourão, integram a comitiva o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, o secretário de Assuntos Estratégicos, Flavio Rocha, e o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Augusto Pestana.

Em nota sobre o acordo firmado em Luanda, o Itamaraty diz que, “uma vez em vigor, o instrumento facilitará a circulação de cidadãos entre os países da Comunidade, permitindo o adensamento progressivo da mobilidade no espaço da CPLP, que abrange 270 milhões de pessoas”.

Ainda de acordo com o Itamaraty, os debates do encontro centraram-se na necessidade de aumentar os fluxos econômicos e comerciais entre os estados-membros da comunidade, cuja corrente de comércio está em torno de US$ 13 bilhões. Em conjunto, os países da CPLP são o quarto maior produtor mundial de petróleo.

No encontro, cujo tema foi Construir e Fortalecer um Futuro Comum e Sustentável, também foi definido que Angola exercerá a presidência da CPLP pelos próximos dois anos. Os países-membros da CPLP também expressaram preocupação com o aumento da fome e “das diversas formas de má nutrição no mundo”, e saudaram a convocação da cúpula das Nações Unidas Sobre Sistemas Alimentares 2021, que será realizada de 26 a 28 deste mês, em Roma.

Fundada em 1996 com base no idioma comum, a CPLP conta hoje com nove estados-membros: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O Brasil é o maior país da CPLP em termos de população, território e Produto Interno Bruto (PIB, que é a soma dos bens e serviços produzidos pelo país). No ano passado, as exportações do Brasil para os demais países da comunidade atingiram o patamar de US$ 2 bilhões.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução/Correio Kianda

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Loja desaba

Loja desaba em shopping de São Paulo e deixa pelo menos seis pessoas feridas

O desabamento de um mezanino de uma loja de decoração de interiores no shopping Mackenzie Mall deixou pessoas feridas no final da manhã de hoje (17). O shopping é localizado na Rua dos Tucunarés, em Alphaville, bairro nobre localizado entre os municípios de Barueri e de Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o desabamento da loja deixou pelo menos seis pessoas feridas. Quatro delas foram levadas ao pronto-socorro Imperial. Uma jovem de 17 anos teve ferimentos na perna e foi encaminhada para o pronto-socorro Samed. Uma mulher de 40 anos teve ferimentos no crânio e foi levada para o pronto-socorro de Osasco.

Cerca de 24 bombeiros ainda trabalhavam no local até o início da noite deste sábado (17).

Com informações da Agência Brasil

Foto: Divulgação/Bombeiros de São Paulo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ragazzo Apolonio

Ragazzo contrata cliente ‘expulso’ por comer demais e lança desafio

Parece que a rede de comida italiana Ragazzo soube aproveitar a fama instantânea de um cliente que teria sido expulso pelo restaurante e propôs um desafio. Em vídeo que viralizou na internet, o pintor João Carlos Apolonio aparece decepcionado por ter sido expulso após ter comido 35 pratos de massas italianas em um rodízio de R$ 19,90. O caso aconteceu na unidade da Ragazzo localizada na Gentil de Moura, na região do Ipiranga, em São Paulo.

Após o ocorrido, a empresa entrou em contato com o pintor para esclarecer o caso. Em nota, a Ragazzo afirma que “o caso não passou de uma produção de conteúdo para as redes sociais particulares do cliente, que em momento algum foi destratado ou incentivado a deixar o restaurante pela equipe de operações da rede”, diz.

Reforçamos que na promoção Rodízio de Massas & Coxinhas Ragazzo, os clientes podem consumir os pratos selecionados do programa sem limitação de quantidade, conforme estabelece o regulamento oficial disponível no site, redes sociais e lojas físicas da marca”, conclui a rede em nota.

Com o sucesso da publicação de João Carlos na Internet, a empresa convidou o pintor para voltar e comer à vontade. No retorno, o pintor bateu o recorde e comeu 35 pratos de massas. Além disso, a Ragazzo viu a oportunidade de lucrar mais com a situação. Para isso, transformou o cliente em garoto-propaganda da marca e lançou um desafio em seus perfis oficiais na Internet:

“Quem aí consegue comer mais de 35 pratos? Tem gente que consegue, viu? 😂❤ Vem pro #DesafioDasMassas! Rodízio válido em qualquer restaurante Ragazzo do Brasil“, diz a Ragazzo no Instagram.

 

Foto: Reprodução/Instagram

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Turismo no Brasil

Turismo no Brasil cresce, mas ainda está em patamar abaixo do registrado em 2019

O setor de turismo no Brasil registrou em maio, último mês com dados consolidados, faturamento de R$ 9,6 bilhões, 47,5% superior ao de maio do ano passado. No entanto, em comparação ao mesmo mês de 2019, antes do início da pandemia de covid-19, houve redução de 31,2% no faturamento do setor. Os dados, divulgados hoje (16), são da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio SP).



Em maio, o transporte aquaviário foi o único, entre os seis grupos de atividades analisados pela FecomercioSP, que conseguiu superar o patamar pré-pandemia, com alta de 20% no faturamento em relação ao mesmo mês de 2019. O transporte aéreo registra a maior queda em relação a 2019, de 50,5% – variação similar à da redução da demanda de passageiros, na mesma comparação, de 43%.

Em maio de 2021, os restaurantes e alojamentos faturaram R$ 2,8 bilhões, 33,5% abaixo do obtido no mesmo mês em 2019, com variação muito próxima do grupo atividades culturais, recreativas e esportivas (-33,8%), também afetado pelo isolamento social. O conjunto de atividades de locação de veículos, agências e operadoras de turismo no Brasil registrou queda de 13,2% em maio em relação a 2019, e o setor de transporte terrestre, redução de 6,6%.



“A vacinação ainda é a principal variável para os turistas voltarem a viajar com segurança e para os empresários se planejarem de forma mais sólida”, diz, em nota, a Fecomércio SP. “Iniciativas como a redução das restrições, a ampliação das ofertas dos serviços turísticos e a aceleração da vacinação em todo o país são fundamentais para uma melhora gradativa e mais consistente do setor”, acrescenta a entidade.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Reprodução/Tô No Mundo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Votação da PEC do Voto impresso

Deputados pró-Bolsonaro conseguem adiar votação da PEC do Voto Impresso

Os deputados que compõem a base aliada do governo Bolsonaro conseguiram adiar a votação da PEC do Voto Impresso no último dia antes do recesso parlamentar. A sessão foi tumultuada, marcada por alegações de falhas tecnológicas no sistema de votação remota e bate-boca entre deputados; e os governistas agiram como puderam para conseguiram adiar a votação do tema.

O tema é uma das principais bandeiras políticas do governo Bolsonaro, e a proposta de adiamento da votação ocorreu após a base aliada perceber que a proposta seria rejeitada pela maioria na comissão especial da Câmara que analisa o assunto.

Depois de anunciar a decisão, o presidente do colegiado, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), afirmou que o parecer será apreciado no dia 5 de agosto, com a volta dos trabalhos no Legislativo federal. A justificativa oficial para o adiamento foi um pedido do relator, Filipe Barros (PSL-PR), que cobrou mais tempo para fazer alterações em seu parecer.

Durante a votação da PEC do Voto Impresso na comissão, o governo colocou sua tropa de choque em campo para evitar a derrota. O líder do governo, deputado deputado Ricardo Barros (PP-PR), se mobilizou para orientar a base a votar a favor da retirada de pauta do tema, mas o requerimento foi derrotado. Por isso, o relator Filipe Barros recorreu à outra manobra e disse que queria fazer “ajustes” no texto. O presidente da comissão, Paulo Eduardo Martins, acatou o pedido.

A aprovação na comissão é o passo mais importante para a proposta, sem a qual a discussão não poderá avançar para os plenários da Câmara e do Senado.

Foto: Eduardo G. de Oliveira/Agência ALESC

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Aumento do fundo eleitoral

Apenas cinco partidos políticos tentaram impedir o aumento do fundo eleitoral; confira quais

Dos 24 partidos políticos com representação na Câmara dos Deputados, apenas cinco tentaram barrar o aumento do fundo eleitoral. Com o aumento, os repasses públicos para as campanhas políticas quase triplicaram. O partido Novo realizou uma mobilização para rejeitar o fundo de R$ 5,7 bilhões incluído na votação da quinta-feira (15) da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no Congresso. A proposta contou com o apoio do Cidadania, PSOL, Podemos e PSL.

O Novo apresentou ao plenário um pedido de alteração do texto-principal, o chamado “destaque”, para retirar das regras do Orçamento a previsão de um cálculo para o financiamento de campanha. Com isso, o montante teria de ser definido na Lei Orçamentária Anual (LOA), a ser entregue pelo governo ao Congresso até agosto. Como há a necessidade de cortar recursos, isso dificultaria o aumento. Mas o pedido não conseguiu convencer a maioria das legendas.

A votação do destaque apresentado pelo Novo foi simbólica. Dessa forma, não é possível saber exatamente como votou cada parlamentar em relação a esse tema, especificamente. As lideranças do Cidadania, PSOL e Podemos se manifestaram em apoio ao pedido do Novo. Cerca de 15 minutos após o encerramento da votação, o PSL também se manifestou favorável. Na Câmara, os partidos que apoiaram a proposta somam 88 deputados, mas seriam necessários 257 votos para a aprovação do destaque.

No Rio Grande do Norte, apenas dois parlamentares votaram contra o aumento do fundo eleitoral

Dos oito deputados federais do Rio Grande do Norte (RN), somente dois deles votaram contra o aumento do fundo eleitoral: Natália Bonavides (PT) e Rafael Motta (PSB). A proposta estava dentro da Lei de Diretrizes Orçamentárias, votada na noite desta quinta-feira (15) na Câmara dos Deputados.

Confira o voto dos deputados federais pelo RN:

Benes Leocádio (Republicanos-RN) – SIM
Beto Rosado (PP-RN) – SIM
Carla Dickson (PROS-RN) – SIM
General Girão (PSL-RN) – SIM
João Maia (PL-RN) – SIM
Natália Bonavides (PT-RN) – NÃO
Rafael Motta (PSB-RN) – NÃO
Walter Alves (MDB-RN) – AUSENTE

Orientaram Sim à proposta (na prática, a favor do novo fundão): PSL, PL, PP, PSD, MDB, PSDB, DEM, Solidariedade, Pros, PSC, PTB e Cidadania.

Orientaram Não à proposta: PT, PSB, PDT, Podemos, PSOL, Novo, PV, Rede e a liderança da Oposição.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Boas práticas

Ministério da Saúde premia boas práticas no combate à Covid-19

O Ministério da Saúde realizou uma cerimônia, nesta sexta-feira (16) para premiar experiências de boas práticas no combate à covid-19 na atenção primária à saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Denominada “APS Forte no SUS – no combate à Covid-19”, a iniciativa reuniu 1.471 experiências em todo o país, sendo que duas receberam menção honrosa e 19 foram consideradas de excelência.

A iniciativa foi promovida pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) no Brasil e pelo Ministério da Saúde, e tem o propósito de dar visibilidade às boas práticas desenvolvidas pelos profissionais que atuam no SUS.

Entre as ações premiadas, estão o teleatendimento, rastreamento de pacientes contaminados pelo novo coronavírus (Covid-19); uso de rádios comunitárias para combater notícias falsas sobre a pandemia; criação de consultórios móveis para atendimento à grupos vulneráveis, a exemplo de idosos, população de rua e grupos LGBTQIA+, entre outras iniciativas.

Na avaliação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, os resultados mostram a resposta do SUS aos desafios impostos pela pandemia à manutenção e continuidade dos serviços de atenção primária à saúde.

“A pandemia da Covid-19 mostrou a força dos SUS e dos profissionais que atuam na saúde do Brasil, disso todos nós sabemos. Mas o que precisamos ter sempre em mente são os momentos especiais em que esses profissionais brilharam e foram muito além das expectativas para garantir um atendimento digno, seguro e de qualidade na atenção primária”, afirmou.

A representante da Opas no Brasil, Socorro Gross, afirmou que além do reconhecimento, as experiências podem servir de inspiração para outros municípios que podem adotar as práticas para o atendimento da população.

“Essas experiências compõem um mosaico de boas práticas de atenção primária à saúde da população brasileira. Elas contribuíram para prevenir, proteger e cuidar das pessoas nestes tempos tão difíceis e podem servir de referências para outros municípios. É um laboratório de inovação”, disse.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Recusa

Em pesquisa realizada em 2.097 municípios, 74,2% deles reportaram recusa de vacinas

De acordo com pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), apenas nesta semana, 2.097 cidades brasileiras apresentaram casos de recusa de vacinas por parte da população. O número corresponde a 74,2% das 2.826 prefeituras ouvidas pela CNM sobre a pandemia. Somente em 689 municípios as prefeituras não relataram esse tipo de situação.

O levantamento também detectou os “sommeliers de vacina”, que costumam escolher quais imunizantes irão tomar. Dados mostram que 2.109 (74,6%) municípios constataram essa tipo de postura. Nas outras 687 (24,3%), a vacinação ocorreu sem maiores transtornos. Há ainda os casos reportados de rejeição a determinadas vacinas.

Os imunizantes mais rejeitados nas cidades são o CoronaVac, em 1.067 (50,6%) cidades, o da Oxford/AstraZeneca, em 829 (39,3%) municípios e, em menor proporção, o da Janssen, em apenas 66 (3,1%) cidades.

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini/Ilustração/Fotos Públicas

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ciro Gomes

Ciro Gomes chama Cuba de ‘ditadura’ e critica bloqueio dos EUA

O pré-candidato a presidente para as eleições do próximo ano, Ciro Gomes (PDT), publicou um vídeo ontem (16) em suas redes sociais afirmando que “é preciso coragem, equilíbrio e isenção” para Cuba lidar com “duas bombas relógio”: o bloqueio econômico e a ditadura política”. Anteriormente, o opositor, Lula já havia se posicionado sobre Cuba.

Na avaliação de Ciro Gomes, “nosso querido povo cubano está sofrendo”, disse ele no vídeo. Para o presidenciável, além de uma “autodeterminação” da população local, o conflito merece “atenção e solidariedade internacionais”. Ele criticou o governo Bolsonaro, afirmando que a política externa brasileira não pode ser “condescendente” com desrespeito à soberania de Cuba e ao direito internacional promovido pelos Estados Unidos.

Em seguida, Ciro também criticou Lula, afirmando que a política nacional também não deve seguir a atuação dos ex-governos petistas, com uma política externa marcada por “velhos hábitos latino-americanos”.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Delta

Rio identifica terceiro caso da variante Delta

O terceiro caso de síndrome gripal por covid-19 relacionado à variante Delta, na cidade do Rio de Janeiro, foi identificado pela Secretaria Municipal de Saúde, após sequenciamento genômico. Segundo a secretaria, a infectada é uma mulher de 72 anos de idade, com comorbidades, moradora do bairro de Campo Grande, na zona oeste da capital, que desenvolveu quadro de síndrome gripal leve e já está curada. A secretaria não informou como foi que ela se contaminou, se foi na cidade ou se teve contato com alguém de fora ou se viajou.

O secretário Daniel Soranz disse que a Organização Mundial da Saúde (OMS) já informou que a variante Delta vai ser a variante predominante no mundo, já circula em mais de 100 países e onde houve registro da presença ela subiu rapidamente o número de casos da covid-19. 

“Aqui no Brasil tem duas discussões, se ela vai conseguir se sobrepor a variante P.1, essa é uma discussão importante e também se, de fato, ela é menos letal e causa menos casos graves. A gente já sabe que ela tem uma capacidade de transmitir muito mais veloz do que as demais”, disse.

Casos da variante Delta na capital fluminense

Antes desse terceiro caso, foram identificados outros dois, em homens de 27 e de 30 anos de idade. Um, residente no bairro de Olaria, mas trabalha em Vila Isabel, e o outro na Ilha de Paquetá, bairro da cidade do Rio de Janeiro, no nordeste da Baía de Guanabara. Os dois casos foram de transmissão comunitária, ou seja, dentro da própria cidade. 

Uma média de 20 contactantes estão sendo monitorados para cada infectado. A secretaria informou, em nota, que a investigação epidemiológica dos três casos continua e a Vigilância em Saúde “segue fazendo o acompanhamento epidemiológico da pandemia na cidade e, em conjunto com a Secretaria de Estado de Saúde e a Fiocruz, o monitoramento da entrada de diferentes cepas”.

A recomendação da Secretaria Municipal de Saúde é que independentemente da variante, as medidas preventivas são as mesmas. “A população deve manter o distanciamento, usar máscaras e higienizar as mãos com álcool 70 ou, quando possível, água e sabão; além das demais medidas de proteção à vida estabelecidas na Resolução Conjunta SES/SMS Nº 871 de 12/01/21, que podem ser consultadas em https://coronavirus.rio.

Dados da secretaria indicam que na última semana foram identificados 48 novos casos de diferentes variantes do vírus na cidade. Entre eles, em 37 moradores da cidade. Desde o primeiro caso de novas variantes, o município contabiliza 772, sendo 636 em residentes. Além dos dois casos da Delta, são 622 casos da Gamma (P.1) e 12 da Alfa (B.1.1.7). Dos moradores infectados por essas cepas, 44 morreram, 18 permanecem internados e 574 já são considerados curados. Dos não moradores do Rio infectados pelas variantes, 24 vieram de Manaus, sete de Rondônia e 105 de outros municípios.

“Tem uma predominância ainda da variante Gama, então, estamos em alerta reforçando a vigilância hegemônica para que possamos observar qualquer alteração na predominância das variantes, se a Delta vai passar a predominar como ela fez em outros países, ou se vamos continuar com a variante Gama predominando”, disse o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Márcio Garcia.

Cenário

Conforme o 28º Boletim Epidemiológico, divulgado hoje, desde março de 2020, a capital soma 379.339 casos da covid-19, com 29.361 óbitos. Em 2021, são 167.069 casos e 10.483 mortes. A taxa de letalidade deste ano está em 6,3%, contra 8,9% em 2020; e a de mortalidade em 157,4 a cada 100 mil habitantes, contra 283,4 por 100 mil no ano passado. A incidência da doença é de 2.508 por 100 mil habitantes, enquanto em 2020 era de 3.186,6 por 100 mil habitantes.

Mapa

O mapa de risco da cidade para a covid-19 indica que entre as 33 regiões administrativas 11 apresentam risco moderado, na classificação amarela, para transmissão do coronavírus. O que representa mais que o dobro em relação à semana anterior, quando somente cinco estavam nessa categoria. É a terceira semana consecutiva com redução progressiva de áreas com risco alto. 

As regiões administrativas em risco moderado são a Portuária, Lagoa, Vila Isabel, Penha, Bangu, Santa Cruz, Ilha do Governador, Santa Teresa, Barra da Tijuca, Rocinha e Vigário Geral. As demais estão na classificação laranja, ou seja, em risco alto, entre elas, Centro, Rio Comprido, Pavuna, Botafogo, Jacarezinho, Maré e Cidade de Deus.

A análise do mapa de risco da cidade considera indicadores como as internações e óbitos registrados semanalmente. De acordo com a secretaria, as médias móveis desses dois dados, além dos casos confirmados e de atendimentos da rede de urgência e emergência, têm apresentado tendência de queda sustentada há algumas semanas na capital.

Para o secretário Daniel Soranz, os números são muito importantes porque mostram que as vacinas, de fato, fazem efeito, salvam vidas e protegem as pessoas. Ele destacou que o resultado não era esperado para um mês de inverno, em que normalmente tem um aumento de casos de gripe. 

“A gente estava esperando na prefeitura do Rio de Janeiro um aumento de três vezes nos casos de internação do que aconteceu neste mês de julho. Então, é uma ótima notícia. A gente ainda tem pessoas internadas gravemente por covid. Não é momento de relaxar, mas essa é uma ótima notícia e mostra que a vacina funciona e contrariou as nossas previsões”, disse Soranz.

Medidas de proteção

As medidas de proteção à vida estabelecidas no decreto publicado em 27 de maio de 2021 seguem prorrogadas até 26 de julho, mantendo o nível de alerta para cada região. As operações de fiscalização do cumprimento das medidas são feitas pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a Guarda Municipal do Rio de Janeiro e o Instituto Municipal de Vigilância Sanitária, Vigilância de Zoonoses e de Inspeção Agropecuária (Ivisa-Rio) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Com informações da Agência Brasil

Foto: National Institue of Allergy and Infectious Diseases/Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Prefeitura do Rio

Prefeitura do Rio sairá em busca dos que não tomaram a segunda dose

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai fazer em setembro uma busca ativa das pessoas que não tomaram a segunda dose da vacina contra a covid-19. O secretário Daniel Soranz disse que é importante alcançar o máximo de pessoas imunizadas na cidade. Ele espera chegar a agosto com 90% das pessoas imunizadas com a primeira dose. A vacinação na população adulta com mais de 18 anos de idade termina no dia 18 de agosto.

Soranz disse que a intenção da secretaria é, em setembro, buscar todas as pessoas que por algum motivo não quiseram se vacinar ou tiveram empecilho para tomar a dose na data correta. “A gente vai detalhar todos os cadastros em uma grande busca ativa na cidade do Rio para tentar diminuir muito o número de cariocas que não se vacinaram. Então, é um mês superestratégico. É um dos meses mais importantes da campanha, porque é o mês em que a gente vai fazer a busca ativa de quem não se vacinou”, explicou durante a apresentação, hoje (16), do 28º Boletim Epidemiológico da Prefeitura do Rio de Janeiro.

A semana de vacinação termina neste sábado (17) com a imunização dos homens com 37 anos de idade. E termina também amanhã a repescagem de pessoas com deficiência, que começou a vacinação na segunda-feira (12). O secretário informou que na semana que vem terminará a aplicação da segunda dose no grupo de 60 anos de idade ou mais.  Na semana que vem, volta a repescagem por idade e, segundo o secretário, será feita na quarta-feira (21) e no sábado (24).

Percentuais atingidos pela Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio comemorou o percentual de 91,6% de imunização das pessoas de 40 a 49 anos de idade com a primeira dose, que foi o último grupo a atingir esse patamar, já alcançado por outras faixas etárias, de acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Márcio Garcia.

Garcia informou que os calendários anunciados pela prefeitura indicam que em novembro estará concluído o esquema completo com a aplicação das duas doses em toda a população da cidade do Rio de Janeiro. “Esse é o objetivo maior, com esquema completo até o mês de novembro tendo D1, D2 ou dose única em toda a população carioca, adolescentes e maiores de 18 anos até o final de novembro”.

Antecipação

O calendário de vacinação foi antecipado mais uma vez e se a entrega das vacinas continuar dentro da previsão, a secretaria vai concluir a vacinação da população adulta acima de 18 anos de idade no dia 18 de agosto. Será antecipada ainda a imunização dos adolescentes entre 12 e 17 anos de idade, que será concluída em 10 de setembro. No mês, será encerrada a vacinação de toda a população acima de 12 anos de idade com a primeira dose.

Em agosto, segundo o secretário, não está prevista a repescagem nas duas primeiras semanas, porque é um mês de vacinação intensa em que a secretaria quer aumentar muito a cobertura vacinal. “No mês de agosto, a gente recomenda que as pessoas se vacinem nos seus dias. Mulheres de manhã e homens à tarde, como está no calendário. O mês de repescagem mesmo vai ser setembro. Se alguém não se vacinou no seu dia, vai poder se vacinar posteriormente nos 15 dias do mês seguinte. Nas duas primeiras semanas de agosto não terá repescagem. É importante que as pessoas respeitem os seus dias e não escolham vacina”, alertou o secretário Daniel Soranz.

Idosos

Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde, se houver recomendação do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a prefeitura está preparada para aplicar a dose de reforço somente para idosos. O secretário disse que é uma discussão que está sendo realizada para dar previsibilidade à população sobre a continuidade da imunização. 

“São discussões iniciais que precisam ser aprofundadas. A gente está organizando a nossa logística, mas tem alguns fatores. Primeiro fator é avaliar como estarão os níveis de proteção das pessoas que tomaram a vacina seis meses atrás, que é mais ou menos o que acontece em outubro com o grupo de 80 anos ou mais. Segundo ponto, qual será a orientação do Programa Nacional de Imunizações na época”, explicou Márcio Garcia, acrescentando que muito provavelmente essa vacinação será feita com vacina heteróloga, que é a de fabricantes diferentes das que foram aplicadas nas duas doses anteriores.

O secretário Daniel Soranz destacou que a aplicação das vacinas heterólogas para todos os grupos é uma outra discussão que precisa ser feita. De acordo com ele, a maior parte das evidências científicas dessas vacinas mostra que elas trazem efeito de proteção superior. “Como a gente está em uma pandemia, atrasos nessas discussões podem gerar danos à população. O Rio de Janeiro pretende dar o máximo de previsibilidade e abrir essa discussão de maneira clara e coerente. É uma pandemia e as informações sempre precisam ser ajustadas durante o processo”, disse.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Arquivo/Prefeitura do Rio de Janeiro

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Previsão de Alta

Bolsonaro segue sem previsão de alta; quadro do presidente é de ‘evolução’

Ainda sem previsão de alta, presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está apresentando uma evolução clínica considerada satisfatória, de acordo com o boletim médico divulgado no início da tarde de hoje (16). O presidente está internado desde a noite de quarta-feira (14) no Hospital Vila Nova Star, após apresentar um quadro de obstrução intestinal.

De acordo com o informe médico, Bolsonaro passa bem, mas ainda não há previsão de quando o presidente poderá retornar às suas atividades. Ontem (15) foi feita a retirada da sonda nasogástrica com a perspectiva de que hoje fosse retomada a alimentação oral. Nesta manhã, o presidente publicou uma foto em seu Instagram na qual aparece caminhando no corredor do hospital segurando o suporte para soro. “Em breve de volta a campo, se Deus quiser!”, escreveu na legenda da publicação.

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Enfermagem

Após CFM e Cremesp tentarem anular resolução do Cofen, Justiça autoriza funcionamento de consultórios e clínicas de Enfermagem

A Justiça Federal negou pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM) e Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) para anular a Resolução Cofen 568/2018, que regulamenta o funcionamento dos consultórios e clínicas de Enfermagem. A sentença n° 1003819-15.2018.4.01.3400, do juiz Rodrigo de Godoy Mendes, que já havia rejeitado o pedido liminarmente, cita dispositivos da Lei 7498/1986 elencando, entre as competências privativas dos enfermeiros, a realização de consultas de Enfermagem e consultoria, auditoria e emissão de pareceres sobre matéria de Enfermagem, reiterando a legalidade dos consultórios.

O juiz reforça, ainda, importância da profissão para a universalização do acesso à Saúde. “O argumento genérico de violação ao direito à Saúde não subsiste, notadamente porque o art. 196 da CRFB/1988 preconiza como um dos seus pilares o ‘acesso universal e igualitário’, sendo certo que o atendimento de enfermeiros, no que toca a sua competência e dentro de sua habilitação, é móvel de promover o direito à Saúde, seja pela sua descentralização ou atendimento capilarizado”.

“Seguiremos atuando para garantir o direito ao pleno exercício profissional”, afirma a presidente do Cofen, Betânia Santos. Para a procuradora-geral do Cofen, Tycianna Monte, a sentença reforça o entendimento judicial contra “atitudes predatórias dos conselhos de Medicina, que tentou cercear irregularmente o exercício profissional da Enfermagem”. Em 2020, a Enfermagem obteve vitórias judiciais contra tentativas de impedir o funcionamento de Casas de Parto e de impedir que enfermeiros e outros profissionais de Saúde coordenassem Núcleos de Segurança do Paciente.“A sentença é mais uma vitória da Enfermagem contra o corporativismo médico”, afirma Tycianna.

Respaldo técnico e legal – Realizar consulta de enfermagem é um direito do profissional enfermeiro, assegurado pela Lei 7.498/86, art. 11, inciso I, alínea “i”, pelo Decreto 94.406/87, art. 8º, inciso I, alínea “e”, pelo Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, e normatizada pela Resolução Cofen 358/2009. A Resolução 568/2018 regulamenta a atuação dos consultórios, trazendo mais segurança aos profissionais.

Foto: Reprodução/Cofen

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Paraíba

Na Paraíba, juiz anula votos de partido e cassa três vereadores

Três vereadores de Diamante, município da Paraíba, perderam os mandatos após o juiz eleitoral Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto, da 42ª Zona Eleitoral, de Itaporanga, julgar procedente uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) impetrada por dois candidatos a vereador derrotados nas eleições municipais de 2020. Os derrotados alegaram o uso de candidaturas laranja na coligação do Republicanos.

O magistrado cassou três vereadores eleitos pelo partido e anulou os votos obtidos pela coligação. A decisão cabe recurso.

Na ação, os candidatos Rosa Boré e Venâncio, ambos do Podemos da Paraíba, alegaram o uso de candidatura fictícia para o preenchimento da cota feminina obrigatória nas eleições passada pela coligação do Republicanos. O partido teve 10 candidatos a vereador, sendo três deles eleitos: Manoel Marrocos, Cícero Venâncio e Jailson Moura.

Na decisão, o juiz reconheceu a prática da candidatura fictícia do Republicanos no nome da candidata Fernanda Mariana Custodio Pereira, que não obteve votos na eleição – ou seja, não votou em si própria; não realizou gastos eleitorais de campanha; não recebeu doações do partido; não divulgou seu nome e propostas por meio de material gráfico, impresso ou virtual; entre outras fraudes.

O magistrado decidiu anular os votos recebidos pela legenda na eleição municipal, além de determinar a cassação dos diplomas e mandatos dos vereadores eleitos e dos suplentes. Ele também declarou a inelegibilidade de Fernanda Mariana por oito anos.

O magistrado determinou ainda a retotalização dos votos para a Câmara Municipal de Diamante, com novo cálculo do quociente eleitoral a fim de se reajustar a distribuição das vagas no legislativo municipal, considerando os votos válidos remanescentes e excluindo os votos declarados nulos.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro

Bolsonaro passa a 2ª noite internado e segue sem previsão de alta

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passou a segunda noite internado no hospital Villa Nova Star, na Zona Sul de SP. Bolsonaro segue sem previsão de alta hospitalar, segundo boletim médico divulgado na tarde de quinta-feira (15). O chefe do executivo deverá passar por nova avaliação da equipe médica hoje (16). Logo em seguida, um novo boletim da equipe que cuida dele deve ser divulgado. A expectativa é que a divulgação ocorra na próximas horas.

No início da manhã de hoje, dois carros oficiais chegaram ao hospital em SP, mas não foi possível identificar os ocupantes. O boletim médico divulgado ontem (15), consta a “evolução de forma satisfatória” do Presidente, que está sem a sonda nasogástrica.

Foto: Reprodução/ Redes sociais

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

João Doria

João Doria contrai Covid-19 pela segunda vez e causa alvoroço no movimento antivacina

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou ontem (15) por meio de suas redes sociais que está novamente infectado com a Covid-19. Essa é a segunda vez que o político testa positivo para a doença. A primeira infecção ocorreu em agosto do ano passado. O governador afirmou estar se sentindo “muito bem” e disposto mas que, por orientação médica, cancelou toda a sua agenda.

Doria já tomou as duas doses da vacina CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Tanto a Coronavac, quanto as demais vacinas que estão sendo aplicadas atualmente no Brasil e no mundo não impedem que uma pessoa se infecte com o coronavírus, mas protegem contra formas graves da doença.

Através das redes sociais, João Doria disse que seu caso serve de alerta para todos que já foram vacinados seguirem respeitando os protocolos. “Tenho convicção que estou sendo protegido contra o agravamento da doença pela vacina do Butantan, a qual já tomei as duas doses”, completou.

Foto: Governo de São Paulo

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Veterinárias

Lei sancionada por Bolsonaro permite a produção de vacinas por indústrias veterinárias

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou nesta quinta-feira (15) a Lei nº 14.187, de 15 de julho de 2021, que autoriza estabelecimentos fabricantes de vacinas veterinárias a produzir imunizantes contra a covid-19 e o ingrediente farmacêutico ativo (IFA), no Brasil. O texto estabelece que a produção cumpra todas as normas sanitárias e as exigências de biossegurança próprias dos estabelecimentos destinados à produção de vacinas para uso humano. Há trechos vetados.

O texto publicado no Diário Oficial de hoje (16) também prevê que todas as fases relacionadas à produção, ao envasamento, à etiquetagem, à embalagem e ao armazenamento de vacinas para uso humano deverão ser realizadas em dependências fisicamente separadas daquelas utilizadas para a fabricação de produtos destinados a uso veterinário.

A lei determina ainda que, quando não houver ambientes separados para que o armazenamento seja feito, as vacinas contra a Covid-19 poderão ser armazenadas na mesma área de armazenagem das vacinas de uso veterinário, mediante avaliação e anuência prévias da autoridade sanitária federal e desde que haja metodologia de identificação e segregação de cada tipo de vacina.

Veto

O artigo 5º da lei foi vetado pelo presidente Bolsonaro. O texto estabelece que ato do Executivo poderia prever incentivo fiscal destinado às indústrias veterinárias que adaptassem suas estruturas industriais destinadas originalmente à fabricação de produtos de uso veterinário para a produção de vacinas contra a covid-19.

“Embora se reconheça a boa intenção do legislador ao autorizar benefício de natureza tributária, a propositura legislativa encontraria óbice jurídico por violar dispositivo na Constituição da República que determina que benefícios tributários só podem ser criados por lei em sentido estrito”, diz o documento.

Ainda de acordo com a justificativa do veto, “a propositura legislativa acarretaria renúncia de receitas sem apresentação da estimativa do impacto orçamentário e financeiro e das medidas compensatórias, em violação à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Lei de Diretrizes Orçamentárias 2021”, afirma o texto.

Foto: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Terça Livre

Canal Terça Livre é removido definitivamente do YouTube

Na noite desta quinta-feira, 15, o canal Terça Livre, do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, foi removido do YouTube. Antes da exclusão definitiva, a página foi suspensa em fevereiro, quando Allan dos Santos começou a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal. Na época, o STF compreendeu que o apresentador do Terça Livre utilizava o canal para defender atos antidemocráticos. O blogueiro, que hoje mora nos Estados Unidos, conseguiu uma liminar que o permitiu recuperar o canal.

Em decisão da 8ª Vara Cível da Comarca de São Paulo, nesta quinta-feira (15), a juíza Ana Carolina de Almeida julgou improcedente que o Terça Livre fosse reativado e permitiu que o Google o excluísse definitivamente. “Com a perda dos efeitos da decisão liminar que estava em vigor, os canais serão removidos novamente, de acordo com os termos de serviço e as diretrizes de comunidade do YouTube”, afirmou o Google antes de completar a ação.

Foto: Reprodução/YouTube

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Davati

Na CPI, representante da Davati chama propina de ‘comissionamento’

Durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no senado, nesta quinta-feira (15), o representante da Davati Medical Supply no Brasil, Cristiano Carvalho, negou ter recebido qualquer pedido de propina na compra dos imunizantes. Ele afirmou ter sido procurado pelo ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, para dar seguimento às tratativas envolvendo a venda de vacinas ao ministério da Saúde.

De acordo com Cristiano, lhe foi apresentado apenas um comissionamento que chegou até ele através do grupo do coronel Marcelo Blanco, que esteve presente em um jantar num restaurante em Brasília, onde teria ocorrido pedido de propina por doses da AstraZeneca.

Segundo Carvalho, relatando sobre o encontro do policial militar Luiz Paulo Dominghetti e de Blanco com o ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, em jantar no restaurante Vasto no dia 25 de fevereiro, onde o pedido de propina teria acontecido, seus pares apenas lhe informam que o encontro tinha sido “muito bom”.

“A informação que veio a mim foi que, vale ressaltar isso, não foi o nome propina, ele usou comissionamento”, declarou. Carvalho destacou que foi procurado por Roberto Dias em 03 de fevereiro, e apresentou capturas de tela da conversa. O depoente se disse “incrédulo” com que um funcionário do ministério da Saúde estivesse lhe procurando, afirmando que o contrato, “não fazia muito sentido”. Ele leu diversas mensagens de Dias lhe pedindo contato. Carvalho afirmou que dada a insistência, ele viu os contatos como uma oportunidade.

Carvalho declarou que suas conversas com Dias foram apenas profissionais, sem menção a nenhum pedido de propina para finalizar seu contato, e que Dias lhe procurava apenas para questionar temas relacionados à chegada de vacinas no Brasil.

O líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), minimizou as conversas mostradas por Cristiano Carvalho com o ex-diretor do Ministério da Saúde. “A gente constata a falta de credenciamento, de capacidade técnica, de habilidade técnica para que essa empresa pudessem tratar com o governo brasileiro sobre a compra de vacinas. Estou realmente constrangido com os diálogos que estão sendo aqui mostrados”, declarou. Bezerra reforçou que não foram gastos recursos e o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL) rebateu dizendo que “o crime é caracterizado mesmo sem dinheiro pago”.

A Davati atuou como intermediária na venda de 400 milhões de doses da vacina Astrazeneca ao governo brasileiro. Negócio que está sendo investigado após denúncia de um suposto esquema de propina.

De acordo com o Dominghetti, que seria um representante autônomo da Davati, o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, teria condicionado fazer negócio com a empresa em troca de propinas no valor de U$ 1 por dose de vacina.

Com informações do Estadão
Foto: Pedro França/Agência Senado

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Boletim médico

Boletim médico aponta ‘evolução satisfatória’ de Bolsonaro

O boletim médico do presidente Jair Bolsonaro afirma que o chefe do executivo está “evoluindo de forma satisfatória clínico e laboratorialmente”. Os dados foram divulgados no final da manhã de hoje (15). Bolsonaro passou a primeira noite internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Ele foi transferido do Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após apresentar um quadro de obstrução intestinal.

De acordo com o boletim médico de Bolsonaro, está mantido o “planejamento terapêutico previamente estabelecido”, que consiste em uma série de exames para determinar, ou não, a necessidade de realizar uma “cirurgia de emergência” para corrigir a obstrução. Além disso, o presidente segue sem previsão de alta hospitalar.

Foto: Anderson Riedel/PR

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Magazine Luiza Kabum compra

Magazine Luiza expande império e compra KaBuM! por R$ 3,5 bi

A Magazine Luiza anunciou hoje a aquisição de 100% do KaBuM!, maior plataforma de e-commerce de tecnologia e games do país. “Com a compra do KaBuM!, nos consolidamos como um dos líderes do e-commerce formal brasileiro e reforçamos nossa atuação em um dos mercados que mais crescem no mundo — o de produtos para geeks e gamers”, diz Frederico Trajano, CEO do Magalu.

Em um ano e meio, o Magalu adquiriu 21 empresas. A operação de compra do KaBuM! é a maior delas. A empresa, criada em 2003, em Limeira, no interior de São Paulo, tem um modelo de negócio que combina crescimento acelerado e alta rentabilidade.

Nos últimos 12 meses, o e-commerce adquirido teve receita bruta de 3,4 bilhões de reais e um lucro de 312 milhões de reais. “Esse nível de rentabilidade apresentado pelo KaBuM! não é comum em players de e-commerce, o que mostra a eficiência da gestão da companhia”, afirma Trajano.

Com a compra do KaBuM!, o Magalu reforça o pilar estratégico de novas categorias, com um sortimento complementar ao atual e com enorme potencial de crescimento.

Com informações da Revista Exame

Foto: Reprodução/Magalu

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Diretora da Precisa Medicamentos

Diretora da Precisa Medicamentos nega irregularidades na compra da Covaxin

Durante depoimento na CPI da Pandemia nesta quarta-feira (14), no Senado Federal, a executiva da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades, negou que a companhia tenha ofertado a dose da vacina indiana Covaxin a US$ 10, valor bem abaixo do contratado pelo Ministério da Saúde a US$ 15.

No depoimento, Emanuela disse que nunca houve essa oferta e que as informações da ata da reunião entre o Ministério da Saúde e a Precisa sobre o assunto, em 20 de novembro, são “imprecisas”. As dúvidas sobre o valor superior da dose fechado pelo governo com a empresa foram levantadas pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) e reforçadas pelos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Izalci Lucas (PSDB-DF) e Simone Tebet (MDB-MS).

Os senadores argumentaram que a Covaxin foi o imunizante mais caro contratado pelo Ministério da Saúde em um contrato de R$ 1,6 bilhão para fornecer 20 milhões de doses. A vacina é fabricada pelo laboratório indiano Bharat Biotech, que tem a Precisa Medicamentos representante no Brasil.

Emanuela afirmou que na reunião de 20 de novembro houve uma “expectativa” de preço da dose abaixo de U$ 10 dólares, mas que até aquela data nem mesmo o laboratório tinha a estimativa do valor. Segundo ela, a empresa recebeu a primeira oferta da dose da Bharat Biotech em dezembro, a U$ 18 dólares, e que houve uma “insistente tentativa” de negociação para redução do preço, chegando ao valor final de U$ 15 por dose, já inclusos impostos, frete e riscos relacionados.

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

baixo custo

UFRJ desenvolve teste de baixo custo para detectar a Covid-19: R$ 30

Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desenvolveram um teste rápido e de baixo custo que detecta a presença do SARS-CoV-2 no organismo por meio de amostras de saliva e secreção nasal. O resultado custa R$ 30 e sai em menos de uma hora.

Desenvolvido por cientistas do Instituto de Bioquímica Médica (IBqM/UFRJ) e do campus Duque de Caxias da UFRJ, o Lamp-COVID-19 identifica pedaços de RNA do coronavírus, e tem eficácia de 100% em comparação ao PCR tradicional, segundo a instituição. De acordo com a Universidade, o exame de baixo custo pode ser realizado em lugares com pouca infraestrutura e o resultado é conferido a partir da cor exibida. Se a amostra ficar rosa, o resultado é negativo. Se ficar amarela, é positivo.

Foto: Ilustração

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Violência à criança

Câmara aprova texto para combater violência à criança e ao adolescente

A Câmara aprovou, nesta quarta-feira (14), um projeto de lei que prevê a criação de mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a criança e o adolescente. Entre as medidas protetivas previstas no texto estão o afastamento do agressor; assistência às vítimas em centros de atendimento ou espaços de acolhimento e o aumento de penas.

O projeto, das deputadas Alê Silva (PSL-MG) e Carla Zambelli (PSL-SP), segue para análise do Senado.

A relatora é a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC). Segundo ela, o texto cria uma engenharia de combate à violência doméstica e familiar semelhante à Lei Maria da Penha (11.340/06), mas adaptada às crianças e adolescentes. A parlamentar afirmou que a aprovação da proposta é uma resposta a situações que chocaram o país, como a morte do menino Henry Borel, no Rio de Janeiro.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr./Arquivo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Legislação Eleitoral pode mudar

Senado discute e vota projetos sobre legislação eleitoral

O Senado votou, durante a sessão de hoje (14) apenas projetos referentes à legislação eleitoral. Os projetos aprovados preveem mais incentivo à participação feminina na política, trazem de volta a propaganda política em rádio e televisão e alteram a distribuição de vagas em eleições proporcionais.

Sobras eleitorais

Um dos projetos votados, o Projeto de Lei (PL) 783/2021, propõe que os partidos que não obtiveram quociente eleitoral não participem da distribuição das sobras eleitorais em eleições proporcionais. “Sobras eleitorais” são as vagas para câmaras municipais, assembleias estaduais e Câmara dos Deputados não preenchidas pela regra do quociente eleitoral. O projeto, de autoria do senador Carlos Fávaro (PSD-MT), segue para a Câmara.

O quociente eleitoral é o resultado de um cálculo feito dividindo o número de votos válidos pelo número de vagas disponíveis. O PL sugere que apenas o partido que tiver o número de candidatos eleitos igual ou maior que o quociente eleitoral tenha direito a preencher essas vagas. O argumento do relator do projeto, senador Wanderlan Cardoso (PSD-GO), é que o Supremo Tribunal Federal (STF) já tinha entendimento semelhante.

“O STF já decidiu ser constitucional a proibição de participação nas sobras pelos partidos que não houvessem obtido o quociente eleitoral, por entender que, no que se refere à eficácia quantitativa do sufrágio em um sistema proporcional destinado ao preenchimento das cadeiras do Poder Legislativo, o princípio da igualdade do voto não é absoluto”.

O projeto não teve apoio de todos os senadores. Para parlamentares como Espiridião Amin (PP-SC) e Álvaro Dias (Podemos-PR), o texto deveria ter mais tempo para apreciação e ser alvo de mais debates. Para Amin, a análise de vários projetos de natureza eleitoral no mesmo dia é uma votação “a varejo”. Para Álvaro Dias, a proposta fortalece os partidos maiores, ao mesmo tempo em que enfraquece os menores.

Candidatura feminina

O Senado também aprovou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que determina a reserva de até 5% do Fundo Partidário para aplicar em programas de difusão da participação política das mulheres. O texto também estabelece que cada partido deve reservar o mínimo de 30% do fundo de financiamento de campanha e da parcela do fundo partidário destinada a campanhas eleitorais que deve ser aplicado em candidaturas femininas nas eleições proporcionais.

A PEC também foi da autoria de Fávaro. Para ele, o texto combate a ocorrência de fraude nas eleições, que se dá por meio de candidaturas laranjas, registradas para se atingir o mínimo legal de candidaturas femininas. Nesse caso, o dinheiro não é aplicado para as mulheres, e sim em outros candidatos ou até mesmo para outros fins, infringindo a lei.

“A exigência de preenchimento forçado apenas serve para a inserção de candidaturas inexpressivas, retirando a possibilidade de um destaque maior para aquelas mulheres que realmente possuem interesse em participar da vida política nacional”, disse Fávaro. A PEC segue para a Câmara.

Legislação eleitoral sobre cota feminina no Legislativo

O projeto de Ângelo Coronel (PSD-BA) também trata da participação feminina na política. A proposta determina uma cota de 15% das cadeiras para mulheres em câmaras de vereadores, assembleias legislativas e na Câmara dos Deputados. O texto segue para análise da Câmara.

Caso não seja eleito o número mínimo de mulheres, os eleitos do gênero masculino que forem menos votados darão lugar às candidatas suplentes mais bem posicionadas em número de votos em seus partidos, desde que tenham obtido votos em número igual ou superior a 10% do quociente eleitoral.

Para Fávaro, senador que reuniu relatorias dos projetos referentes a temas eleitorais, o uso de cotas é constitucionalmente legítimo. Segundo ele, não é possível esperar que a sociedade mude naturalmente sua cultura que, hoje, não traz equilíbrio entre os gêneros.

“As cotas de gênero na política visam a acelerar o processo que levará a um maior equilíbrio político entre homens e mulheres e se baseiam na crença de que o equilíbrio entre os sexos não pode ser alcançado naturalmente, isto é, deixando que a evolução da sociedade mude os padrões”.

Legislação eleitoral sobre propagandas

Outro projeto aprovado para a nova legislação eleitoral prevê a volta da propaganda partidária gratuita no rádio e na televisão, em âmbitos nacional e estadual. Segundo os autores do projeto, senadores Jorginho Mello (PL-SC) e Wellington Fagundes (PL-MT), os partidos políticos carecem de instrumentos para a divulgação de seus eventos e congressos, bem como de seus posicionamentos em relação a temas relevantes para a comunidade. A propaganda política em rede de rádio e televisão foi revogada em 2017, mas ainda foi aplicada em 2018.

Uma das diferenças no retorno da propaganda político-partidária está no tempo. O projeto de lei propõe apenas inserções de trinta segundos, invés de inserções e blocos maiores, como ocorria anteriormente. Além disso, os custos da propaganda serão pagos pelos partidos, com aumento dos recursos repassados pela União ao Fundo Partidário. Antes, a propaganda política era chamada de gratuita, mas as emissoras eram compensadas com renúncia fiscal concedida pela União.

Nas contas do relator do projeto, Carlos Portinho (PL-RJ), seriam gastos cerca de R$ 228 milhões nos anos eleitorais e R$ 527 milhões nos anos não eleitorais. O texto segue para a Câmara.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro internado

Bolsonaro passa bem em primeira noite internado em São Paulo; presidente realizará exames

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passou a primeira noite internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. De acordo com informações do Portal G1, Bolsonaro passou bem em seus primeiros momentos no hospital e deve realizar hoje novos exames de imagem.

O presidente foi transferido de Brasília para São Paulo na noite de quarta-feira (14) após apresentar um quadro de obstrução intestinal. Após a realização de exames clínicos, laboratoriais e de imagem na noite de ontem (14), a equipe médica que cuida do presidente, coordenada pelo cirurgião gástrico Antônio Luiz Macedo, definiu que ele receberá um “tratamento clínico conservador”, descartando a necessidade de uma cirurgia de emergência inicial. Ele vai permanecer internado e não há previsão de alta.

Foto: Anderson Riedel

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Bolsonaro com obstrução intestinal

Bolsonaro é levado para São Paulo devido a quadro de obstrução intestinal

O presidente Jair Bolsonaro foi transferido para São Paulo nesta quarta-feira (14) devido a um quadro de obstrução intestinal. Os médicos avaliam a necessidade de uma cirurgia de emergência. O presidente havia sido internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada. De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o presidente chegou a ser sedado pela manhã.

Por volta das 16h30, o presidente deixou o hospital e foi levado de ambulância para a Base Aérea de Brasília, onde um avião o aguardava. Bolsonaro chegou ao local por volta das 17h. O avião decolou para São Paulo às 17h29. Segundo o filho do presidente, o senador Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ), Bolsonaro ficará em observação por três dias em São Paulo.

Segundo nota oficial divulgada pelo Palácio do Planalto, a constatação da obstrução intestinal foi feita pelo cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, médico que acompanha a saúde de Bolsonaro desde o atentado a faca sofrido pelo então candidato nas eleições de 2018.

O médico foi chamado a Brasília em razão da internação do presidente e também deverá ficar responsável pela avaliação do quadro após a transferência para São Paulo.

Foto: Instagram/Reprodução

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Dj Ivis preso

DJ Ivis é preso em Fortaleza; Camilo Santana confirma prisão

O cantor DJ Ivis acaba de ser preso em Fortaleza dias após os vídeos de agressões contra a ex-mulher, Pamella Holanda, serem divulgados por ela nas redes sociais. A informação foi confirmada pelo governador do Ceará, Camilo Santana.

“Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança que DJ Ivis foi preso no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido”, publicou Camilo.

Vídeos gravados por câmera de segurança interna mostram Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, agredindo a ex-mulher na frente da filha e de outras duas pessoas, a mãe dela e um funcionário do produtor musical.

Mais informações em instantes

Foto: Reprodução/Instagram

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

VÍDEO: Internado hoje em Brasília, Bolsonaro já disse que tomava Coca-Cola para ‘ficar bom’

Em maio de 2021, alguns meses de ser internado em Brasília por causa de problemas intestinais e de “um soluço persistente”, o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que tomava Coca-Cola quando tinha problemas de estômago. Na ocasião, o presidente disse que “ficava bom” ao ingerir o refrigerante durante as crises. Veja o vídeo abaixo:

“Vou abrir o jogo. Amanhã vou até ser criticado. Quando tenho problema de estômago, alguém sabe o que eu tomo? Coca-cola. E fico bom. É problema meu. O bucho é meu. Talvez meu bucho corroído me salvou da facada do Adélio”, afirmou o presidente em maio.

Bolsonaro é internado em Brasília

Bolsonaro decidiu cancelar as reuniões que tinha marcado para a manhã de hoje (14) após sentir dores abdominais durante a madrugada. O presidente vinha se queixando de soluços persistentes nos últimos dias.

Através de nota, o Palácio do Planalto confirmou que Bolsonaro deu entrada no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para a realização de exames, com o objetivo de investigar a causa dos soluços.

Leia a nota emitida pelo Planalto neste link

Foto: Reprodução/Twitter

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Eletrobras

Bolsonaro sanciona com vetos MP que privatiza Eletrobras

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou, na edição de ontem (13) do Diário Oficial da União, a lei que permite a privatização da Eletrobras. “A nossa capacidade de investimento vem diminuindo e o sistema não pode colapsar, por isso, a privatização”, afirmou o presidente. Segundo Bolsonaro, a venda da empresa vai devolver capacidade de investimento ao setor elétrico e evitar colapsos do sistema de energia do país.

A votação da matéria foi concluída pelo Congresso no dia 21 de junho, a um dia do prazo, e representou uma vitória para o governo, já que foi o primeiro projeto de privatização aprovado na gestão de Jair Bolsonaro. Até o momento, nenhuma estatal de controle direto da União foi vendida. O projeto teve 14 pontos vetados, que incluem, por exemplo, o trecho que reservava 1% das ações da União para compra pelos empregados da companhia, com direito a desconto.

Também foi vetado o dispositivo que previa o aproveitamento dos empregados da Eletrobras e de suas subsidiárias demitidos sem justa causa, pelo período de um ano após a privatização, para atuarem em outras empresas públicas federais, “em cargos de mesma complexidade ou similaridade, com equivalência de seus vencimentos”.

Foto: Divulgação/Eletrobras

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Ministro da Saúde promete 100 milhões de doses

Ministro da Saúde promete 100 milhões de doses até agosto

Em reunião virtual com governadores nesta terça-feira (13), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que no mês de julho o Brasil receberá cerca de 41 milhões de doses e, em agosto, a previsão é de 60 milhões. Segundo Queiroga, os imunizantes serão distribuídas de forma igualitária aos Estados. “Até setembro, iremos vacinar toda população maior de 18 anos”, garantiu o ministro.

O anúncio foi feito pelas redes sociais logo após a reunião. No encontro, os governadores pediram o cronograma de vacinação e pleito para a antecipação da segunda dose. Pelo Twitter, Queiroga reforçou que trabalho conjunto e políticas públicas alinhadas são fundamentais para colocarmos fim à pandemia no País. “Com apoio de todos, iremos potencializar ainda mais o andamento da vacinação no Brasil. É o que precisamos agora: prosseguir com a vacinação e retorno seguro às atividades para não retrocedermos”, declarou o ministro.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Inscrições do Enem

Inscrições do Enem terminam nesta quarta-feira

As inscrições do Enem 2021 terminam às 23h59min de hoje. Os interessados em participar do exame devem acessar a Página do Participante, no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A taxa de inscrição para os não isentos custa de R$ 85, e o pagamento deve ser feito por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança) até o dia 19 de julho.

O Enem 2021 terá as provas aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro, tanto na versão digital, quanto na impressa. As duas versões terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias, e Ciências Humanas e Suas Tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração. No segundo dia, as provas serão de Ciências da Natureza e Suas Tecnologias, e Matemática e Suas Tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Siga o Por Dentro do RN também no Instagram e mantenha-se informado.

Morre Marília Mendonça após acidente aéreo; veja fotos CINCO deputados do RN votam pelo furo do teto de gastos Após rompimento de parceria com o Flow Podcast, hackers invadem iFood, trocam nome de restaurantes e dão apoio a Bolsonaro Azul mira compra da Latam Airlines e visa à criação de gigante sul-americana Homem se dá mal após tentar jogar drogas pela janela em Mossoró Adolescente de 16 anos é suspeito de matar os próprios irmãos, de 2 e 4 anos, no Rio de Janeiro Preço da gasolina sobe 47% em 2021 e já custa R$ 7,29 em Natal após novo reajuste Cidade faz ‘recall’ de vacinação após enfermeira da Cruz Vermelha injetar água e sal na população Mulher dá à luz dentro de elevador de condomínio na Grande Natal Operação Falsos Heróis: Polícia Federal deflagra 2ª fase de operação contra contrabando de cigarros; um policial foi preso e outro afastado Vulcão Cumbre Vieja em La Palma não dá sinais de abrandamento Cocaína no Ceará tem tudo, menos o princípio ativo da droga